×
ContextoExato

As cinco melhores leituras de 2020, em diversos gêneros literários, na visão de Júlia de Aquino

As cinco melhores leituras de 2020, em diversos gêneros literários, na visão de Júlia de AquinoFoto: Tribuna Da Internet

Vejam as minhas, começando pelo 5º favorito

Por Júlia De Aquino Instagram Literário @juentreestantes - Tribuna Da Internet - 10/01/2021 - 15:08:27

Em minha última publicação, fizemos juntos uma retrospectiva literária sobre 2020. Então, ainda na linha “feliz ano velho”, mostro hoje meus cinco livros favoritos do ano passado. Alguns deles já foram comentados por aqui, e podem ser revistos tanto pelos links ao longo do texto ou na caixa de busca do blog (basta procurar pelo título do livro).

Já deixo o convite para me contarem, nos comentários, a lista das melhores leituras que vocês fizeram no ano passado! Vejam as minhas, começando pelo 5º favorito:

5º lugar – NA PRAIA (Ian McEwan)

Um livro curto (128 páginas apenas), nas com narrativa impecável e envolvente, ideal para quem gosta de entrar na mente dos personagens e mergulhar nos seus pensamentos mais profundos.

Em breve farei resenha sobre ele, mas já adianto que é um livro com enorme potencial. Foi um dos últimos que li no ano e conseguiu entrar na lista dos cinco melhores. Surpreendente e emocionante, o autor consegue nos levar em diversas direções diferentes.

  • Sinopse: Inglaterra, 1962. Essa é a história de Edward e Florence, dois jovens que se instalam num quarto de hotel na praia inglesa de Chesil para celebrar sua noite de núpcias. Estamos no início da década de 1960, às vésperas da revolução sexual e de costumes que abalará aquela época. Os dois noivos figuram entre as últimas vítimas da moral repressiva herdada da era vitoriana.

Na complexa mistura de desejo e puder, ímpeto e falta de jeito que marca o grande momento dos recém-casados, refletem-se tanto a história pessoal de cada um como os impasses da época em que vivem.

4º lugar – O SEGREDO DO MEU MARIDO (Liane Moriarty)

Poderia falar tranquilamente que esse livro ficou empatado em primeiro lugar, junto com os primeiros três da lista. É o tipo de livro que a gente não lê, devora. São poucos personagens, todos muito em construídos, e que de alguma maneira se relacionam entre si. Com isso, e uma “carta misteriosa” (o principal elemento da narrativa), a autora constrói uma trama que nos instiga a ler até a última página.

Livro excelente para sair da ressaca literária, ideal para presentear pessoas de todos os estilos e excelente para ser lido a qualquer momento. Instigante, bem narrado e surpreendente em diversos aspectos: esse foi meu quarto lugar com “gostinho” de primeiro.

  • Sinopse: Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta para ser aberta apenas depois que ele morresse. Imagine também que essa carta revela o pior e o mais profundo segredo dele – algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você esbarra nessa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo…

Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar de sua pequena comunidade, uma esposa e mãe devotada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia – ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela.

Emocionante, O segredo do meu marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros – e, em última instância, a nós mesmos.

3º lugar – O PEQUENO PRÍNCIPE (Antoine de Saint-Exupéry)

Em 2020, dediquei dois posts aqui no blog para falar dessa preciosidade em forma de livro. Clássico da Literatura Mundial, o livro me fez compreender o motivo de sua fama e o porquê de ser lido por jovens e adultos em todo o planeta.

Sem dúvida é aquela leitura que nos transforma, depois da qual não saímos os mesmos de quando começamos. Clique aqui para ler a publicação que fiz sobre ele em outubro. Ou, se preferir ver alguns trechos marcantes, confira o post sobre eles.

  • Sinopse: Um piloto cai com seu avião no deserto e encontra uma criança loura, frágil e delicada, que diz ter vindo de um pequeno planeta distante dali.

A partir da convivência durante alguns dias, os dois repensam os seus valores, discutem diversos assuntos e encontram o sentido da vida.

2º lugar – IT: A COISA (Stephen King)

Assim como “O pequeno príncipe”, também falei bastante sobre a essa obra-prima de terror por aqui, pois foi um livro que me surpreendeu em diversos aspectos. A narrativa detalhista de King não só é necessária como faz toda a diferença para o leitor mergulhar na história e nos acontecimentos vividos por cada um dos personagens.

Veja minhas duas publicações sobre o livro:

  • Resenha do livro (14/08/2020)
  • Trechos marcantes do livro (21/08/2020)
  • Sinopse: Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e… do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry.

Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa.

1º lugar – MINHA HISTÓRIA (Michelle Obama)

A autobiografia da ex primeira-dama não poderia deixar de entrar na lista. Foi incrível conhecer mais sobre sua infância, juventude e detalhes sobre sua Faculdade de Direito. Dividido em três partes, da metade para o final sua narrativa fica ainda mais “familiar”, pois envolve Barack Obama e a Casa Branca.

Uma história inspiradora, repleta de curiosidades sobre os bastidores de uma campanha política e sobre o local de morada dos presidentes norte-americanos. Realmente uma leitura que recomendo, principalmente aos que gostam de biografias ou do universo da política.

Veja mais detalhes na minha publicação sobre o livro, feita aqui no blog em março do ano passado.

  • Sinopse: Em suas memórias, um trabalho de profunda reflexão e com uma narrativa envolvente, Michelle Obama convida os leitores a conhecer seu mundo, recontando as experiências que a moldaram — da infância na região de South Side, em Chicago, e os seus anos como executiva tentando equilibrar as demandas da maternidade e do trabalho, ao período em que passou no endereço mais famoso do mundo.

Com honestidade e uma inteligência aguçada, ela descreve seus triunfos e suas decepções, tanto públicas quanto privadas, e conta toda a sua história, conforme a viveu — em suas próprias palavras e em seus próprios termos. Reconfortante, sábio e revelador, Minha história traz um relato íntimo e singular, de uma mulher com alma e consistência que desafiou constantemente as expectativas — e cuja história nos inspira a fazer o mesmo.

Comentários para "As cinco melhores leituras de 2020, em diversos gêneros literários, na visão de Júlia de Aquino":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório