×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudanças

Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudançasFoto: Divulgação

O segundo ponto de protesto na carta da Conmebol enviada à Fifa é a regulamentação das cinco modificações nos jogos sem uma consulta à entidade.

Estadão Conteúdo - 16/06/2022 - 07:23:28

A Conmebol iniciou nos últimos dias uma forte briga contra o racismo no futebol da América do Sul, prometendo punições pesadas para os clubes por causa dos atos de racismo de torcedores. A Confederação Sul-Americana de Futebol agora quer dar exemplo para o mundo e mandou uma carta à Fifa reprovando declarações discriminatórias de pessoas da alta cúpula da entidade. Ainda pediu explicações por mudanças no número de modificações nos jogos implantada definitivamente sem uma consulta.


De acordo com a carta da Conmebol, Arsène Wenger, ex-técnico do Arsenal e atual chefe de desenvolvimento global da Fifa, afirmou que o francês Kylian Mbappé, do Paris Saint-Germain, "não teria se tornado o atacante que é hoje se tivesse nascido em Camarões" O ato discriminatório não foi aceito e o documento foi uma maneira de cobrar respeito aos demais continentes pela Conmebol

"Em primeiro lugar, a Conmebol rejeita e condena as infelizes declarações. Há a Europa e o resto do mundo", disse, na carta de repúdio. "A Conmebol está firmemente comprometida com a luta contra expressões e gestos racistas ou discriminatórios, sejam eles provenientes de torcedores nos estádios, de atletas e técnicos no campo de jogo ou de oficiais através de declarações públicas. As palavras de Wenger - além de revelar uma ignorância incomum sobre a valiosa contribuição dos jogadores africanos no futebol mundial, especialmente no futebol europeu - mostram um viés preconceituoso que torna invisíveis os esforços dos jogadores de futebol e das instituições esportivas que não estão na Europa", prosseguiu em seu protesto a Conmebol. "Acontece com frequência que os preconceitos mais repugnantes estejam disfarçados de reflexões 'fundamentadas' e 'inteligentes'".

Sentindo-se humilhada e desmerecida na mesma proporção dos africanos, a Conmebol resolveu se posicionar firme com o propósito de mandar uma mensagem ao planeta pedindo um futebol igual e livre das desigualdades.

"Assim como os africanos, nós sul-americanos conhecemos muito bem e em primeira mão este tipo de atitude, que se baseia na crença de que o mundo começa e termina na Europa", disparou. "O talento, o espírito de sacrifício e o desejo de superação dos jogadores africanos e sul-americanos devem ser valorizados e respeitados."

CINCO SUBSTITUIÇÕES É CONSENSO?

O segundo ponto de protesto na carta da Conmebol enviada à Fifa é a regulamentação das cinco modificações nos jogos sem uma consulta à entidade.

"A Conmebol sentiu a necessidade de chamar a atenção em um aspecto crucial da recente aprovação das cinco modificações permitidas para cada equipe em jogos oficiais. Uma medida de emergência, tomada em circunstâncias inéditas de uma pandemia, tornou-se agora a norma definitiva. Sem julgar os argumentos a favor ou contra tal resolução, o certo é que ela foi adotada sem um processo de consulta que claramente teria enriquecido o debate", cobrou.

E foi além: "Nem a Conmebol nem suas Associações Membro foram solicitadas para uma opinião ou análise sobre este assunto. Se as mudanças que têm efeitos globais em nosso esporte forem decididas unilateralmente, elas podem gerar irritação e desconfiança. Esta é uma prática de exclusão que tem sido repetida nos últimos tempos e está causando grande preocupação", afirmou a Conmebol, antes de finalizar. "Um futebol mais competitivo, de maior qualidade, inclusivo e mais justo será o trabalho de todos nós, em uma estrutura de cooperação, pluralidade e livre troca de ideias e experiências."


Comentários para "Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudanças":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Velopark volta ao calendário da Stock Car e terá estreia de Felipe Massa

Velopark volta ao calendário da Stock Car e terá estreia de Felipe Massa

Os primeiros treinos da rodada dupla no Velopark acontecem na sexta-feira. No sábado, o treino classificatório é às 9h15 e a largada, às 14h10. No domingo, a classificação começa 9h45 e a largada, às 14h10.

FIA, Fórmula 1 e Mercedes manifestam apoio a Hamilton após Piquet usar termo racista referindo-se ao piloto

FIA, Fórmula 1 e Mercedes manifestam apoio a Hamilton após Piquet usar termo racista referindo-se ao piloto

Ex-automobilista brasileiro chamou Hamilton de

Rafael Matos fatura ATP de Mallorca, seu 3º título de duplas este ano

Rafael Matos fatura ATP de Mallorca, seu 3º título de duplas este ano

Brasileiro e espanhol Vega Hernández estreiam quarta em Wimbledon

No futebol alemão, pessoas trans decidirão se disputam jogos masculinos ou femininos

No futebol alemão, pessoas trans decidirão se disputam jogos masculinos ou femininos

Brasil tem 4 milhões de pessoas trans e não binárias, revela estudo da Unesp, inédito no país

Coletivos esportivos LGBT+ avançam contra o preconceito com acolhimento e orgulho

Coletivos esportivos LGBT+ avançam contra o preconceito com acolhimento e orgulho

São grupos que unem a diversidade sexual e o acesso ao esporte.

Fifa e FIFPro anunciam parceria para combater discurso de ódio nas redes sociais

Fifa e FIFPro anunciam parceria para combater discurso de ódio nas redes sociais

As organizações vão desenvolver um suporte educacional e conselhos de saúde mental para todos os jogadores participantes dos torneios Fifa durante 2022 e 2023.

Medalhas de Rebeca Andrade impulsionam diferentes gerações de ginastas no Brasil

Medalhas de Rebeca Andrade impulsionam diferentes gerações de ginastas no Brasil

A avaliação é da professora Adriana Alves, coordenadora da ginástica artística feminina da Confederação Brasileira de Ginástica

Em Portugal, Brasil faz campanha histórica no Mundial de natação paralímpica

Em Portugal, Brasil faz campanha histórica no Mundial de natação paralímpica

Delegação brasileira ficou na terceira posição geral com 53 medalhas

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026. Mundial acontecerá nos EUA, no Canadá e no México

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026. Mundial acontecerá nos EUA, no Canadá e no México

Esta será a segunda vez que uma cidade da Flórida sediará a Copa do Mundo. A primeira foi em 1994, quando Orlando sediou várias partidas da primeira fase e alguns jogos das oitavas de final.

Tetraplégicos trocam dedos pela boca e mostram que também têm espaço nos eSports

Tetraplégicos trocam dedos pela boca e mostram que também têm espaço nos eSports

O professor Li Li Min, titular do Departamento de Neurologia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), explica que o hábito de jogar provoca ganhos em processos de reabilitação de pessoas com tetraplegia

US Open vai permitir tenistas de Rússia e Belarus competindo sob bandeira neutra

US Open vai permitir tenistas de Rússia e Belarus competindo sob bandeira neutra

A postura da USTA se alinha à ATP e à WTA, que não impediram tenistas de nenhuma nacionalidade no circuito. Apenas vetaram o uso das bandeiras da Rússia e de Belarus por parte dos atletas, o mesmo que fará o US Open neste a