×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 08 de dezembro de 2021

Advocacia brasileira em Portugal: hora de fazer a diferença

Advocacia brasileira em Portugal: hora de fazer a diferençaFoto: Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – TJDFT

Os novos paradigmas da sociedade globalizada, que alteram a lógica de valores consistentes na acumulação de patrimônio imobilizado, bem como da circulação de pessoas e informação, nos conduzem a novos desafios que transcendem os limites territoriais.

Correio Braziliense - 27/11/2019 - 10:59:29

A advocacia no Brasil passa por uma significativa transformação, que pode ser atribuída a dois fatores principais: o número expressivo de advogados, que já ultrapassa a cifra de 1 milhão e 100 mil profissionais, e o uso da tecnologia nas atividades.


Há muito foi denunciado o erro decorrente da abertura irresponsável de cursos de direito no país, distribuindo de forma indiscriminada diplomas de bacharel. É evidente que não há mercado de trabalho suficiente, mesmo considerando a indispensável qualificação técnica e a habilidade exigida pela tecnologia.



Os novos paradigmas da sociedade globalizada, que alteram a lógica de valores consistentes na acumulação de patrimônio imobilizado, bem como da circulação de pessoas e informação, nos conduzem a novos desafios que transcendem os limites territoriais.


Nesse contexto, é notável a oportunidade que parte da advocacia brasileira terá de hoje a 29 de novembro, quando será realizada a eleição do Bastonário (nomenclatura do presidente nacional) e demais cargos de Conselho e Direção da Ordem dos Advogados de Portugal (OAP), que, pela primeira vez, ocorrerá exclusivamente por votação virtual, numa plataforma eleitoral certificada.


O voto eletrônico obrigatório, na modalidade não presencial, passa a ser realidade para parcela considerável de advogados brasileiros que também têm permissão para exercer a advocacia naquele país. Para ter uma medida dos números, Portugal possui 32.368 advogados inscritos, sendo extremamente representativo o Conselho Regional de Lisboa, com cerca 14 mil profissionais, presidido por António Jaime Martins.


Desses 14 mil, aproximadamente 10% são brasileiros. Graças a um acordo de reciprocidade, é possível a inscrição de advogado brasileiro com dispensa da realização de estágio e da obrigatoriedade de realizar o exame de Ordem, constituindo uma ampliação do horizonte de trabalho em termos de Mercado Comum Europeu. A base legal desse regime está no art. 201, nº 2, do Estatuto da Ordem portuguesa (disciplinado pelo art. 17 do Regulamento nº 913-C/2015), e no Provimento nº 129/2008 da OAB.


Mas não é somente isso. O nível de estudo e de profundidade dos debates na criação, interpretação e aplicação das normas desenvolvidos em Portugal permitem que a advocacia brasileira seja aprimorada constantemente.


Para a votação virtual, a Comissão Nacional de Proteção de Dados de Portugal requereu providências, a fim de garantir que todos os elementos técnicos do procedimento de voto eletrônico cumpram os mais elevados requisitos de segurança e integridade no tratamento de dados pessoais, assegurando um procedimento eleitoral célere, seguro, confidencial e auditável.


Para votar, os advogados receberam, pela via postal, no endereço profissional cadastrado na OAP, duas credenciais de voto (IdEleitor e Senha de Voto), geradas de forma aleatória por uma ferramenta específica.


Importante destacar que a reciprocidade com a advocacia portuguesa não decorre só de um protocolo formal, mas de profundos laços de história, familiaridade, cumplicidade e cordialidade que nos aproximam cada vez mais.


Com a possibilidade da votação eletrônica, não estaremos mais separados pelo Atlântico. Chegou a hora de os advogados brasileiros fazerem a diferença para escolha do novo Bastonário, que atenda aos anseios de representatividade de uma profissão essencial para a administração da Justiça e para a defesa da sociedade.

JOSÉ HORÁCIO HALFELD REZENDE RIBEIRO
Presidente honorário do Colégio de Presidentes dos Institutos dos Advogados do Brasil e ex-presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo

RENATO DE MELLO JORGE SILVEIRA
Presidente do Instituto dos Advogados de São Paulo

Comentários para "Advocacia brasileira em Portugal: hora de fazer a diferença":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Alexandre anula decisão que obriga polícia a filmar entrada na casa de suspeitos

Alexandre anula decisão que obriga polícia a filmar entrada na casa de suspeitos

Apesar da ordem para anulação de parte da decisão do STJ, foi mantida a ordem da corte para a absolvição do acusado, em razão da anulação das provas ligadas à entrada desautorizada em seu domicílio.

Viagens de crianças e adolescentes: Confira cuidados que devem ser tomados

Viagens de crianças e adolescentes: Confira cuidados que devem ser tomados

Autorização de viagem

Noiva que adiou o casamento por falha na entrega de vestido deve ser indenizada

Noiva que adiou o casamento por falha na entrega de vestido deve ser indenizada

A decisão foi unânime.

Covid-19: TJDFT confirma que paciente com risco de trombose tem direito à vacina específica

Covid-19: TJDFT confirma que paciente com risco de trombose tem direito à vacina específica

A autora de 44 anos apresentou relatório médico que comprova trombofilia hereditária, causada por mutação genética que aumenta de duas a seis vezes o risco de doença vascular arterial e em até quatro vezes o risco de trombose venosa

Passageira que fraturou coluna após queda em ônibus deve ser indenizada

Passageira que fraturou coluna após queda em ônibus deve ser indenizada

A decisão foi unânime.

Cirurgias reparadoras em transexuais devem obedecer ordem de prioridade do SUS

Cirurgias reparadoras em transexuais devem obedecer ordem de prioridade do SUS

Conheça os termos da Portaria 2803/13, do Ministério da Saúde.

Conselho mantém lei que altera contribuição previdenciária de servidores e pensionistas do DF

Conselho mantém lei que altera contribuição previdenciária de servidores e pensionistas do DF

A decisão foi unânime.

Ex-cônjuge que não recebe pensão alimentícia não tem direito a ser incluída em plano de saúde

Ex-cônjuge que não recebe pensão alimentícia não tem direito a ser incluída em plano de saúde

Processo em segredo de justiça.

Distrito Federal deverá custear exame genético para tratamento neurológico em criança

Distrito Federal deverá custear exame genético para tratamento neurológico em criança

Cabe recurso da decisão.

Invasão de perfil em rede social gera dever de indenizar

Invasão de perfil em rede social gera dever de indenizar

Dono de perfil hackeado no Instagram deverá ser indenizado após empresa agir com desídia (negligência) ao não permitir exclusão de contas falsas vinculadas. A decisão é do juiz titular do 2º Juizado Especial Cível de Brasília.

Procon orienta sobre compras na Black Friday

Procon orienta sobre compras na Black Friday

Informações sobre loja ou empresa é fundamental