×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

ABI critica Bolsonaro e diz que TV Brasil não deve ser porta-voz de suas “políticas irresponsáveis”

ABI critica Bolsonaro e diz que TV Brasil não deve ser porta-voz de suas “políticas irresponsáveis”Foto: Tribuna Da Internet

Emissora transmitiu videoconferência com líderes religiosos

Bruno Nomura Estadão / Tribuna Da Internet - 14/04/2020 - 22:16:49

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) criticou, em nota divulgada nesta segunda-feira, dia 13, a transmissão de uma videoconferência entre o presidente Jair Bolsonaro e líderes religiosos na TV Brasil.

Na conversa, transmitida em comemoração à Páscoa no domingo, Bolsonaro afirmou que o novo coronavírus está “começando a ir embora”, contrariando estimativas do Ministério da Saúde de que o País ainda não atingiu o pico da pandemia.

PROSELITISMO – Segundo a nota, assinada pelo presidente da ABI, Paulo Jeronimo de Sousa, Bolsonaro fez “proselitismo” ao divulgar suas “políticas irresponsáveis” no combate ao coronavírus. A associação também chamou atenção ao convite feito a “pastores representantes de igrejas fundamentalistas” que estariam alinhadas ao governo Bolsonaro. “A TV Brasil, por definição, é uma emissora pública, e não uma porta-voz de suas posições”, criticou o texto.

A transmissão ocupou mais de duas horas da programação da TV Brasil e contou com a presença de líderes religiosos como o missionário R. R. Soares, o pastor Silas Malafaia, o padre Reginaldo Manzotti e deputado Marco Feliciano.

DECLARAÇÃO – “Temos dois problemas pela frente, o vírus e o desemprego. Quarenta dias depois, parece que está começando a ir embora a questão do vírus, mas está chegando e batendo forte o desemprego. Devemos lutar contra essas duas coisas. Obviamente, sempre lutamos crendo, acreditando em Deus acima de tudo. Vamos vencer esses obstáculos”, afirmou Bolsonaro na videoconferência.

O Ministério da Saúde não quis comentar as declarações do presidente no encontro. Horas depois, no entanto, em entrevista à TV Globo, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, declarou que os meses de maio e junho serão os mais difíceis no enfrentamento da covid-19 no Brasil.

###
ÍNTEGRA DA NOTA DA ABI:

TV Brasil deve ser uma emissora pública

Neste Domingo de Páscoa a TV Brasil, transmitindo em rede nacional, dedicou duas horas de sua programação para fazer proselitismo do presidente Jair Bolsonaro e das políticas irresponsáveis que ele prega diante da pandemia do coronavírus. O espaço teve participação destacada de pastores representantes de igrejas fundamentalistas alinhadas com seu governo.

Com a autoridade de seus 112 anos de existência em defesa das causas democráticas no país, a ABI lembra ao presidente da República que o Executivo dispõe da NBR para divulgar suas iniciativas e que a TV Brasil, por definição, é uma emissora pública, e não uma porta-voz de suas posições.

Paulo Jeronimo de Sousa – Presidente da ABI

Comentários para "ABI critica Bolsonaro e diz que TV Brasil não deve ser porta-voz de suas “políticas irresponsáveis”":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ministro de Minas e Energia quer o Cade investigando preços abusivos da Petrobras

Ministro de Minas e Energia quer o Cade investigando preços abusivos da Petrobras

Na avaliação do ministro, a investigação do Cade não tem atribuição de segurar o preço dos combustíveis. Mas pode corrigir práticas da empresa, caso fique configurada alguma distorção.

Coronavírus: Ciência e Tecnologia suspende trabalho presencial em quatro órgãos

Coronavírus: Ciência e Tecnologia suspende trabalho presencial em quatro órgãos

O Brasil enfrenta uma nova onda de aumentos de casos de covid-19 por causa da variante Ômicron

Câmara deve retomar trabalho remoto após aumento de casos de Covid-19

Câmara deve retomar trabalho remoto após aumento de casos de Covid-19

Medida ainda não foi oficializada pelo presidente da Casa

Marco temporal, operações policiais e vacina: conheça os principais julgamentos do STF em 2022

Marco temporal, operações policiais e vacina: conheça os principais julgamentos do STF em 2022

Pauta do ano coloca Supremo Tribunal Federal novamente em evidência, apontam especialistas

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, quem recebe a vacina contra a covid leva um livro para casa

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Indígena é a 1ª criança vacinada contra a Covid-19 no país

Em ato simbólico, xavante de 8 anos de Piracicaba recebeu imunizante

Médicos da atenção primária decidem entrar em greve em São Paulo

Médicos da atenção primária decidem entrar em greve em São Paulo

Decisão pode ser revista caso prefeitura revise planejamento

Confirmado segundo caso de Candida auris em Pernambuco

Confirmado segundo caso de Candida auris em Pernambuco

Anvisa trata o caso como o terceiro surto do superfungo no país

Vacina brasileira contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez

Vacina brasileira contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez

Estudo clínico aplicará o imunizante em 90 voluntários

Justiça Federal no Brasil se moderniza, mas tribunais ainda amargam demoras

Justiça Federal no Brasil se moderniza, mas tribunais ainda amargam demoras

Essa grandiosidade em termos de acesso à justiça, também vem ao encontro da morosidade com o que cidadão tem que enfrentar, em função ao tempo de decisão com relação a um processo

Estados voltam a ter medidas restritivas com aumento de casos de covid

Estados voltam a ter medidas restritivas com aumento de casos de covid

Aumento no número de infectados é resultado da variante Ômicron