×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de outubro de 2021

Agência declara 2021 como Ano Internacional para Eliminação do Trabalho Infantil

Agência declara 2021 como Ano Internacional para Eliminação do Trabalho InfantilFoto: Unicef/Noorani

Organização Internacional do Trabalho, OIT, revela que prática caiu 38% na última década, mas 152 milhões de crianças continuam sendo afetadas; pandemia da Covid-19 piorou situação que pode ser revertida com “ação decisiva” de todos; nos últimos 20 anos, 100 milhões de crianças foram resgatadas dessas condições

Onu News - 18/01/2021 - 15:20:22

Este 2021 será o Ano Internacional para Eliminação do Trabalho Infantil. O lançamento é resultado de uma parceria entre a Aliança 8.7 e a Organização Internacional do Trabalho, OIT.

O objetivo é encorajar ações legislativas e práticas para eliminar o problema em todo o mundo. Cerca de 10% das crianças são vítimas da prática.

Países devem tomar medidas imediatas para erradicar a prática de crianças no trabalho, acabar como formas análogas à escravidão ou formas de escravidão moderna e o tráfico humano

Recrutamento

O Ano Internacional foi adotado, por unanimidade, pela Resolução da Assembleia Geral em 2019. Com isso, a OIT quer instar os governos a fazerem o que seja necessário para atingir a meta 8.7 do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável.

Os países devem tomar medidas imediatas para erradicar a prática de crianças no trabalho, acabar como formas análogas à escravidão ou formas de escravidão moderna e o tráfico humano.

Além disso, os governos devem proibir o recrutamento de crianças-soldado e até 2025 acabar com todas as formas de trabalho infantil. Neste 21 de janeiro, a OIT realizará um evento virtual com uma série de participantes incluindo o chefe da agência Guy Ryder, a diretora-executiva do Unicef, Henrietta Fore e um ativista indiano, Amar Lal, que é sobrevivente de trabalho infantil.

Nos últimos 20 anos, quase 100 milhões de crianças foram resgatadas do trabalho infantil em todo o mundo

Infância roubada

O Ano Internacional quer reunir ações contra a prática até dezembro. O prazo para submeter as promessas de ação dos governos é 30 de março. O progresso será documentado em blogs, vídeos e material de áudio.

Nos últimos 20 anos, quase 100 milhões de crianças foram resgatadas do trabalho infantil em todo o mundo. Entre 2000 e 2016, os números caíram de 246 milhões para 152 milhões.

O diretor-geral da OIT, Guy Ryder, disse que não existe mais espaço na sociedade para esse tipo de prática que não só rouba o futuro das crianças, mas também lança as famílias na pobreza.

Unicef/Helene Sandbu Ryeng

Governos devem proibir o recrutamento de crianças-soldado e até 2025 acabar com todas as formas de trabalho infantil

Pandemia

Atualmente, na África, 72 milhões de crianças estão nessa situação, o que representa quase metade de todos os casos de trabalho infantil no mundo. A região é seguida por Ásia-Pacífico com 62 milhões.

Cerca de 70% dos casos ocorrem na agricultura e quase metade são de crianças em situações de perigo para suas vidas e saúde. A crise da Covid-19 adicionou o risco de pobreza a essas pessoas que já viviam em situação frágil, e pode reverter anos de progresso e de luta contra o trabalho infantil. Com a pandemia, homens e mulheres também ficaram mais expostos ao tráfico humano.

África do Sul

O Ano Internacional servirá como preparação a Quinta Conferência Global sobre Trabalho Infantil que está marcada para a África do Sul em 2022.

Ali, os participantes deverão apresentar os resultados de suas ações e fazer compromissos adicionais para acabar com a prática até 2025.

Em seus 100 anos de história, a OIT tem advogado pela abolição do trabalho infantil. Uma das primeiras Convenções adotadas pela Agência foi sobre a idade mínima de trabalhadores na indústria.

A organização é parceira da Aliança 8.7, que visa erradicar o trabalho forçado, escravidão moderna, tráfico humano e trabalho infantil ao redor do mundo, como previsto nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Comentários para "Agência declara 2021 como Ano Internacional para Eliminação do Trabalho Infantil":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza ressalta que é preciso fazer ajustes

Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza ressalta que é preciso fazer ajustes

ONU pede maior inclusão das vozes das pessoas que vivem na pobreza

No grupo de risco, pessoas com HIV têm menos acesso a vacinas contra Covid-19

No grupo de risco, pessoas com HIV têm menos acesso a vacinas contra Covid-19

Iniciativa quer arrecadar até US$ 5 milhões para o período entre 2021 e 2022

Agressões contra crianças e adolescentes no Brasil chegam a quase 120 mil

Agressões contra crianças e adolescentes no Brasil chegam a quase 120 mil

Em 2020, foram registradas mais de 150 mil denúncias

Desigualdade cresce mais no Brasil do que em outros países, aponta FGV

Desigualdade cresce mais no Brasil do que em outros países, aponta FGV

'Meu filho esqueceu as letras'

Acesso ao meio ambiente saudável é declarado um direito humano

Acesso ao meio ambiente saudável é declarado um direito humano

Árvores são plantadas na República Democrática do Congo para ajudar a combater a mudança climática.

1,3 bilhão de pessoas vivem na pobreza; grupos étnicos e mulheres são os mais afetados

1,3 bilhão de pessoas vivem na pobreza; grupos étnicos e mulheres são os mais afetados

Cerca de metade das pessoas em situação de pobreza são menores de 18 anos

Como pessoas comuns construíram histórias incríveis

Como pessoas comuns construíram histórias incríveis

“Histórias inspiradoras são muito importantes. A ausência delas pode criar um deserto imaginativo, um empobrecimento da nossa capacidade de fantasiar e sonhar”, explica o psicanalista Christian Dunker.

Enviada da ONU descreve “situação desoladora” no Haiti

Enviada da ONU descreve “situação desoladora” no Haiti

Informe ao Conselho de Segurança sublinha que o mundo precisa apoiar a emergência para as vítimas do tremor

Massacre do Carandiru completa 29 anos sem nenhum agente responsabilizado

Massacre do Carandiru completa 29 anos sem nenhum agente responsabilizado

Em meio à impunidade, depois de 29 anos o caso ainda transcende o sistema prisional

Quase 50 crianças brasileiras, filhas de haitianos, já foram deportadas pelos EUA

Quase 50 crianças brasileiras, filhas de haitianos, já foram deportadas pelos EUA

O Haiti enfrenta uma combinação de crises política, social e humanitária

Comitê da ONU preocupado com desaparecimentos de afrodescendentes no Brasil

Comitê da ONU preocupado com desaparecimentos de afrodescendentes no Brasil

Complexo da Maré, no Rio de Janeiro.