×
ContextoExato

Assista ao documentário “O Dilema das Redes” e desative por um ou dois dias as redes sociais

Assista ao documentário “O Dilema das Redes” e desative por um ou dois dias as redes sociaisFoto: Tribuna da Internet

É bom assistir também “2001, Uma Odisseia no Espaço”

Carlos Gerbase - Zero Hora/tribuna Da Internet - 10/10/2020 - 17:47:04

Quando David Bowman consegue desativar o computador HAL 9000 na cena clássica de 2001, Uma Odisseia no Espaço, nós, espectadores, sentimos um grande alívio. Um astronauta de carne e osso vence a máquina assassina insensível que colocara o objetivo da missão acima das vidas humanas à sua volta.

HAL, em seus últimos momentos, não parece uma máquina. Conversa com Bowman, pede clemência e, no crepúsculo de sua consciência artificial, transforma-se numa criança frágil que canta Daisy Bell. Bowman, contudo, sabe com quem está lidando. Ao retirar o último módulo de memória de HAL, elimina sua única companhia e encara a maior solidão que um homem já sentiu. Mas é melhor estar sozinho do que ao lado de um inimigo cínico e sem coração.

REDES SOCIAIS – É cada vez mais comum a ideia de abandonar as redes sociais. A falta de civilidade e a devastação da privacidade que elas potencializam assustam tanto que seus supostos benefícios — especialmente a enganadora, mas reconfortante, sensação de que a solidão não mais existe — muitas vezes são um preço demasiado alto a pagar. Quando vemos companheiros da nave sendo esmagados, temos que agir.

Então queremos desativar tudo, já que HAL não é mais uma ferramenta. Saiu de controle. Vamos apagar as contas! O problema é que a máquina não se chama mais HAL, nem IBM, nem tem apenas uma identidade.

São muitos nomes, muitas redes: WhatsApp, Facebook, Instagram, Twitter, TikTok e tantas outras. A memória de HAL estava num local específico na nave de 2001. Cada módulo retirado diminuía sua consciência. Na nossa nave, em 2020, a memória das redes está numa nuvem insondável.

TAREFA MUITO DIFÍCIL – Tente sair, tente esmagar essa memória, e você verá que a tarefa é mais difícil que a enfrentada por Bowman. HAL, agora, não tem apenas um olho vermelho. São milhões de olhos. São milhões de informações sobre seres humanos manipuladas por algoritmos em constante processo de aperfeiçoamento.

Assista ao documentário “O Dilema das Redes”, reveja a obra-prima de Stanley Kubrick e Arthur C. Clarke, e faça uma experiência simples: desativar por um ou dois dias suas redes sociais. Peça para HAL dar um tempo.

Ele não vai cantar, nem pedir clemência. Vai lutar para continuar vivo, vai dificultar ao máximo seus esforços para viver offline e, no fim, vai fingir-se de morto, sabendo que as informações continuam a seu dispor. HAL voltou mais poderoso. Temos que enfrentá-lo, estabelecer regras e impedir que ele continue sendo um assassino.

(artigo enviado pelo comentarista Duarte Bertolini)

Comentários para "Assista ao documentário “O Dilema das Redes” e desative por um ou dois dias as redes sociais":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório