×
ContextoExato
Responsive image

Boletos do IPVA. Não é golpe

Boletos do IPVA. Não é golpeFoto: Agência Brasília/Arquivo

Promessa de paridade mantida

Correioweb - 14/02/2020 - 08:50:38

Alguns consumidores se assustaram ao encontrar em casa, nos últimos dias, boletos para pagamento do IPVA. O GDF tinha anunciado que não enviaria mais a cobrança por meio físico. Por isso, quem recebeu o documento estranhou e cogitou a possibilidade de golpe. O Banco de Brasília (BRB), no entanto, informou que, para evitar problemas com quem tem dificuldades de acesso à internet, decidiu encaminhar a cópia impressa para os contribuintes.


Promessa de paridade mantida

Depois da série de reviravoltas nas propostas de reajuste para as forças de segurança do Distrito Federal, o governador Ibaneis Rocha (MDB) reafirmou o compromisso de conceder, em parcelas, a paridade do salário da Polícia Civil com o da Federal. O emedebista recebeu, no Buriti, representantes de entidades da categoria. O encontro foi intermediado pelo deputado distrital Claudio Abrantes (PDT), líder do governo na Câmara Legislativa. Para cumprir a promessa, Ibaneis continua articulando uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que transfira a gestão do Fundo Constitucional para o DF.


Em tramitação

O projeto de lei do Congresso Nacional (PLN), enviado pelo presidente Jair Bolsonaro, para conceder reajuste de 8% para as corporações do DF, começou a tramitar. A proposta será relatada pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO) e precisa ser avaliada pela Comissão Mista do Orçamento antes de ir a Plenário.


Investimentos na CEB superam R$ 1 bilhão

Levantamento do gabinete do deputado Chico Vigilante (PT) indica que o governo Agnelo Queiroz investiu quase três vezes mais na CEB Distribuição que seu sucessor. Enquanto Agnelo destinou R$ 864,3 milhões na empresa em quatro anos, o governo Rollemberg dedicou R$ 297,2 milhões. Em oito anos, foi R$ 1,1 bilhão.


Visita de primeira-dama

A primeira-dama do DF, Mayara Albuquerque, comemorou o aniversário na última quarta-feira em casa, no Lago Sul. Entre as convidadas presentes, Michelle Bolsonaro. Nas redes sociais, Michele escreveu: “Parabéns, princesa”.


 (Arquivo Pessoal)

Na reforma tributária

Da bancada do Distrito Federal, a deputada Paula Belmonte (Cidadania) fará parte da Comissão Mista da Reforma Tributária, que terá 25 representantes de cada uma das Casas do Congresso Nacional. Além dela, o deputado federal Luis Miranda (DEM) será outro representante da capital no colegiado.


 (Ed Alves/CB/D.A Press - 3/12/19 )

Petistas da diretoria

Há petistas e petistas. Na campanha para recuperar a imagem do PT, ações das gestões de Cristovam Buarque e Agnelo Queiroz são citadas como mérito dos governos petistas, como a coluna mostrou. Mas, com a deputada Arlete Sampaio, o tratamento é outro. Ao divulgar a lei que reserva 20% das vagas em concursos públicos para negros e negras, o partido deu o crédito para a petista, autora do projeto.


 (Instagram/Reprodução)

Presidente no boteco

Na estratégia de se vender como um homem simples e do povo, Bolsonaro continua a peregrinação por restaurantes populares de Brasília. Na terça, almoçou no Boteco do Piauí, da Vila Planalto. O valor dos pratos no estabelecimento, segundo o gerente da casa, Francisco de Assis, varia de R$ 20 a R$ 80. Lá, Bolsonaro comeu um PF de bife acebolado com farofa de ovos e batata frita, que custa R$ 25. Em dezembro, o chefe do Executivo movimentou um quiosque de cachorro-quente na Asa Norte.

Só papos

 (Reprodução)

“Lobo em pele de cordeiro. Na verdade, senhor Sergio, o senhor é um
capanga. Capanga da milícia. Capanga da família Bolsonaro”

Glauber Braga (PSol-RJ),
deputado federal

 (Marcelo Camargo/Ag?ncia Brasil - 4/12/19)

“Não gosto deste jogo político. Mas verdades precisam ser ditas. No projeto de lei anticrime, propusemos que milícias fossem qualificadas expressamente como organizações criminosas (...) O PSol, de Freixo/Glauber, foi contra todas elas”

Sérgio Moro,
ministro da Justiça e Segurança Pública

Comentários para "Boletos do IPVA. Não é golpe":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório