×
ContextoExato

Com protagonista recifense, filme “Alice Júnior” será exibido em Berlim

Com protagonista recifense, filme “Alice Júnior” será exibido em BerlimFoto: Divulgação

Filme retrata as mudanças na vida de uma adolescente transgênero

Vanessa Gonzaga Brasil De Fato | Recife (pe) - 11/02/2020 - 12:34:13

Protagonizado por Anne Celestino Mota, mostra a avalanche de mudanças na vida de Alice, que muda do Recife para uma escola católica.

De forma bem humorada e leve, o diretor Gil Baroni leva ao cinema mais uma vez a discussão sobre gênero e sexualidade, dessa vez com o longa metragem Alice Júnior . O filme foi selecionado para quatro exibições dentro do Festival Internacional de Cinema de Berlim, que acontece de 20 de fevereiro a 1 de março.

A produção paranaense será exibida na a mostra Generation do festival, dedicada a retratar a realidade de jovens ao redor do mundo. Protagonizado por Anne Celestino, o filme mostra a avalanche de mudanças na vida de Alice, que muda do Recife para uma escola católica localizada numa pequena cidade do Paraná.

Transgênero e nordestina, o corpo, a voz e a visão de mundo de Alice contrastam com o ambiente pacato da cidade fictícia de Araucária do Sul. Anne Celestino que começou a atuar ainda na infância com aulas de teatro e continua seus estudos na universidade. Em entrevista ao Brasil de Fato, a atriz conta que alguns pontos na sua vida são comuns aos da personagem.

“Eu e Alice temos várias semelhanças e diferenças. A Alice é muito mais ‘blogueirinha’ que eu e muito mais empoderada do que eu, porque no filme ela é bem mais jovem. A Alice é bem acolhida pelos pais, tem toda uma história de proteção, amor e carinho, o que se parece muito comigo, especialmente em relação à minha mãe”.

No longa, Alice faz parte de uma área profissional em ascensão nos últimos anos: a produção de conteúdo para a internet. A personagem é Youtuber, o que casa com o projeto gráfico moderno do filme, com uma linguagem cheia de elementos da vida online, como os memes.

A proposta de criar uma narrativa onde a personagem é acolhida pela família e leva uma vida confortável não esconde o contraste entre a vida da personagem e a realidade das pessoas trans fora das telas. Celestino acredita que o filme deve ser utilizado o filme como uma ferramenta de debate, especialmente nas escolas, um ambiente historicamente hostil para essa parcela da população

“O filme deve ser passado em escolas também, porque é muito didático sem perder a leveza. É uma maneira muito bonita de ensinar. Com os prêmios o filme ganha visibilidade no sentido de ser uma atriz trans interpretando uma personagem trans, e dá também a oportunidade dele chegar e ser exibido em mais lugares”, projeta Anne.

Prêmios

Lançado em setembro passado o filme já acumula importantes premiações. No Festival do Rio foi eleito melhor filme pelo júri popular e melhor longa brasileiro. No Festival de Brasília, foi o segundo maior premiado com quatro Candangos - troféu que homenageia os brasilienses - de melhor atriz (Anne Celestino), atriz coadjuvante (Thais Schier), trilha sonora (Vinicius Nisi) e montagem (Pedro Giongo).

No Festival Mix Brasil foi escolhido como melhor longa metragem nacional e teve o prêmio de melhor interpretação apra Anne Celestino.

Celestino comemora a repercussão positiva do filme espera ver a aceitação de seu trabalho quando o longa chegar nas salas comerciais, em junho deste ano. “Por enquanto, com o filme rodando os festivais, nós estamos encontrando um público muito bom. Eu quero muito ver a resposta do filme quando ele chegar nas telas dos cinemas comerciais, para ver a aceitação do grande público. Por enquanto a energia é muito positiva e tem gerado muita visibilidade”.

Além de Alice Júnior , também outras três produções brasileiras serão exibidas no Festival de Berlim deste ano. Meu Nome é Bagdá, dirigido por Caru Alves Souza, foi selecionado para a mostra Generation. Cidade Pássaro , coprodução entre Brasil e França dirigido por Matias Mariani, foi selecionado para a mostra Panorama e Apiyemiyekî , coprodução com França e Holanda dirigido pela brasileira Ana Vaz estará na seleção Forum Expanded.

Fonte: BdF Pernambuco

Edição: Monyse Ravena e Leandro Melito

Comentários para "Com protagonista recifense, filme “Alice Júnior” será exibido em Berlim":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório