×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de outubro de 2021

Campanha "Tenho Sede" conta com doações para construir 1 milhão de cisternas no Semiárido

Campanha Foto: Agência Quintal

Na campanha, mulheres do semiárido contam suas histórias sobre como o acesso à água através das cisternas transformou as suas vidas

Lucila Bezerra-brasil De Fato | Recife (pe) - 08/10/2021 - 07:29:36

Com divulgação de videoclipe do cantor Gilberto Gil, a iniciativa ressalta a transformação social pelo acesso à agua

Eternizada na voz de Gilberto Gil e tantos outros artistas da música brasileira, a canção “Tenho Sede”, de Dominguinhos e Anastácia, que destaca a realidade da seca no semiárido brasileiro, agora ajuda a vencê-la. Através da parceria com o artista baiano, a música ganhou um clipe novo para a campanha que leva o nome da canção e quer garantir a construção de 1 milhão de cisternas para a região que abarca todos os estados do Nordeste e Minas Gerais.




“A campanha Tenho Sede é uma iniciativa pensada e planejada pela ASA, como uma estratégia de mobilizar a sociedade brasileira para apoiar o programa de cisternas, que é um programa extremamente eficiente do ponto de vista do impacto social e econômico para as populações do Semiárido, no que diz respeito ao direito de acesso à água", afirma Alexandre Pires, coordenador da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) em Pernambuco.


As cisternas de cimento chegam a armazenar de 16 a 52 mil litros de água e se tornaram essenciais para a sobrevivência das famílias e produção agricultores e agricultoras familiares. O Programa 1 Milhão de Cisternas foi criado em 1999, mas se tornou um programa federal em 2003, ganhando força durante os governos Lula e Dilma.

A política de instalação de reservatórios chegou a receber o prêmio da Organização das Nações Unidas (ONU) como uma das melhores políticas públicas do mundo e alcançou mais de 1,3 milhão de famílias beneficiadas. Entre elas está a da agricultora familiar Cleide Ramos, do município Ouricuri, em Pernambuco. "A gente tendo a água pertinho de casa, o tempo que você ia levar para buscá-la já diminuiu bastante, isso aí você já ia levar esse tempo para fazer outras atividades. Sem contar a qualidade dela, a saúde dos filhos da gente, a saúde das nossas hortaliças e os animais também. Porque se você usa uma água ruim, a sua saúde é lá embaixo", analisa.

Contudo, desde o início do governo Bolsonaro, o programa vem sofrendo um desmonte. De 2020 para 2021, o corte no orçamento para construção cisternas chegou a 94%, trazendo um impacto para realidade na região. Atualmente, há um déficit de mais de 350 mil reservatórios, segundo dados da ASA.

“Nós temos uma situação que é de fato muito preocupante, porque o programa de cisternas, embora tenha tido alguns momentos de situação crítica ao longo de sua história, nunca teve uma interrupção como está acontecendo agora durante o governo Bolsonaro. Então, ela é uma interrupção do ponto de vista tanto da gestão do programa, quanto do ponto de vista financeiro”, denuncia o coordenador da articulação.

Sem poder contar com o Governo Federal, a campanha conta com doações através do site Tenho Sede para transformar, a partir da água, as realidades de famílias e comunidades, como a de Cleide. “A água é uma dádiva de Deus, a gente sem água não sobrevive, ela é tudo na vida da gente”, conclui.

Edição: Vanessa Gonzaga

Comentários para "Campanha "Tenho Sede" conta com doações para construir 1 milhão de cisternas no Semiárido":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Aplicativo vai ajudar crianças e adolescentes a denunciar violências

Aplicativo vai ajudar crianças e adolescentes a denunciar violências

Plataforma será ligada à Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos

Campanha contra insegurança alimentar ilumina Congresso Nacional

Campanha contra insegurança alimentar ilumina Congresso Nacional

Campanha global lembra o Dia Mundial da Alimentação, no próximo sábado

Campanha da ASA busca doações para construir 1 milhão de cisternas no Semiárido brasileiro

Campanha da ASA busca doações para construir 1 milhão de cisternas no Semiárido brasileiro

Consideradas tecnologias simples e baratas, cisternas tendem a gerar benefícios para famílias e comunidades do semiárido

Dia Nacional do Idoso: Conheça políticas públicas para essa população

Dia Nacional do Idoso: Conheça políticas públicas para essa população

Pessoas com mais de 60 anos representam quase 18% dos brasileiros

Itamaraty não fará nada sobre deportação de crianças brasileiras dos EUA para Haiti, diz professor

Itamaraty não fará nada sobre deportação de crianças brasileiras dos EUA para Haiti, diz professor

A Sputnik Brasil conversou Thiago Rodrigues, professor do Instituto de Estudos Estratégicos da Universidade Federal Fluminense (UFF), sobre a grave crise de migração que levou milhares de haitianos à cidade texana de Del Rio.

Cerca de 930 milhões de toneladas de comida vão parar no lixo, alerta FAO

Cerca de 930 milhões de toneladas de comida vão parar no lixo, alerta FAO

2,5 milhões de pessoas na República Centro-Africana passam fome.

Balé muda vida de adolescentes em favelas brasileiras

Balé muda vida de adolescentes em favelas brasileiras

Dançar da favela para o mundo na plataforma da nuvem, é um sonho para todos os jovens bailarinos do Balé Paraisópolis em São Paulo no Brasil.

CNJ aprova política para atender pessoas em situação de rua: O que muda na prática?

CNJ aprova política para atender pessoas em situação de rua: O que muda na prática?

De acordo com o IPEA, no início da pandemia já chegava a 222 mil o número de pessoas vivendo em situação de rua no Brasil

Projeto Cultura Doadora realiza Semana da Doação de Órgãos entre os dias 26 e 1º de outubro

Projeto Cultura Doadora realiza Semana da Doação de Órgãos entre os dias 26 e 1º de outubro

O projeto Cultura Doadora preparou uma programação intensa para a Semana da Doação de Órgãos

Quase 9 mil vivem nas ruas de BH:

Quase 9 mil vivem nas ruas de BH: "A única coisa que eu quero é um lar para meus filhos”

Construção civil não para de anunciar novos empreendimentos em BH, mas não há indícios de que imóveis vão resolver problema habitacional

Quilombolas do Vale do Ribeira doaram 249 toneladas de alimentos desde o início da pandemia

Quilombolas do Vale do Ribeira doaram 249 toneladas de alimentos desde o início da pandemia

Jornal Brasil Atual também analisa o Projeto de Lei Complementar (PLC) Nº 26 de João Doria, na coluna São Paulo em Foco