×
ContextoExato
Responsive image

CLDF recebe denúncia de policiais instigando violência contra manifestantes

CLDF recebe denúncia de policiais instigando violência contra manifestantesFoto: Hugo Barreto/Esp. CB/D.A Press

A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos foi informada de que oficiais da PMDF pretendem usar de violência excessiva em manifestantes contrários ao governo federal

Mariana Machado - Correioweb - 04/06/2020 - 19:47:41

Câmara apura denúncia de que policiais estariam instigando a violência contra manifestantes(foto: Hugo Barreto/Esp. CB/D.A Press) A Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar da Câmara Legislativa do Distrito federal (CLDF) investiga a denúncia de que oficiais da Polícia Militar do DF (PMDF) estariam planejando agir com violência excessiva contra os manifestantes críticos ao governo federal na ação programada para o próximo domingo (7/6).

O presidente da comissão, deputado Fábio Felix (PSol), enviou um ofício ao comando geral da corporação, pedindo providências. No documento, o parlamentar ressalta que o protesto marcado acontece em defesa da democracia, e que os manifestantes são críticos ao governo federal.

As denúncias recebidas pela comissão são de que o planejamento para o policiamento nas ações de domingo estaria diferente do que foi feito nos protestos favoráveis ao governo.

"Estaria sendo montado um grande esquema de segurança com centenas de policiais militares para essa manifestação e que, além disso, membros da corporação estariam 'insuflando os policiais contra os manifestantes', destaca o documento. O ofício destaca ainda que há um risco de que a tropa chegue ao local com ânimos acirrados e que, mesmo que o protesto seja pacífico, seja empregada violência excessiva.

Ao Correio, Fábio Félix informou que recebeu diversos relatos detalhados mostrando mensagens enviadas por policiais dizendo que "no domingo, o pau vai comer", "vai ter antifa(scista) apanhando", e que "é hora de bater nos comunas".

Preocupado, o deputado acionou também o Ministério Público. "Os próprios denunciantes falam que existe uma prática muito condescendente e parcimoniosa com os atos pró-Bolsonaro e a gente acha que a corporação não tem que ter posicionamento político", avalia.

O parlamentar disse ainda que irá entrar em contato com o secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, para pedir apuração do caso. Fábio também avalia participar dos atos de domingo. "Se há possibilidade de insegurança para os manifestantes, é importante que eu, como presidente da comissão e deputado distrital, esteja lá para fiscalizar e orientar sobre as condições sanitárias de distanciamento."

Em nota oficial, a Polícia Militar informou que ainda não tomou conhecimento do ofício, mas que, ao recebê-lo, adotará as medidas julgadas oportunas. Disse ainda que é uma polícia de Estado, e que trabalha com informações que subsidiam cada planejamento, "sem levar, em qualquer grau de importância, o viés político, tão pouco a bandeira levantada por integrantes dos movimentos populares", afirmou em nota oficial.

"O planejamento ds manifestações que ocorrerão neste fim de semana, assim como em todas as grandes manifestações, é feito por um colegiado de entes estatais, tanto distritais como federais, com o firme propósito de propiciar a fruição das garantias e direitos fundamentais, por meio de um ambiente saudável a livre manifestação do pensamento e de opiniões", conclui o texto.

O protesto

Está marcada, para domingo (7/6), uma marcha antifascista, colocando em pauta questões como o racismo e a morte de pessoas negras, o desmatamento da floresta amazônica, e encarceramentos em massa.

A concentração está prevista para acontecer em frente à Biblioteca Nacional de Brasília, a partir das 9h.

Comentários para "CLDF recebe denúncia de policiais instigando violência contra manifestantes":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório