×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de janeiro de 2022

Assessores de Bolsonaro defendem demissão de Weintraub antes de audiência no Senado

Assessores de Bolsonaro defendem demissão de Weintraub antes de audiência no SenadoFoto: Reprodução

Senado convoca Weintraub para prestar esclarecimentos sobre ofensa aos ministros do STF

Por Valdo Cruz - G1 - 26/05/2020 - 15:24:29

Assessores diretos do presidente Jair Bolsonaro defendem que o chefe demita o ministro da Educação, Abraham Weintraub, antes de ele comparecer ao Senado. Weintraub foi convocado para esclarecer as declarações durante a reunião ministerial do dia 22 de abril.

No vídeo, divulgado na última sexta (22), Weintraub chama os ministros do Supremo Tribunal Federal de "vagabundos" e defende a prisão deles. O ministro também diz que odeia os termos "povos indígenas" e "povo cigano".

Na avaliação de assessores presidenciais, a demissão de Weintraub ajudaria a distensionar o ambiente politico, principalmente com o Judiciário – alvo direto da fala do ministro da Educação no encontro ministerial que antecedeu a saída de Sergio Moro do governo.

Na reunião do dia 22 de abril, o ministro da Educação disse que Brasília é tomada pela corrupção e que as pessoas pensam mais nelas do que no país. Em seguida, fez críticas a atos de outros Poderes contra as decisões do presidente da República, afirmando logo depois: "Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF".

A data da audiência de Weintraub terá de ser marcada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), o que deve ser feito ainda nesta semana. O comparecimento, no entanto, só deve ocorrer em junho.

Segundo interlocutores de Alcolumbre, ele também avalia que o melhor caminho poderia ser a saída do ministro da Educação do governo antes de sua ida ao Senado.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), também defendeu a demissão do ministro da Educação por considerar graves os seus comentários na reunião ministerial, contribuindo para um clima de tensão entre Palácio do Planalto e STF.

Por representar a ala ideológica do governo, o presidente Bolsonaro tem resistido às pressões pela demissão de Weintraub. Assessores e aliados de Bolsonaro avaliam, porem, que o momento é outro e que a saída do ministro ajudaria o governo na construção de uma base mínima no Congresso. Além disso, ajudaria a melhorar o relacionamento do governo com o Judiciário.

Comentários para "Assessores de Bolsonaro defendem demissão de Weintraub antes de audiência no Senado":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Há 13 anos no topo da lista, Brasil continua sendo o país que mais mata pessoas trans no mundo

Há 13 anos no topo da lista, Brasil continua sendo o país que mais mata pessoas trans no mundo

De outubro de 2020 a setembro de 2021 foram registrados 375 assassinatos no mundo, o que representa um aumento de 7% em relação ao ano anterior

Intolerância religiosa:

Intolerância religiosa: "Brasil vive negação de direitos", afirma especialista

Violência aumentou nos últimos anos e políticas de combate foram enfraquecidas

Garimpo ilegal em alta no PA: Lama escurece águas do

Garimpo ilegal em alta no PA: Lama escurece águas do "Caribe Amazônico" em Alter do Chão

Faixa de areia separa águas barrentas e claras no balneário turístico de Alter do Chão (PA)

Mais de 500 coletores de sementes atuam na recuperação da Amazônia e do Cerrado

Mais de 500 coletores de sementes atuam na recuperação da Amazônia e do Cerrado

Rede de Sementes do Xingu já recuperou mais de 6 mil hectares de floresta na bacia do rio Xingu e Araguaia

Desejos de Ano Novo: Fora Bolsonaro, Democracia e Justiça Ambiental para todos

Desejos de Ano Novo: Fora Bolsonaro, Democracia e Justiça Ambiental para todos

Em Minas Gerais, as fortes chuvas elevam o risco do rompimento de barragens com rejeitos da mineração, a exemplo do que aconteceu nas cidades de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, em 2019

Primeira vacinada do Brasil deseja um 2022 com 100% vacinados e sem uso de máscara

Primeira vacinada do Brasil deseja um 2022 com 100% vacinados e sem uso de máscara

Mônica Calazans, enfermeira e primeira vacinada no Brasil

Brumadinho: Três anos depois, o que mudou ?

Brumadinho: Três anos depois, o que mudou ?

Fotografia tirada após o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, que matou 272 pessoas

"A luta dos povos indígenas é uma luta válida e importante para todo o povo"

A Festa do Murici e Batiputá acontece entre os dias 12 e 15 de janeiro

Brasil precisará de um exército de profissionais agroflorestais para liderar a transição regenerativa no mundo

Brasil precisará de um exército de profissionais agroflorestais para liderar a transição regenerativa no mundo

Hoje a agricultura é considerada ainda uma vilã do clima e não resolve o problema da fome no mundo

Da escravidão à independência: Famílias conquistam renda com produção agroecológica de cacau

Da escravidão à independência: Famílias conquistam renda com produção agroecológica de cacau

Assentamento no sul da Bahia é tema do documentário Dois Riachões - Cacau e Liberdade

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, quem recebe a vacina contra a covid leva um livro para casa