×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 23 de outubro de 2018


7 de Abril é o Dia Mundial da Saúde, e especialistas dão dicas para uma vida mais saudável

7 de Abril é o Dia Mundial da Saúde, e especialistas dão dicas para uma vida mais saudável

Especialistas dão dicas para uma vida mais saudável

Redação Com Agências /foto: Marcela Bussolotti - 07/04/2018 - 13:47:22

No dia 7 de abril é celebrado o Dia Mundial da Saúde. Esse ano, o tema escolhido é "Saúde para todos". A data criada em 1950 é comemorada no mesmo dia da fundação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que ocorreu em 1948, e tem como principal objetivo conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação da saúde para ter uma melhor qualidade de vida.  

E uma vida saudável começa pela boca, certo? Especialistas afirmam que a prática de bons hábitos de saúde bucal e boa alimentação podem prevenir o surgimento de doenças graves, controlar doenças crônicas, além, é claro, de melhorar a qualidade de vida de crianças, jovens, adultos e idosos. 

Saúde Bucal

Apesar das pessoas não darem muita importância à saúde bucal, e aqui não se trata apenas de cáries ou perda de dentes, mas de uma boca saudável como um todo, cuidar dos dentes não é apenas uma questão de estética. Segundo a Federação Dentária Internacional (FDI), mais de 90% da população mundial vai sofrer, em algum momento, com problemas bucais. E aí que mora o perigo, de acordo com a American Dental Association (ADA), problemas bucais, como a doença crônica gengival (periodontite), podem acarretar males inclusive para o coração, pulmões, articulações, entre outras. 

Os dentistas Fabio Lara e Rodrigo Lara explicam que existem inúmeras doenças que acometem as estruturas da cavidade bucal. “Com certeza, a cárie é a principal delas. Temos ainda doenças nos tecidos de suporte dentário, como a gengivite e a periodontite que, infelizmente, são muito comuns também. Não podemos deixar de comentar os casos mais graves de lesões bucais que são responsáveis pelo surgimento de alguns tipos de câncer nesta região. “

Para o Dr. Rodrigo, a data é muito importante, pois ajuda a conscientizar a preservação da saúde como um todo e, claro, ressalta que a população deveria se preocupar mais com a saúde bucal, pois os descuidos podem ocasionar numa gama de doenças. "Com certeza a boca é a porta de entrada para outras doenças sistêmicas. Até o coração pode ter complicações caso tenhamos a presença de bactérias bucais em pacientes que utilizam próteses valvulares. Quanto à prevenção, a melhor alternativa é ter a cavidade bucal saudável, higienizações eficientes e frequentes, além de consultas periódicas ao dentista”, enfatiza. 

Pela boca é possível avaliar a saúde do paciente em geral. O dentista deve avaliar o problema e indicar a visita a um médico específico. “Várias doenças apresentam os primeiros sintomas pela boca. Lesões e problemas na gengiva podem ser causadas por doenças como herpes, Aids, leishmaniose, sífilis, tuberculose, candidíase generalizada, diabetes, câncer bucal, entre outras", explica Dr. Fabio Lara. 

Para os especialistas, a prevenção é a maneira mais eficaz e barata de evitar problemas bucais. “Hábitos simples ajudam muito no dia-a-dia. A escovação dentária após as refeições, além do uso de fio dental e escovação da língua. Já as doenças da gengiva são prevenidas, na maior parte dos casos, também com higienizações eficientes e frequentes, sendo sempre completadas com a utilização do fio dental. As consultas regulares ao dentista são de fundamental importância para a manutenção da saúde da cavidade bucal”, finalizam. 

Você é o que você come!

Segundo o nutricionista Daniel Novais, o ideal é que se tenha uma dieta composta de proteínas, carboidratos, lipídios, fibras, vitaminas e minerais. “Para isto, é essencial um cardápio variado, com todos os tipos de alimentos, sem abusos”. Segundo ele, um prato balanceado e saudável deve conter hortaliças (verduras e legumes) diariamente. “Esses alimentos fornecerem vitaminas, fibras, minerais e outros componentes bioativos que trazem uma série de benefícios ao organismo”, afirma. 

Porém, o especialista lembra que as necessidades nutricionais vão mudando de acordo com a nossa idade, estilo de vida e metabolismo, e, por isso, é importante ter uma orientação. “Ter um cardápio que supra o que é necessário ao organismo não é tarefa simples, nem quando se fala em prevenção, nem quando se fala no controle de doenças”, explica.  

Legumes, verduras, passar longe de alimentos processados são alguns hábitos importantes em qualquer caso.  Os alimentos integrais podem ser uma boa pedida para quem não abre mão do arroz, macarrão e pão. O consumo de líquido também não pode ficar de fora. “Sinal vermelho para o consumo de biscoitos industrializados, pão branco, salgados fritos, cachorro quente e pizza, entre outros alimentos que são feitos com farinha refinada, que possuem muita gordura e/ou sódio. Mas como ninguém é de ferro, de vez em quando, é permitido. O mais importante é o equilíbrio, aqui não estamos falando de dietas restritivas para perda de peso, mas, sim, de um equilíbrio para uma vida mais saudável”, explica.

Daniel ressalta ainda que uma vida sedentária pode ser o maior inimigo da saúde, além de ser uma das principais causas de doenças crônicas. “Nada melhor que aliar atividade física e alimentação saudável. Uma vida ativa reduz os riscos de doenças cardiovasculares, diabetes, hipertensão, obesidade, depressão e osteoporose. Além disso, a atividade física ocasiona uma melhora na evolução do tratamento de diversas doenças, como a insuficiência cardíaca, obesidade, diabetes, problemas de pressão, entre outras”, finaliza.

Comentários para "7 de Abril é o Dia Mundial da Saúde, e especialistas dão dicas para uma vida mais saudável":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório