×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 12 de agosto de 2022

Apontar suspeição de acusadores e juízes é uma estratégia que se repete. Foi assim na Caixa de Pandora

Apontar suspeição de acusadores e juízes é uma estratégia que se repete. Foi assim na Caixa de Pandora

Foto: Tribuna da Internet

Na Operação Vitória de Pirro, desdobramento da Lava-Jato que levou à condenação do ex-senador Gim Argello, o então juiz Sérgio Moro deu demonstrações de que não concordava com todas as acusações da força-tarefa de Curitiba.

Por Ana Maria Campos-correio Braziliense - 18/06/2019 - 09:54:26

Estratégia se repete.

A tentativa de apontar suspeição de acusadores e juízes é uma estratégia que se repete. Na Operação Caixa de Pandora, advogados representaram ao Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra promotores e o juiz que tiveram um diálogo captado pelo gravador da sala de audiências do Tribunal de Justiça do DF. Eles conversavam sobre a pertinência da perícia no gravador usado por Durval Barbosa, sob monitoramento da Polícia Federal, para registrar conversas com integrantes do governo. Os casos foram arquivados pelos dois conselhos.


Lava-Jato pode afundar


Procuradores da República avaliam que o maior rombo no casco da Lava-Jato pode sair do Supremo Tribunal Federal (STF) e não do Congresso. Se a 2ª Turma declarar a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro no processo do tríplex, a operação poderá afundar. Será um precedente para outros réus questionarem a instrução de seus processos na 13ª Vara Criminal de Curitiba.


Absolvição no DF


Na Operação Vitória de Pirro, desdobramento da Lava-Jato que levou à condenação do ex-senador Gim Argello, o então juiz Sérgio Moro deu demonstrações de que não concordava com todas as acusações da força-tarefa de Curitiba. Na denúncia, o Ministério Público Federal pediu a condenação de Valério Neves, Paulo Roxo e do filho do ex-parlamentar, Jorge Argello Júnior, mas Moro os absolveu por entender que não estavam envolvidos na trama. Gim, agora perdoado por indulto, foi acusado de receber dinheiro de empreiteiras contratadas pela Petrobras, em troca de apoio na CPI do Congresso que tratou do assunto.


Apoio moral


A deputada Bia Kicis (PSL-DF) promete acompanhar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado a oitiva do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.

Silêncio


Algumas personalidades que poderiam, mas ainda não abriram a boca publicamente sobre o episódio do vazamento de conversas de chats provavelmente invadidos por hackers: o ex-presidente do STF Joaquim Barbosa, relator do processo do mensalão; o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, que durante quatro anos atuou como coordenador da Lava-Jato nos processos do STF.



Agora, sim


O empresário José Humberto Pires finalmente aceitou o convite para assumir oficialmente a Secretaria de Governo na equipe do governador Ibaneis Rocha. O ato de nomeação deve ser publicado no Diário Oficial do DF nos próximos dias, numa reestruturação da Casa Civil, que será comandada pelo advogado Valdetário Andrade Monteiro.



Desculpa atrás de desculpa


Para o ex-secretário da Receita Federal Everardo Maciel, desde 1998, sempre se encontra um motivo para o Congresso não votar a reforma da Previdência. Então não será novidade se a crise de Moro levar a esse desfecho agora.



A pergunta que não quer calar….


Sérgio Moro ficou menor como ministro da Justiça e Segurança Pública do que era como juiz da Lava-Jato?



Só papos

“A crise é artificial, uma farsa, mas uma mentira repetida mil vezes pode se tornar uma verdade na mente dos brasileiros. Estamos enfrentando um tipo de campanha muito bem orquestrada”


Carlos Fernando dos Santos Lima, procurador regional da República aposentado e ex-integrante da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, em entrevista ao Estadão

“As denúncias do The Intercept colocam em jogo a credibilidade não somente de Sérgio Moro, mas também de toda a Operação Lava-Jato. Todo material divulgado até agora reforça que a prisão de Lula é política”


Senador Humberto Costa (PT-PE), integrante da CCJ do Senado, onde o juiz Sérgio Moro vai falar sobre o conteúdo das conversas que manteve com procuradores da força-tarefa da Lava-Jato


Comentários para "Apontar suspeição de acusadores e juízes é uma estratégia que se repete. Foi assim na Caixa de Pandora":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Artistas fazem festa para os 80 anos de Milton Nascimeto

Artistas fazem festa para os 80 anos de Milton Nascimeto

MP aciona TCU para barrar salários de até R$ 1 milhão recebido por militares

MP aciona TCU para barrar salários de até R$ 1 milhão recebido por militares

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral

Em Brasília, estudantes vão às ruas em protesto contra o governo Bolsonaro

Em Brasília, estudantes vão às ruas em protesto contra o governo Bolsonaro

Casas sustentáveis: Entenda como esse modelo de residência gera economia

Casas sustentáveis: Entenda como esse modelo de residência gera economia

Trabalho remoto é o futuro na área da tecnologia

Trabalho remoto é o futuro na área da tecnologia

Alexandre diz que atos por democracia reforçam 'orgulho do sistema eleitoral'

Alexandre diz que atos por democracia reforçam 'orgulho do sistema eleitoral'

Celso de Mello: Manifesto representa 'severa advertência ao presidente Bolsonaro'

Celso de Mello: Manifesto representa 'severa advertência ao presidente Bolsonaro'

"Carta bate com o que faço aqui", diz professor que levou documento para Londres

Jovens ainda sofrem com recuperação lenta do mercado de trabalho, diz OIT

Jovens ainda sofrem com recuperação lenta do mercado de trabalho, diz OIT

José Carlos Dias destaca união do capital e trabalho e lê carta da Fiesp

José Carlos Dias destaca união do capital e trabalho e lê carta da Fiesp

Ação contra fraude notifica cinco postos de combustível no DF

Ação contra fraude notifica cinco postos de combustível no DF

Saiba o que são e como preparar as PANCs, plantas alimentícias não convencionais

Saiba o que são e como preparar as PANCs, plantas alimentícias não convencionais

Alvaro Vargas Llosa: 'O idiota latino-americano se reinventou'

Alvaro Vargas Llosa: 'O idiota latino-americano se reinventou'

'Os manifestos geram poder para a resistência', afirma Celso Lafer

'Os manifestos geram poder para a resistência', afirma Celso Lafer

No DF, políticos e militantes de esquerda têm sido vítimas de violência nas ruas

No DF, políticos e militantes de esquerda têm sido vítimas de violência nas ruas

DF é condenado a indenizar aluno que sofreu reação alérgica após ingerir alimento

DF é condenado a indenizar aluno que sofreu reação alérgica após ingerir alimento