×
ContextoExato
Responsive image

Brasil, um país com três desastres aéreos por dia

Brasil, um país com três desastres aéreos por diaFoto: Pixabay

É fundamental que o Brasil da inteligência suplante o Brasil da ignorância

João Gabriel Lima - Estadão Conteúdo - 27/02/2021 - 12:22:28

A tragédia brasileira na gestão da pandemia atingiu, nesta semana, um número macabro: 250 mil mortes . Enterramos o equivalente a três Maracanãs lotados. Tal cifra poderia ser evitada? Há meses a ciência diz que só há duas maneiras de controlar uma pandemia: vacinação em massa (que, infelizmente, vai demorar) ou isolamento social. Em Portugal , onde vivo, o auge do coronavírus foi em meados de janeiro. O país tinha os piores números da Europa – 300 mortes por dia e risco de colapso da saúde pública. O governo decretou quarentena. Na quinta-feira 25, foram registradas 49 mortes – a ciência funciona. Na mesma data, o Brasil contabilizou 1.582 óbitos, o equivalente às vítimas três desastres aéreos num único dia.

A tragédia brasileira, no entanto, poderia ser ainda pior. Em artigo publicado no Estadão, o economista Pedro Nery lembrou que o México, governado por uma esquerda negacionista, apresenta uma taxa de 1.400 óbitos por covid por milhão de habitante, a maior da América Latina. Segundo estudos citados por Nery, uma das razões do desastre mexicano é a inexistência de algo equivalente a um auxílio emergencial. Os mexicanos vulneráveis foram obrigados a sair de casa para batalhar o sustento, expondo-se ao vírus mortal.

Comentários para "Brasil, um país com três desastres aéreos por dia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório