×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de janeiro de 2022

Chanceler brasileiro desonra a diplomacia ao comparar ao “nazismo” o isolamento na pandemia

Chanceler brasileiro desonra a diplomacia ao comparar ao “nazismo” o isolamento na pandemiaFoto: Dom Total

Ernesto Araújo deveria acessar a Net Flix e assistir os documentários sobre os campos de concentração nazistas, onde foram assassinadas cerca de 6 milhões de pessoas durante a Segunda Guerra Mundial.

Pedro Do Coutto - Tribuna Da Internet - 01/05/2020 - 08:09:32

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, mostra-se incapaz de distinguir as coisas, ao fazer uma absurda comparação das medidas de isolamento social para deter o avanço do coronavírus, chegando ao ponto máximo que alguém poderia chegar, ao atribuir a situação de hoje no Brasil ao infame e hediondo nazismo. Com isso, o ministro causou um prejuízo enorme à diplomacia brasileira e atingiu todos os vultos que até hoje se destacaram no Itamarati.

Ernesto Araújo deveria acessar a Net Flix e assistir os documentários sobre os campos de concentração nazistas, onde foram assassinadas cerca de 6 milhões de pessoas durante a Segunda Guerra Mundial.

UM SUPERGENOCÍDIO – O nazismo, com seus campos de concentração, tornou-se sem dúvida a maior violação de direitos humanos que já ocorreu até hoje. O alvo principal nos campos de extermínio eram os judeus, seguidos de ciganos, comunistas e deficientes físicos e mentais, assim como os homossexuais.

Hitler elevou ao máximo também os preconceitos de cor e raça quando ficou comprovada sua atitude de nas Olimpíadas de 36 em Berlim, ao recusar-se a colocar a medalha de ouro no peito de Jesse Owens pelo fato de o atleta ser negro. Mas hoje a Avenida principal que conduz ao estádio Olímpico tem o nome daquele grande esportista americano.

REAÇÃO IMEDIATA – A repercussão no Brasil e no mundo contra esse absurdo chamado “Ernesto Araújo” deu uma resposta à altura da insensatez. Entre as reações encontra-se a do Comitê Judaico dos EUA e também da imprensa de Israel. Sobre o assunto, o Globo e a Folha de São Paulo de ontem, publicaram reportagens. No Globo, de Ana Rosa Alves e na Folha de São Paulo, Lucas Alonso.

Realmente não pode haver paralelo entre os campos nazistas de concentração e o apelo das autoridades brasileira para que a população se mantenha em isolamento para evitar a propagação da virose que invadiu o país.

O chanceler a mim parece ser uma pessoa estranha. A comparação que fez, passando da palavra à ação, esbarra frontalmente na memória universal que tornou imprescritíveis os crimes do nazismo. Foi a decisão do Tribunal de Nuremberg. Os nazistas capturados nesse tribunal receberam suas condenações.

UM FALSO DIPLOMATA – Francamente, como alguém pode comparar o que houve nos campos de concentração com medidas sanitárias de aconselhamento para evitar a contaminação de uma pandemia?

A resposta a essa pergunta, tenho a certeza, encontra-se no pensamento de todos os brasileiros que tenham conhecimento do que se passou naquelas usinas de tortura e de morte.

Os campos de concentração em sua maioria estavam na Polônia, região da Cracóvia, que constituem a essência da memória humana em respeito a todos aqueles que foram vítimas do nazismo. As provas encontram-se nas fotografias, filmes e relatos de uma época sinistra da história alemã.

NA CONSCIÊNCIA DE TODOS – Hoje, 75 anos depois, a questão permanece, uma vez que os laboratórios e método de assassinatos permanecem a meu ver eternamente na consciência de toda a humanidade, com a exceção daqueles que tratam o nazismo apenas como fenômeno político que desabou na Segunda Guerra Mundial.

Mas, a meu ver, não significa apenas isso. Significa exatamente o oposto da condição humana. O nazismo covarde e exterminador deve ser considerado para sempre uma das maiores tragédias da humanidade.

Ernesto Araújo, o falso diplomata, precisa ver as fotos e filmes do holocausto.

Comentários para "Chanceler brasileiro desonra a diplomacia ao comparar ao “nazismo” o isolamento na pandemia":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Em dia de homenagens a Martin Luther King Jr., filhos pedem ação por reforma eleitoral

Em dia de homenagens a Martin Luther King Jr., filhos pedem ação por reforma eleitoral

Ativistas marcham em homenagem ao dia de Martin Luther King, incluindo seu filho mais velho, no dia 17 de janeiro de 2022. Eles seguram uma faixa que diz

No Fórum Econômico Mundial, Guterres aponta prioridades para retomada econômica

No Fórum Econômico Mundial, Guterres aponta prioridades para retomada econômica

Bandeiras no encontro anual do Fórum Econômico Mundial

No Vaticano, papa Francisco diz rezar por vítimas das chuvas no Brasil

No Vaticano, papa Francisco diz rezar por vítimas das chuvas no Brasil

Ele falou após a oração do Angelus, na Praça de São Pedro

Ex-primeiro-ministro de Israel, Netanyahu negocia acordo em processo de corrupção

Ex-primeiro-ministro de Israel, Netanyahu negocia acordo em processo de corrupção

Bolsonaro chega a Israel e defende parcerias em segurança e defesa

Ao recusar ir à posse de Boric no Chile, Bolsonaro impulsiona política que isola o Brasil

Ao recusar ir à posse de Boric no Chile, Bolsonaro impulsiona política que isola o Brasil

Ao fazer constantes declarações demonstrando seu posicionamento pessoal diante de líderes latino-americanos, Bolsonaro cria graves consequências para política externa brasileira. A Sputnik Brasil ouviu analista para entender por que o governo opta por um comportamento não diplomático

'Instabilidade do Mercosul citada por Bolsonaro foi criada por sua própria gestão', diz especialista

'Instabilidade do Mercosul citada por Bolsonaro foi criada por sua própria gestão', diz especialista

Presidente voltou a fazer comentários sobre o Mercosul dizendo que se o Brasil "estivesse livre do bloco" seria melhor, e apontou que a organização sofre "instabilidades". A Sputnik Brasil entrevistou analista para saber até que ponto os argumentos do presidente procedem com a realidade mercosulina.

Empresário de moda costura tecido da paz no nordeste da República Democrática do Congo repleto de violência

Empresário de moda costura tecido da paz no nordeste da República Democrática do Congo repleto de violência

Com uma nova coleção chegando a cada semana para a linha de roupas, Muhindo conseguiu lançar vários desfiles de moda locais.

Omã é o destino do programa “Anthony Bourdain, lugares desconhecidos”

Omã é o destino do programa “Anthony Bourdain, lugares desconhecidos”

O episódio deste domingo (09,01) apresenta detalhes surpreendentes sobre história, cheiros e sabores do antigo império do Oceano Índico

Morre Sidney Poitier, 1º negro a ganhar Oscar de melhor ator

Morre Sidney Poitier, 1º negro a ganhar Oscar de melhor ator

Ele inspirou geração durante movimento pelos direitos civis

Nos EUA, Biden eleva tom e vai culpar Trump e aliados por invasão do Capitólio

Nos EUA, Biden eleva tom e vai culpar Trump e aliados por invasão do Capitólio

Até agora o governo, inclusive o próprio Biden, costumava evitar nomear Trump, referindo-se a ele como "o outro cara" ou "o cara de antes".

Procuradora que investiga Organização Trump intima filhos do ex-presidente

Procuradora que investiga Organização Trump intima filhos do ex-presidente

O esforço da procuradora-geral para entrevistar Trump sob juramento tornou-se público no mês passado, mas não se sabia antes que seu gabinete também procurava questionar Donald Trump Jr. e Ivanka Trump.