×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de maio de 2022

Acessão do Brasil a membro da OCDE

Acessão do Brasil a membro da OCDEFoto:

Para explicar os principais pontos dessa questão e os seus impactos, como as regras de preço de transferência brasileiras e das mudanças para o ambiente de negócios, deixo à disposição os especialistas da área Tributário do FAS Advogados, a dra. Juliana Porchat de Assis e o dr. Eric Nagamine.

*juliana Porchat De Assis E Eric Nagamine - 27/01/2022 - 11:40:50

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) aprovou no dia 25 de janeiro de 2022 o pedido do Brasil para iniciar as tratativas para adesão à entidade. O Brasil havia solicitado formalmente a adesão à OCDE em 2017 e aguardava a aceitação dos membros da entidade para o início do processo de ingresso.

A possibilidade de elevação do Brasil a membro da OCDE é de suma importância, sobretudo para o ambiente de negócios do país, em razão da credibilidade internacional da organização. Espera-se que a partir da adesão, os investimentos internacionais sejam facilitados, uma vez que o ingresso significaria a validação de que o Brasil adota boas práticas internacionais.

Desde a formalização do pedido de acessão do Brasil a membro da OCDE, o país tem se empenhado para cumprir os requisitos necessários para entrada na organização, especialmente no que tange à adesão aos instrumentos legais, que são um conjunto de normas abrangentes aprovadas pelo Conselho da Organização, que visam uniformizar determinadas condutas, políticas nacionais e trocas de informações nos mais variados assuntos, tais como, meio ambiente, economia, tributação, comércio, governança, educação, emprego, entre outros. Até o momento, o Brasil aderiu a cem dos mais de 240 instrumentos legais do órgão.

No âmbito tributário, o ingresso do Brasil como membro de OCDE deverá reforçar algumas discussões relevantes, como por exemplo, no que se refere às regras de preço de transferência brasileiras, que já foram objeto de análise crítica pela OCDE, inclusive concluindo que e as regras de preços de transferência brasileiras não são, em muitos casos, compatíveis com o princípio arm’s length e podem resultar em dupla tributação da renda.

Em linhas gerais e em conformidade com as diretrizes de preço de transferência da OCDE, os países membros utilizam o arm’s length para controle de preços de transferência, segundo o qual, o valor das transações praticadas com partes relacionadas deve ser equivalente ao que seria praticado com uma parte não relacionada.

No Brasil, as regras de controle de preço de transferência preveem margens fixas independentemente da indústria ou setor a que se refere às transações. Ademais, as operações sujeitas ao controle são menos abrangentes se comparadas com as regras adotadas pelos países membros da OCDE. Um exemplo emblemático da limitação do alcance das regras de preços de transferência no país são as transações que envolvem pagamento de royalties por entidades brasileiras a partes relacionadas no exterior, uma vez que, na contramão das práticas internacionalmente aceitas, não estão sujeitas às regras de preços de transferência. Não obstante, a legislação doméstica impõe restrições de dedutibilidade extremamente onerosas e muitas vezes descoladas da realidade do mercado internacional, resultando, em alguns casos, em dupla tributação da renda.

Assim, é possível que o processo de acessão do Brasil à OCDE venha suscitar alterações às regras de preço de transferência no Brasil. Portanto, independentemente das possíveis discussões tributárias no caso de aprovação do Brasil como membro da OCDE (processo que poderá durar de 2 a 5 anos), espera-se que a acessão do Brasil a membro da OCDE traga grandes avanços para o ambiente de negócios internacional, atraindo investimento estrangeiro no país.

* Juliana Porchat de Assis e Eric Nagamine, sócios do FAS Advogados

Comentários para "Acessão do Brasil a membro da OCDE":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Ornare participa do CASACOR Rio nos espaços Sergio Conde Caldas e Gisele Taranto

Ornare participa do CASACOR Rio nos espaços Sergio Conde Caldas e Gisele Taranto

O evento acontece de 27 de abril a 26 de junho, no casarão Brando Barbosa, localizado no Jardim Botânico (Rio de Janeiro).

Abercrombie & Fitch sofre em tempos de culto à diversidade

Abercrombie & Fitch sofre em tempos de culto à diversidade

Ex-presidente da Abercrombie & Fitch, Mike Jeffries, foi o responsável pelo sucesso da marca, mas também por alguns escândalos que atingiram a empresa

Vazamento da Bradesco Financiamentos pode ter exposto dados de 53 mil clientes

Vazamento da Bradesco Financiamentos pode ter exposto dados de 53 mil clientes

Vazamentos de dados e ciberataques contra empresas têm se tornado mais comuns nos últimos anos e se tornaram uma das principais preocupações da liderança das companhias.

BRB assume o autódromo de Brasília e vai investir R$ 60 milhões na reforma

BRB assume o autódromo de Brasília e vai investir R$ 60 milhões na reforma

Fechado desde 2014, espaço que pertencia à Terracap, após as obras, será devolvido à população

Gol e Avianca formam gigante da aviação na América Latina

Gol e Avianca formam gigante da aviação na América Latina

De acordo com fontes, ainda não há uma definição se a Gol permanecerá listada na B3

Sucesso Compartilhado viabiliza a formação de profissionais da área de TI

Sucesso Compartilhado viabiliza a formação de profissionais da área de TI

O programa com apenas 2 anos de vigência já formou alunos em todo o país

Vale fecha acordo com Elon Musk para fornecimento de níquel para Tesla

Vale fecha acordo com Elon Musk para fornecimento de níquel para Tesla

Com o contrato, mineradora brasileira impulsiona meta interna para atingir de 30% a 40% das vendas de níquel para indústria de veículos elétricos.

Ser mãe é padecer... de cansaço?

Ser mãe é padecer... de cansaço?

Chega-se ao ponto de cunhar o termo “mommy burnout”, algo como “esgotamento da mamãe”.

Viajar de ônibus é cerca de 80% mais barato do que de carro em Brasília

Viajar de ônibus é cerca de 80% mais barato do que de carro em Brasília

Levantamento da Buser considerou o impacto do aumento da gasolina em cinco rotas saindo da capital federal. Estimativa leva em conta os gastos da viagem de automóvel para Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Goiânia, São Paulo e Campinas

Vacina contra Covid em clínicas particulares deve ter preço a partir de R$ 280

Vacina contra Covid em clínicas particulares deve ter preço a partir de R$ 280

A oferta gratuita na rede pública, para aplicação da 1ª dose ou das injeções de reforço, continua

Ações de treinamento e capacitação no campo lideradas pela Bayer impactam 30 mil pessoas

Ações de treinamento e capacitação no campo lideradas pela Bayer impactam 30 mil pessoas

Cursos voltados ao uso correto e seguro de herbicidas e boas práticas são iniciativas da empresa para impactar a cadeia sojicultora