×
ContextoExato

Ajuda que transforma. Quer ajudar? Doar transforma

Ajuda que transforma. Quer ajudar? Doar transformaFoto: CorreioWeb

Natália, Valquiria e Cristiane são integrantes do Doar Transforma. Desde o Dia das Crianças de 2017, elas promovem ações sociais

Roberta Pinheiro - Correioweb - 15/05/2020 - 10:44:26

Famílias e instituições da sociedade civil organizam-se para atender às necessidades de pessoas em situação de vulnerabilidade social no Distrito Federal. Ações de solidariedade multiplicam-se na cidade

A dimensão da pandemia do novo coronavírus é divulgada diariamente. Mas as estatísticas não dão exatamente a dimensão do sofrimento humano. Mais de 10 mil mortes no Brasil. Mais de 3 mil casos confirmados no Distrito Federal. Dados que não têm rosto, não têm nome e não têm história nos boletins do governo. Há anos, o mesmo ocorre com pessoas em vulnerabilidade social, retratadas como estatísticas que integram a sociedade. A chegada da covid-19 reafirmou a urgência de sermos mais humanistas e solidários.

“A gente sabe que existem pessoas carentes, mas nunca tinha visto algo tão extremo. Sexta-feira passada, na Estrutural, estávamos fazendo as entregas e tinha uma moça, com uma bolsa de colostomia, dreno no nariz, de máscara, sem sandália, esperando uma cesta básica. O nome dela não estava na nossa lista, mas a gente conseguiu ali separar e entregar uma doação para ela. A alegria de gratidão no olhar dela me marcou e marcou todo mundo. Todos ficamos emocionados por ver a gratidão daquela moça diante do que parece tão pouco”, relembra a estudante de direito Natália Alves, 23 anos.


Desde 2017, ela e a mãe, Valquiria Felix, arrecadavam brinquedos para doar no Dia das Crianças. A pandemia e o cenário político, econômico e social do país motivaram as duas e a amiga Cristiane Oliveira a se reunirem e “colocarem a mão na massa”. Em março, as três começaram a planejar um projeto que fosse efetivo e, em abril, nasceu o Doar Transforma. “Somos três mulheres que buscam a amenizar a dor da fome nesse momento tão frágil”, destacam na apresentação do projeto. A ação arrecada cestas básicas, alimentos, kits de higiene pessoal e máscaras para doar em comunidades vulneráveis do DF. “O objetivo é, uma vez por mês, pelo menos, irmos a uma cidade do DF. Geralmente, entramos em contato com líderes comunitários ou eles nos procuram para mapear as famílias mais necessitadas, que ainda não receberam apoio. Queremos ajudar o máximo possível”, explica Natália.

Projeto Doar Transforma DF entrega cestas básicas antes das restrições de isolamento (Djorge Produções/Divulgação)
Projeto Doar Transforma DF entrega cestas básicas antes das restrições de isolamento


Em pouco mais de um mês, o Doar Transforma entregou 50 marmitas em Planaltina; 100 cestas básicas e kits de higiene no Sol Nascente; 150 cestas na comunidade Santa Luzia, na Estrutural e 60 cestas no Gama. “Muita gente me pergunta qual a finalidade disso, acha que fazemos por benefício próprio e, de alguma forma, é mesmo. Conseguir doar uma cesta para uma pessoa que precisa não tem explicação material. Você se sente útil para o planeta, o seu estado e a comunidade. É muito fácil falar nas redes sociais, mas ninguém quer colocar a mão na massa. Ajudar o próximo é um sentimento de gratidão. O nome do projeto fala por si. Doar nos transforma como seres humanos, nos faz ter mais empatia com o próximo, ainda mais hoje em dia, que dependemos que o próximo se cuide para que a gente possa se cuidar”, afirma a estudante.


A inquietação diante do isolamento e, sobretudo, o desejo de transformar o momento em atitudes solidárias, também motivaram o surgimento do Doa Ação. Uma iniciativa que nasceu entre as ligações e os laços familiares dos Tolentino. “Vimos que muitas pessoas e integrantes da família queriam ajudar, mas não sabiam como. Então, decidimos nos unir. Sempre participamos de campanhas de doação, ajudamos com a distribuição de donativos, mas nunca organizando. É a primeira vez que estamos encarando esse desafio. Em casa, querendo ajudar, a gente não se sentia útil, então partimos para usar a internet a nosso favor. Mesmo quem não pode colaborar, a gente pede para compartilhar, como uma forma de ampliar a nossa rede”, detalha o servidor público Leonardo Tolentino, 26.


Ao lado da namorada, Júlia Faria, e das primas Gllenda Hannah, Ludmilla e Paula Tolentino, o servidor deu início ao Doa Ação. “A gente sabe que muitas pessoas estão passando dificuldades, principalmente fome. Às vezes são pessoas que não têm como pedir auxílio. Se a gente não for atrás dessas pessoas, elas não têm como ir atrás de ajuda”, comenta Leonardo. A primeira campanha vai destinar os donativos para o projeto EducAmar, que assiste mais de 300 famílias na Estrutural. Pelo tradicional e bom boca a boca, bem como pelas redes sociais, o grupo tem mobilizado amigos e familiares. A ideia é apadrinhar todo mês uma instituição diferente.


Transparência
As duas iniciativas são recentes e nasceram como uma resposta a inquietações e consequências do novo coronavírus. Contudo, nenhuma delas tem prazo de validade. Estão aceitando todo tipo de doação e se organizando e cumprindo com as orientações sanitárias internacionais para recolher os donativos na casa das pessoas. Além disso, os dois projetos disponibilizam contas bancárias para depósito.

A transparência é a palavra-chave dos voluntários para conquistar a confiança das pessoas. Pelas redes sociais, por listas de transmissão e pela imprensa, eles acreditam que transmitir todas as informações, desde os comprovantes até as entregas, é fundamental. Por outro lado, também buscam conhecer e pesquisar o máximo de informações possíveis sobre as instituições atendidas. “A gente tenta ao máximo filtrar para que, de fato, sejam entidades que estão precisando”, destaca Natália.


Grupo Freixe
“Para o grupo, o propósito é a união. Estamos vivendo um tempo que chama Pascal, comemorando a ressurreição de Jesus Cristo, fazendo leituras do livro de Atos dos Apóstolos, que narra as primeiras comunidades cristãs, e você nota o quão unidas eram essas primeiras comunidades. Na união, eles geravam a força. E é isso que a gente vê nessa pandemia, é isso que Cristo nos pede, que o papa nos pede, a união com o grupo, com a igreja e com o mundo”, explica Tatiana Soares Marcondes, 21, estudante de fisioterapia e coordenadora do Grupo Feixe.


Formado por 19 jovens, o grupo atua em duas paróquias do Plano Piloto: a Nossa Senhora Perpétuo Socorro e a São Pedro de Alcântara. Neste período de combate ao novo vírus, não só as reuniões presenciais, bem como as arrecadações e as ações sociais do grupo foram impactadas. Nas conversas, trocas de mensagens e encontros virtuais, a angústia e a inquietação dos membros era a mesma: “Como vamos nos mobilizar como grupo? Como a gente vai fazer uma ação social, como costumamos fazer, no meio da pandemia?”.


Diálogos entre Tatiana e os padres de cada paróquia mostraram o caminho. “Por mais que as pessoas participem das missas on-line, as ofertas diminuíram muito. O dízimo diminuiu muito. Vimos ali uma forma de aproveitar esse tempo de uma forma melhor e ajudar a igreja também. As pessoas não conseguem enxergar o tamanho dessa necessidade, acham que ajudar a igreja é sustentar o padre ou a paróquia, mas não é. Ela abraça várias ações e outras comunidades”, comenta a estudante.


No último sábado, o Grupo Feixe começou a divulgar uma campanha de arrecadação de donativos e dinheiro que serão destinados ao Centro Social João Paulo II, que a Paróquia São Pedro de Alcântara assiste, e aos Vicentinos, acompanhados pela Perpétuo Socorro. “Queremos trabalhar de acordo com a necessidade da igreja”, diz Tatiana.

Quer ajudar?
Doar Transforma

Estão coletando doações de alimentos, agasalhos e kits de higiene.

Instagram: @doartransforma_df
Telefones: (61) 98114-3426 / (61) 984160878 / (61) 98181-1855

Doa Ação
Estão arrecadando doação financeira de qualquer valor, alimentos, cestas básicas e produtos de limpeza.

Instagram: @projeto.doaacao

Grupo Feixe
Estão arrecadando cesta básica,
alimento não perecível ou doação
financeira de qualquer valor.

Instagram: @grupofeixe
Telefone: (61) 99188-6556

Quarenteneamor
Conectando quem precisa de comida aos pequenos negócios.

Instagram: @quarenteneamor
Telefone: (61) 98493-5000

Canal Tubo de Ensaio
Canal, agência e produtora de música para transmissões de lives, gravações, bate-papos e entrevistas. Tudo é transmitido gratuitamente, porém, uma campanha de arrecadação voluntária está atrelada à plataforma. As arrecadações servem para remunerar os músicos, a equipe de produção e uma parte será destinada a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Mais informações: tubodeensaiocanal.ctcin.bio

Campanha do Comitê Social do Grupo Mulheres do Brasil DF -
#HigieneComCarinho

Arrecadação de itens de higiene pessoal para montagem de kits.

Doações podem ser entregues no Drive-Thru Solidário do Cartório JK, ou em contribuições financeiras pelo site http://VAKA.ME/1026519

Programa Rede Sociedade Solidária da Legião da Boa Vontade (LBV)
Arrecadação de cobertores e alimentos não perecíveis para famílias carentes na cidade Estrutural. As equipes da LBV seguem todas as recomendações dos órgãos oficiais de saúde durante a entrega das doações, como o uso de máscaras, de luvas e de álcool em gel 70%, além de programar os horários para a retirada dos donativos de forma espaçada, para evitar aglomerações, e fazer a marcação no chão, para distanciamento de 1,5m entre as pessoas.

Telefones: (61) 3410-6015 / (61) 99857-1682 / (61) 98349-4153

Cesta do bem
www.org.br/institucional/cesta-do-bem
contato@mcjb.org.br
Telefone: (61) 3427-3038

Doarti
Iniciativa da UnB cria site e aplicativo que reúnem doadores e entidades filantrópicas. No aplicativo, estão disponíveis funcionalidades como cadastro de doadores, consulta de entidades que possuem ações de doações ativas, envio de notificação aos doadores sempre que uma nova ação for registrada, tipos de doações a serem feitas, controle de entrega e recebimento de doações, entre outras. O app pode ser baixado na Play Store e na Apple Store. O site contém informações e critérios que as entidades devem cumprir para participarem da iniciativa, assim como a funcionalidade cadastro e
atualização dos dados.

Comentários para "Ajuda que transforma. Quer ajudar? Doar transforma":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório