×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 20 de agosto de 2022

Como aproveitar a alta do e-commerce para começar a trabalhar com entregas

Como aproveitar a alta do e-commerce para começar a trabalhar com entregas

Foto: Divulgação - iStock

Somente em 2021 foram feitas mais de 353 milhões de entregas, e o setor tem potencial para continuar expandindo

Redação Com Agência - 27/07/2022 - 12:02:12

O varejo online cresceu mais de 75% no mundo nos últimos dois anos, devido às restrições exigidas pela pandemia, com o fechamento do comércio físico e isolamento social. De acordo com a Neotrust, empresa que monitora o e-commerce no Brasil, no primeiro trimestre de 2022, o setor cresceu mais 13%. Tendência que se mantém estável desde 2020, quando mais de 13 milhões de brasileiros realizaram a primeira compra online, representando cerca de 41% de aumento no e-commerce e, em 2021, quando as vendas pela internet cresceram 16,9%.

Mesmo com a rotina retomando ao normal e as restrições sendo relaxadas, o e-commerce continua em alta, e as previsões de crescimento continuam positivas. A Euromonitor International projetou um crescimento de 42% para o setor até 2025. E com a alta do e-commerce, outro setor pode aproveitar a oportunidade para crescer junto, o de transporte de mercadorias.

Como trabalhar com frete de mercadorias

Com o crescimento do e-commerce, resultante da pandemia, montar um serviço de entregas pode ser uma boa oportunidade de empreendimento. Segundo a Neotrust, somente em 2021 foram feitas mais de 353 milhões de entregas, e o setor tem potencial para continuar expandindo.

De acordo com o Sebrae, o serviço de pequenas cargas e fretes dos mais diversos tipos de mercadorias é realizado por veículos de pequeno porte, como motos, vans e pequenos caminhões, a depender do objetivo do empreendedor. Para isso, alguns passos podem ser seguidos:

Passo 1: Torne-se empresa: para quem está começando, criar uma microempresa individual (MEI) é a melhor alternativa. Formalizar o serviço de entregas pode ser a melhor forma de fechar negócios e obter a confiança do seu público.

Passo 2: Tenha um transporte: a depender do que você oferecer como serviço, pode exigir um tipo de veículo diferente. Para transportes de pequenas cargas urgentes, uma moto pode bastar, porém, se você está pensando em algo maior, como mais mercadorias, uma van ou mini truck pode ser ideal. Todavia, com os preços dos veículos em alta, alugar um veículo pode ser a melhor alternativa, e algumas empresas já fazem a oferta desse serviço, como a Localiza utilitários, entre outras.

Passo 3: Invista em equipamentos: além do veículo, investir em um bom telefone, equipamentos de conectividade e material de escritório para organizar a rota e os compromissos diários é indispensável.

Passo 4: Networking: participe de eventos, workshops e feiras de serviços e tecnologia ou os demais setores com os quais você pretende trabalhar. Conheça o seu público, entre em contato com lojistas e representantes do varejo, mas não pense apenas nas grandes marcas – busque marcas menores também, pois elas também necessitam de serviços de entrega.

Passo 5: Organização: atuar com entregas pode parecer fácil, mas necessita de uma alta organização do processo produtivo. A rota deve ser planejada com cuidado, para que você se mantenha dentro do prazo esperado pelos clientes; afinal, o diferencial de entregas particulares e fracionadas está na oferta de um serviço ágil e de qualidade, com as encomendas entregues em segurança.

Comentários para "Como aproveitar a alta do e-commerce para começar a trabalhar com entregas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Toffoli chama de 'suicidas' empresários que teriam defendido golpe no WhatsApp

Toffoli chama de 'suicidas' empresários que teriam defendido golpe no WhatsApp

Desigualdade emperrou chegada da vacina contra a Covid-19 em regiões mais pobres do Brasil

Desigualdade emperrou chegada da vacina contra a Covid-19 em regiões mais pobres do Brasil

Número de candidaturas no DF é menor que em 2018

Número de candidaturas no DF é menor que em 2018

“Trabalho para o ACNUR porque acredito no que estou dizendo”

“Trabalho para o ACNUR porque acredito no que estou dizendo”

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

Vale prevê mais 13 anos para eliminar barragens como Brumadinho

STF veta lei mais branda a condenados, mas admite em processos não julgados

STF veta lei mais branda a condenados, mas admite em processos não julgados

Canadian planeja fábrica de US$ 9 bilhões na China para fabricação de polissilício

Canadian planeja fábrica de US$ 9 bilhões na China para fabricação de polissilício

Cochilos diurnos frequentes aumentariam risco de hipertensão e AVC

Cochilos diurnos frequentes aumentariam risco de hipertensão e AVC

Atenção! A Varíola do Macaco é completamente diferente da Covid-19

Atenção! A Varíola do Macaco é completamente diferente da Covid-19

Campanha Agosto Lilás e os 16 anos da Lei Maria da Penha

Campanha Agosto Lilás e os 16 anos da Lei Maria da Penha

Vocês não estão sós: Vitória brasileira no Festival de Locarno tem recado para artistas do país

Vocês não estão sós: Vitória brasileira no Festival de Locarno tem recado para artistas do país

Debate insosso: Correio Braziliense e TV Brasília se esforçaram, mas o elenco não ajudou

Debate insosso: Correio Braziliense e TV Brasília se esforçaram, mas o elenco não ajudou

Justiça Federal cancela liminar e maior porta-aviões do Brasil não poderá voltar ao país

Justiça Federal cancela liminar e maior porta-aviões do Brasil não poderá voltar ao país

RD Congo: Uso de fake news está causando mortes, diz comandante da Missão

RD Congo: Uso de fake news está causando mortes, diz comandante da Missão

Internacionalização do PCC: Como enfrentar o avanço do 'profissionalismo de gestão' da facção?

Internacionalização do PCC: Como enfrentar o avanço do 'profissionalismo de gestão' da facção?

Datafolha: Lula tem 51% dos votos válidos contra 35% de Bolsonaro

Datafolha: Lula tem 51% dos votos válidos contra 35% de Bolsonaro

Adeus aos sacoleiros: O Brasil virou o Paraguai dos paraguaios?

Adeus aos sacoleiros: O Brasil virou o Paraguai dos paraguaios?

“Vandalismo”: Senado aprova projeto que altera área da Floresta Nacional de Brasília

“Vandalismo”: Senado aprova projeto que altera área da Floresta Nacional de Brasília

Para evitar rejeição, candidatos omitem partido na propaganda

Para evitar rejeição, candidatos omitem partido na propaganda

Recenseadores do IBGE denunciam ameaças e violência em entrevistas do Censo 2022

Recenseadores do IBGE denunciam ameaças e violência em entrevistas do Censo 2022

Vereador Gabriel Monteiro é cassado pela Câmara do Rio por quebra de decoro

Vereador Gabriel Monteiro é cassado pela Câmara do Rio por quebra de decoro