ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de janeiro de 2018

Com aumento do diesel, caminhoneiros do Paraguai preparam greve para aumentar o preço do frete da soja

Com aumento do diesel, caminhoneiros do Paraguai preparam greve para aumentar o preço do frete da soja

O aumento do diesel afetou diretamente a rentabilidade do setor de transporte de cargas, já que o insumo representa 55% do custo do serviço.

Por Notícias Agrícolas / Foto: Governo do Brasil - 12/01/2018 - 02:59:21

Frente ao aumento do preço do diesel no país, as associações de caminhoneiros do Paraguai estão preparando uma greve para elevar o preço do frete para G. 360 (R$0,21) por tonelada/quilômetro, faltando apenas acertar detalhes que serão discutidos na próxima segunda-feira (15), como anunciou Ángel Zaracho, secretário-geral da Federação de Caminhoneiros do Paraguai. A medida afetará a colheita de soja, como informa o ABC Rural.

Segundo Zaracho, o aumento do diesel afetou diretamente a rentabilidade do setor de transporte de cargas, já que o insumo representa 55% do custo do serviço. Atualmente, o frete de grãos e outros produtos vem sendo cobrado em G. 240 (R$0,14) tonelada/quilômetro.

"Representantes de 30 organizações de transportadores de todo o país estão se reunindo nas bases para organizar uma mobilização nacional, com o objetivo de forçar o aumento do preço do frete", expressou. Ele contou também que o novo preço exigido foi calculado com técnicos da Direção Nacional de Transporte (Dinatran).

Em maio de 2016, como recorda o ABC, foi realizada uma greve de caminhoneiros em diferentes rotas do país com uma reivindicação similar à atual: "negociar com as agroexportadoras o aumento do preço do frete".

Comentários para "Com aumento do diesel, caminhoneiros do Paraguai preparam greve para aumentar o preço do frete da soja":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório