×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de agosto de 2018


Recém-nascido pode ter dentes?

Recém-nascido pode ter dentes?

A causa para o nascimento destes dentes ainda é desconhecida, porém pode estar relacionado a hereditariedade.

Redação Com Agências - 11/06/2018 - 13:58:43

Geralmente os primeiros dentinhos aparecem em torno dos 6 meses de vida. Porém, alguns bebês podem já nascer com alguns dentes. Este é um fato mais raro de acontecer, porém normal. Um a cada 2.000 bebês nascem com dentes, havendo uma prevalência maior no sexo feminino.

 
Há bebês que já nascem com um ou mais dentinhos (dentes natais), e há também aqueles casos em que o aparecimento ocorre precocemente, durante os primeiros 30 dias de vida (dentes neonatais).
 
A causa para o nascimento destes dentes ainda é desconhecida, porém pode estar relacionado a hereditariedade.
 
Na maioria dos casos, esses dentes são os incisivos inferiores. E podem apresentar umas aparência diferente. Geralmente são pequenos, cônicos, amarelados e/ou hipoplásicos (defeitos de esmalte), além de apresentarem alta mobilidade, pois possuem desenvolvimento limitado das raízes.
 
Os pediatras por serem os primeiros profissionais a terem contato com o bebê, ao identificarem estes dentes, devem encaminhar a criança para um Odontopediatra, para que este possa avaliar e decidir pelo melhor tratamento. Alguns fatores devem ser levados em conta como: o grau de mobilidade do dentinho, pois este pode ser deglutido ou aspirado, se o dente já faz parte da dentição decídua (de leite) ou se não é um dente extra, se está atrapalhando a amamentação, seja por estar machucando o seio da mãe ou a própria língua do bebê, dentre outros fatores.
 
A avaliação do Odontopediatra é fundamental para o tratamento, acompanhamento e orientação aos pais, podendo este também, sanar quaisquer dúvidas.


Dra. Bruna Vasconcelos, especialista em Ortodontia e Odontopediatria. CRO-DF 10909.

Instagram: brunaluizavs

Comentários para "Recém-nascido pode ter dentes?":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório