×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

China pede solidariedade e abertura à medida que o mundo enfrenta mudanças

China pede solidariedade e abertura à medida que o mundo enfrenta mudançasFoto: Reprodução Xinhua/Ju Peng

A comunidade internacional deve defender a Carta das Nações Unidas e se esforçar para manter a paz em um mundo volátil, disse ele.

Prnewswire/ Estadão Conteúdo - 24/06/2022 - 04:55:09

Na quarta-feira, a China destacou a importância da solidariedade e abertura em um momento em que o mundo está enfrentando mudanças drásticas "não vistas em um século" e testemunhando "grandes contratempos" no desenvolvimento.

"Apesar das mudanças em um ambiente global em evolução, a tendência histórica de abertura e desenvolvimento não reverterá o curso, e nosso desejo compartilhado de enfrentar os desafios juntos por meio da cooperação permanecerá tão forte como sempre", declarou o presidente chinês Xi Jinping ao fazer um discurso de abertura em formato virtual na cerimônia de abertura do Fórum de Negócios do BRICS.


O fórum faz parte da 14ª cúpula da BRICS, um grupo de mercado emergente que inclui Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. A China ocupa a presidência rotativa do BRICS este ano.


Xi: A paz deve ser defendida por todos

A cúpula se reúne em meio a uma pandemia prolongada da COVID-19, recuperação econômica mundial lenta e conflito entre Rússia e Ucrânia, que já dura quase quatro meses e exacerbou muitos problemas existentes.

O presidente Xi exortou a comunidade internacional a "abraçar a solidariedade e a coordenação e manter conjuntamente a paz e a estabilidade mundiais". Ele enfatizou que hegemonia, política de grupo e confronto de bloco só levam a guerras e conflitos, citando lições das duas guerras mundiais e da Guerra Fria.

"A crise da Ucrânia é outro alerta para todos no mundo", disse ele. "Isso nos lembra que a fé cega na chamada "posição de força" e tenta expandir as alianças militares e buscar a própria segurança às custas de outros só nos levarão a um dilema de segurança."

A comunidade internacional deve defender a Carta das Nações Unidas e se esforçar para manter a paz em um mundo volátil, disse ele.

Reiterando a iniciativa de segurança global proposta no início deste ano, Xi conclamou todos os países a se manterem comprometidos com a visão de segurança comum, abrangente, cooperativa e sustentável, manter o compromisso de respeitar a soberania e a integridade territorial de todos os países e manter o compromisso de levar com seriedade as preocupações legítimas de segurança de todos os países.

Xi enfatiza o desenvolvimento global sustentável

Países de todo o mundo devem trabalhar juntos para promover o desenvolvimento global sustentável e buscar uma cooperação benéfica para todos, disse Xi, alertando contra as tentativas de politizar a economia global.

"O desenvolvimento tem a chave para resolver vários problemas difíceis e proporcionar uma vida melhor às pessoas", enfatizou, observando que o processo de desenvolvimento global "enfrentou grandes obstáculos."
Ele disse que quase 1,2 bilhão de pessoas em quase 70 países são confrontadas com a COVID-19, crises de alimentos, energia e dívida.

Xi destacou a iniciativa de desenvolvimento global que ele propôs no ano passado, reiterando o apelo para que todos os países implementem a Agenda de 2030 da ONU para o desenvolvimento sustentável.

Segundo ele, a comunidade internacional deve aprofundar a cooperação para proteger a segurança alimentar e energética, adotar a inovação e ajudar os países em desenvolvimento a promover a transformação verde e combater a COVID-19.

Ele incentivou os principais países desenvolvidos a adotar políticas econômicas responsáveis e "evitar efeitos colaterais de políticas negativas que possam causar grande impacto nos países em desenvolvimento."

"A politização da economia global e sua transformação em uma ferramenta ou arma na mão de alguém, e a imposição deliberada de sanções usando sua posição primária nos sistemas financeiros e monetários internacionais só acabará prejudicando os próprios interesses, bem como os de outros, e infligirá sofrimento a todos", disse ele.

Compromisso da China com a abertura

Xi pediu um compromisso com a inclusão, abertura e integração, ressaltando que a globalização econômica é uma "tendência histórica incontrolável".

"A China continuará a buscar a abertura contra padrões mais altos, desenvolver novos sistemas para uma economia aberta de alto padrão e continuar a promover um ambiente de negócios internacionalizado e baseado no mercado e na lei", disse ele à plateia.

O presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, o presidente russo, Vladimir Putin e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, também discursaram na cerimônia de abertura do fórum, que foi realizada em formato on-line e presencial em Pequim. Cerca de mil ministros da economia e comércio, enviados à China e representantes da comunidade empresarial estiveram presentes.

Os cinco países do BRICS representam mais de 26% do território mundial, 42% da população global e cerca de um quarto do produto interno bruto global (PIB).


https://news.cgtn com/news/2022-06-22/Xi-addresses-opening-ceremony-of-BRICS-Busine ss-Forum-1b4KFLMYqFG/index.html

Vídeo - https://www.youtube com/watch?v=-JCpZfVsM6E



Comentários para "China pede solidariedade e abertura à medida que o mundo enfrenta mudanças":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Noruega implementa Lei de Transparência para empresas

Noruega implementa Lei de Transparência para empresas

De acordo com Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o país é detentor do maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do mundo

'Queremos atrair mais recursos do setor privado', diz presidente do BID

'Queremos atrair mais recursos do setor privado', diz presidente do BID

Em entrevista, Claver-Carone diz que pretende financiar projetos que substituam parte da produção feita hoje fora da região. Para isso, ele tem liderado uma reforma no BID Invest

Desenvolvimento de energia renovável impulsiona China por metas de carbono

Desenvolvimento de energia renovável impulsiona China por metas de carbono

Até o final de maio deste ano, a capacidade instalada de energia renovável do país atingiu um novo recorde, ultrapassando 1,1 bilhão de quilowatts, observou o relatório.

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial para conter avanço chinês

G7 quer investir US$ 600 bilhões em programa mundial para conter avanço chinês

No campo tecnológico, a iniciativa contempla o desenvolvimento e a expansão da tecnologia das comunicações e a informação trabalhando com "provedores confiáveis", que forneçam 5G e 6G, conforme apontou a Casa Branca.

Abuso de entorpecentes e tráfico têm impacto sobre crises humanitárias e de saúde

Abuso de entorpecentes e tráfico têm impacto sobre crises humanitárias e de saúde

Drogas ilegais apreendidas.

Suprema Corte dos EUA suspende legalização do aborto

Suprema Corte dos EUA suspende legalização do aborto

Decisão foi tomada por seis votos a três e abre margem para que estados possam vetar o procedimento.

Vitória de Gustavo Petro fortalece avanço da esquerda na América do Sul

Vitória de Gustavo Petro fortalece avanço da esquerda na América do Sul

Segundo analistas, trata-se de uma "mudança de maré" provocada pelo descontentamento com governantes anteriores.

Major Carvalho, apelidado de 'Pablo Escobar' brasileiro, é preso na Hungria

Major Carvalho, apelidado de 'Pablo Escobar' brasileiro, é preso na Hungria

A Polícia Federal brasileira informou que a prisão decorreu das investigações desenvolvidas no âmbito da Operação Enterprise

Itamaraty parabeniza Gustavo Petro por vitória eleitoral na Colômbia

Itamaraty parabeniza Gustavo Petro por vitória eleitoral na Colômbia

Jair Bolsonaro na abertura do Fórum de Investimentos Brasil 2022, em 14 de junho de 2022 © Alan Santos / Palácio do Planalto / CCBY 2.0

222 milhões de crianças afetadas pela crise precisam urgentemente de assistência educacional

222 milhões de crianças afetadas pela crise precisam urgentemente de assistência educacional

A Educação Não Pode Esperar

Ball Corporation avança em investimentos na América do Sul com nova fábrica de latas de alumínio no Peru

Ball Corporation avança em investimentos na América do Sul com nova fábrica de latas de alumínio no Peru

A empresa, líder global em embalagens sustentáveis de alumínio, anunciou abertura que vai gerar mais de 100 empregos diretos e 300 indiretos.