×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de outubro de 2021

Beira o absurdo liberar a cidadão comum as armas de uso restrito, diz especialista

Beira o absurdo liberar a cidadão comum as armas de uso restrito, diz especialistaFoto: Tribuna da Internet

Pistolas 9mm são mais difíceis de operar e exigem treinamento

Por Bernardo Mello-o Globo-tribuna Da Internet - 09/05/2019 - 11:12:25

Para o presidente do Instituto de Criminalística e Ciências Policiais (Inscrim) da América Latina, José Ricardo Bandeira, “beira o absurdo” incluir equipamentos como as pistolas .40 e 9mm na classificação de armas com uso permitido para cidadãos comuns. A nova lista, estabelecida em decreto pelo presidente Jair Bolsonaro , alargou o limite que leva um armamento a ser classificado como de uso restrito a membros de forças policiais e de segurança. Assim, armas que antes eram restritas passam a ser permitidas.

Pela resolução até então em vigor, a energia na saída do cano deveria ficar abaixo de 407 joules para a arma ser considerada de uso permitido. Com a redação do novo decreto, o limite passa para 1.620 joules. A nova definição engloba praticamente todos os tipos de armas de fogo curtas. Já equipamentos automáticos ou que não possam ser disparados apenas com uma das mãos, como fuzis, seguem sendo de uso restrito.

Qual é o impacto desta mudança nas armas que antes eram de uso restrito e passam, agora, a ser de uso permitido?
Esse tipo de arma era considerada restrita porque é muito mais letal. O disparo de 9mm, por exemplo, é de alta potência e perfurante. O objetivo não é apenas o impacto, e sim perfurar o alvo. Essas armas podem matar mesmo quando não acertam pontos vitais do corpo humano. Podem causar um estrago enorme em área urbana, em caso de bala perdida, por exemplo. Segundo o decreto, armas de fogo classificadas como “curtas” e que usem munição comum, como as pistolas .40, .45 e 9mm, podem ser compradas e carregadas por todos os cidadãos com porte

Estamos falando de que tipo de armas?
O calibre permitido costumava ir até o .38. As pistolas de calibre .40 já ficavam restritas a policiais, não podiam ser portadas por civis. Elas devem se aproximar mais dessa faixa de 1.620 joules estabelecida no decreto. Você tem também o calibre.45, que é adotado em armas de competição, usadas por atiradores esportivos. Um atirador cadastrado pelo Exército já podia usar esse tipo de arma. Agora, as outras categorias contempladas no decreto poderão pleitear o porte.

O cidadão comum está preparado para usar esses equipamentos?
Para o cidadão comum, beira o absurdo liberar esse tipo de calibre. Exige um treinamento, uma especialização que ele não vai ter. Dependendo do preparo físico, uma pessoa não consegue executar dois ou três disparos seguidos com segurança usando uma arma de calibre .45, por exemplo. Por conta do recuo, ou “coice” que ela dá, a sua direção muda. Você precisa treinar exaustivamente.

Quanto tempo de treinamento seria o ideal para esse tipo de arma?
No mínimo ir ao estande de tiro uma vez por mês. No mundo ideal, prática de tiro semanal. E não basta acertar o alvo. São necessários outros fundamentos, como o saque da arma, de forma rápida e segura, a postura, a visada, uma série de coisas. Exigiria no mínimo quatro a cinco horas em um estande de tiro, pelo menos uma vez por mês. Digamos que ele efetue 100 disparos. Dependendo do lugar e do calibre, pode ser que cada munição seja encontrada a um custo de R$ 10. O cidadão comum não tem condição de fazer esse tipo de investimento.

O decreto também autoriza o uso de armas pessoais por policiais em serviço. Há alguma preocupação sobre o tipo de equipamento que pode ser levado às ruas?
O uso da arma pessoal presume que ela é legalmente registrada, antes de mais nada. Acredito que isso otimiza o trabalho do policial, porque ele conhece o equipamento, sabe os detalhes de cada disparo. É diferente de pegar uma arma no quartel, que às vezes você nem sabe se dispara ou não. Na minha opinião, ao dar a opção de que ele escolha a arma que melhor se adaptou, é um avanço.

Comentários para "Beira o absurdo liberar a cidadão comum as armas de uso restrito, diz especialista":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Conheça o projeto-piloto “Viver Brasília: uma perspectiva internacional”

Conheça o projeto-piloto “Viver Brasília: uma perspectiva internacional”

Ação vai resultar em exposição de fotos feitas pelos embaixadores durante percurso feito pela capital federal

Jardim Botânico de Brasília realizará 2ª Feira de Orquídeas de 2021

Jardim Botânico de Brasília realizará 2ª Feira de Orquídeas de 2021

O preço do ingresso para visitação ao JBB é R$ 5 por pessoa.

Chuvas em outubro se aproximam da média histórica no DF

Chuvas em outubro se aproximam da média histórica no DF

Chuvas de outubro já se aproximam da média histórica para o mês do DF

Ponto facultativo do Dia do Servidor será em 1° de novembro

Ponto facultativo do Dia do Servidor será em 1° de novembro

Unidades responsáveis por atendimentos essenciais devem garantir a prestação ininterrupta dos serviços

Câmara Legislativa terá ciclo de exposições de trabalhos artísticos de pessoas com deficiência

Câmara Legislativa terá ciclo de exposições de trabalhos artísticos de pessoas com deficiência

A Câmara Legislativa já abrigou diversas exposições organizadas em parceria com seu Conselho Curador de Cultura

Descartar resíduos corretamente é bom pra todo mundo

Descartar resíduos corretamente é bom pra todo mundo

Lixo corretamente separado vai para cooperativas, onde é processado e reutilizado, evitando superlotação em aterros

Produções culturais femininas são destaque da agenda cultural no DF

Produções culturais femininas são destaque da agenda cultural no DF

Espetáculo “Melodrama de Xicaxaxim” é protagonizado pela atriz e palhaça Paula Sallas

Galeria dos Estados receberá Feira aos domingos

Galeria dos Estados receberá Feira aos domingos

Espaço vai oferecer arte, cultura, turismo e economia criativa para a população do Distrito Federal

Bicicletas compartilhadas têm boa aceitação do público nos primeiros dias

Bicicletas compartilhadas têm boa aceitação do público nos primeiros dias

Para retirar a bicicleta da estação, basta escolher o tipo de corrida no aplicativo, pagar pelo celular e liberar a bike apontando o celular para o QR Code próximo ao guidão|

MST lança loja online de alimentos agroecológicos e orgânicos no DF

MST lança loja online de alimentos agroecológicos e orgânicos no DF

Vendas online serão abertas oficialmente neste sábado, 16

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Sistema oferece diversas informações aos usuários