×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de janeiro de 2022

Bolsonaro é o maior estorvo para a economia, dizem técnicos do governo

Bolsonaro é o maior estorvo para a economia, dizem técnicos do governoFoto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

“Infelizmente, Bolsonaro se transformou num garoto-propaganda às avessas. Promove a fuga de capitais em vez de atrair recursos”, acrescenta.

Vicente Nunes - Correioweb - 08/05/2020 - 19:28:07

Técnicos do governo, que já passaram por momentos difíceis em outras administrações, dizem que o presidente Jair Bolsonaro é hoje o maior estorvo para economia do país. Para eles, o descaso de Bolsonaro com a pandemia do novo coronavírus está afastando investidores estrangeiros do Brasil e minando a confiança entre os agentes econômicos internos.

“O mundo inteiro enfrenta dificuldades por causa da covid-19, mas são poucos os lugares em que um presidente da República trabalha, dia e noite, para criar instabilidades politicas como no Brasil”, ressalta um dos técnicos, que atua no Ministério da Economia.

“Infelizmente, Bolsonaro se transformou num garoto-propaganda às avessas. Promove a fuga de capitais em vez de atrair recursos”, acrescenta.

Todos os técnicos ouvidos pelo Blog asseguram que o Brasil poderia está passando melhor em meio à pandemia do novo coronavírus, não fossem a maior fonte de incertezas estar plantada no Palácio do Planalto.

“Além de não reconhecer a gravidade da covid-19, Bolsonaro destrói todos os pilares de segurança aos olhos dos investidores. O que o presidente está fazendo com o ministro Paulo Guedes é uma barbaridade”, acrescenta outro servidor com assento estratégico na Esplanada.

Reajustes a servidores

No entender dos técnicos, Bolsonaro praticamente destruiu a capacidade de liderança de Guedes. E isso ficou claro na questão do congelamento de salários dos servidores. A única condição imposta pelo ministro da Economia para apoiar o projeto de socorro a estados e municípios foi a suspensão de aumentos para o funcionalismo até o fim de 2021.

Pois partiu do próprio Bolsonaro a determinação para que o líder do governo na Câmara, deputado Vítor Hugo (PSL), convencesse seus pares a derrubar a proposta de congelamento e deixar as portas abertas para aumentos nos contracheques dos servidores. Bolsonaro não quis comprar briga com as forças de segurança.

Agora, o presidente da República disse que vetará a possibilidade de reajustes dos salários a pedido de Guedes. Mas já avisou que o Congresso pode derrubar o seu veto, ou seja, deu a senha para que o Centrão, grupo fisiológico que agora dá sustentação ao governo no Parlamento, passe as pernas novamente no ministro da Economia.

“Quando os investidores se deparam com esse histórico de traição a uma figura fundamental do governo, que representa um ponto de equilíbrio, uma onda de desconfiança geral em relação ao governo passa a tomar conta das decisões na economia”, destaca um terceiro técnico.

Nesse quadro caótico, com um presidente imprevisível e traiçoeiro na visão de sua própria equipe, o Brasil poderá encerrar o ano com tombo de mais de 8% do Produto Interno Bruto (PIB) e taxa de desemprego próxima de 18%.

“As crises políticas provocadas por Bolsonaro farão com que o Brasil se recupere muito mais lentamente do que o mundo depois que a pandemia der uma trégua”, frisa outros servidor.

Brasília, 16h05min

Comentários para "Bolsonaro é o maior estorvo para a economia, dizem técnicos do governo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Empresas têm direito à restituição de impostos

Empresas têm direito à restituição de impostos

O trabalho de recuperação é feito por escritórios que possuem estrutura, tecnologia e especialização para obter êxito.

Como organizar os pagamentos das obrigações fiscais no início do ano

Como organizar os pagamentos das obrigações fiscais no início do ano

É possível dividir um ano fiscal em quatro trimestres ou em 12 meses - quanto maior é a divisão mais controle a empresa possui sobre o fluxo de caixa, as variações de desempenho e outros dados financeiros relevantes.

Inflação é maior para ‘pais’ de pets, que adaptam compras

Inflação é maior para ‘pais’ de pets, que adaptam compras

Para o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, José Edson Galvão de França, a inflação no setor teria superado os 50%

Comércio eletrônico ao vivo traz mais oportunidades aos produtos brasileiros na China

Comércio eletrônico ao vivo traz mais oportunidades aos produtos brasileiros na China

Gilberto Fonseca Guimarães de Moura (à direita), cônsul-geral do Brasil em Shanghai, apresenta os produtos brasileiros com a equipe na sala de transmissão ao vivo em 10 de janeiro de 2022.

Safra 2021 foi de 253,2 milhões de toneladas, queda de 0,4% ante 2020, diz IBGE

Safra 2021 foi de 253,2 milhões de toneladas, queda de 0,4% ante 2020, diz IBGE

A área colhida em 2021 foi de 68,6 milhões de hectares, alta de 4,8%, ou 3,1 milhões de hectares a mais, na comparação com 2020.

Mais de 195 mil empresários pedem adesão ao Simples na 1ª semana de prazo

Mais de 195 mil empresários pedem adesão ao Simples na 1ª semana de prazo

O prazo de adesão ao regime começou no último dia 3 e termina em 31 de janeiro

Valor da cesta básica aumenta em todas as capitais em 2021

Valor da cesta básica aumenta em todas as capitais em 2021

Maior alta foi em Curitiba (16,3%) e a menor, em Brasília (5,03%)

Sem chips, venda de carros cresce 3% em 2021, abaixo do previsto

Sem chips, venda de carros cresce 3% em 2021, abaixo do previsto

Variedades

BNDES se afasta da função de único financiador de grandes obras

BNDES se afasta da função de único financiador de grandes obras

Os números marcam a consolidação do primeiro passo na mudança do papel do BNDES na infraestrutura.

Superávit da balança comercial bate recorde em 2021

Superávit da balança comercial bate recorde em 2021

Exportações superam importações em US$ 61,01 bilhões

Inflação de 2021 pressiona alta de preço no início do ano

Inflação de 2021 pressiona alta de preço no início do ano

Apesar de considerar que o impacto da inércia será forte, pondera que os efeitos da alta de 7,25 pontos porcentuais da taxa básica de juros sobre a atividade podem mitigar os reajustes.