×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de janeiro de 2022

Cerimônia de posse de novos ministros teve abraço, aperto de mão e muita aglomeração

Cerimônia de posse de novos ministros teve abraço, aperto de mão e muita aglomeraçãoFoto: Tribuna da Internet

Sem máscaras ou luvas, cerimônia quebrou todos os protocolos

Filipe Matoso - G1 / Tribuna Da Internet - 30/04/2020 - 10:15:38

A cerimônia de posse dos novos ministros da Justiça, André Luiz Mendonça, e da Advocacia Geral da União, José Levi, nesta quarta-feira, dia 29, gerou aglomeração no Palácio do Planalto. Além disso, muitos dos presentes ao evento não usaram máscara.

Participaram do ato o presidente Jair Bolsonaro e a primeira-dama, Michelle, o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, ministros de Estado, deputados e funcionários do governo. Após a cerimônia, muitas das pessoas, sem máscaras, se cumprimentaram, se abraçaram, tiraram fotos juntas. Algumas delas também coçaram os olhos e a boca.

Foto: Reprodução/GloboNews

RECOMENDAÇÕES – Diante da pandemia do novo coronavírus, a Organização Mundial de Saúde (OMS) e os especialistas têm recomendado que as pessoas evitem as aglomerações e usem máscaras.

No Distrito Federal, inclusive, onde está localizado o Palácio do Planalto, o uso de máscaras será obrigatório em todos os locais públicos, estabelecimentos comerciais e no transporte público a partir desta quinta-feira, dia 30. A partir de 11 de maio haverá multa para quem desrespeitar a regra.

BOLSONARO – Durante a cerimônia, o presidente Jair Bolsonaro, que não usou máscara, coçou os olhos, o nariz e levou a mão à boca. Em um pronunciamento na TV, em 24 de março, Bolsonaro disse ter “histórico de atleta” e que, se contrair o coronavírus, sentirá como uma “gripezinha”.

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Foto: Eraldo Peres/AP

O presidente também tem deixado o Palácio da Alvorada, residência oficial, para ir a padarias em Brasília e a atos na Esplanada dos Ministérios favoráveis ao governo dele. Ainda na cerimônia, Bolsonaro abraçou o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli. No palco da cerimônia, somente a primeira-dama usou máscara. As demais autoridades, não.

###
NOTA DA REDAÇÃO
– O leitor desavisado e incrédulo olha para esses registros e até desconfia se não foram feitos em uma época passada, tamanho o absurdo e o descaso com a saúde pública e com o compromisso de se dar o exemplo para a sociedade. Milhares de pessoas mortas por causa de uma pandemia ainda sem cura, países chorando por seus falecidos, médicos desesperados longe de suas famílias e os representantes dos poderes brincando com a vida. O mundo vê isso e deve pensar que tipo de ignorantes moram neste país, já que os seus próprios mandatários andam na contramão cotidianamente e chutam todas as recomendações para escanteio. Dá vergonha. Dá medo. (Marcelo Copelli)

Comentários para "Cerimônia de posse de novos ministros teve abraço, aperto de mão e muita aglomeração":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Há 13 anos no topo da lista, Brasil continua sendo o país que mais mata pessoas trans no mundo

Há 13 anos no topo da lista, Brasil continua sendo o país que mais mata pessoas trans no mundo

De outubro de 2020 a setembro de 2021 foram registrados 375 assassinatos no mundo, o que representa um aumento de 7% em relação ao ano anterior

Intolerância religiosa:

Intolerância religiosa: "Brasil vive negação de direitos", afirma especialista

Violência aumentou nos últimos anos e políticas de combate foram enfraquecidas

Garimpo ilegal em alta no PA: Lama escurece águas do

Garimpo ilegal em alta no PA: Lama escurece águas do "Caribe Amazônico" em Alter do Chão

Faixa de areia separa águas barrentas e claras no balneário turístico de Alter do Chão (PA)

Mais de 500 coletores de sementes atuam na recuperação da Amazônia e do Cerrado

Mais de 500 coletores de sementes atuam na recuperação da Amazônia e do Cerrado

Rede de Sementes do Xingu já recuperou mais de 6 mil hectares de floresta na bacia do rio Xingu e Araguaia

Desejos de Ano Novo: Fora Bolsonaro, Democracia e Justiça Ambiental para todos

Desejos de Ano Novo: Fora Bolsonaro, Democracia e Justiça Ambiental para todos

Em Minas Gerais, as fortes chuvas elevam o risco do rompimento de barragens com rejeitos da mineração, a exemplo do que aconteceu nas cidades de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, em 2019

Primeira vacinada do Brasil deseja um 2022 com 100% vacinados e sem uso de máscara

Primeira vacinada do Brasil deseja um 2022 com 100% vacinados e sem uso de máscara

Mônica Calazans, enfermeira e primeira vacinada no Brasil

Brumadinho: Três anos depois, o que mudou ?

Brumadinho: Três anos depois, o que mudou ?

Fotografia tirada após o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, que matou 272 pessoas

"A luta dos povos indígenas é uma luta válida e importante para todo o povo"

A Festa do Murici e Batiputá acontece entre os dias 12 e 15 de janeiro

Brasil precisará de um exército de profissionais agroflorestais para liderar a transição regenerativa no mundo

Brasil precisará de um exército de profissionais agroflorestais para liderar a transição regenerativa no mundo

Hoje a agricultura é considerada ainda uma vilã do clima e não resolve o problema da fome no mundo

Da escravidão à independência: Famílias conquistam renda com produção agroecológica de cacau

Da escravidão à independência: Famílias conquistam renda com produção agroecológica de cacau

Assentamento no sul da Bahia é tema do documentário Dois Riachões - Cacau e Liberdade

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, crianças vacinadas contra a covid-19 ganham livro de presente

No Recife, quem recebe a vacina contra a covid leva um livro para casa