×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de outubro de 2021

Copa da França. Bolsa Atleta financia 17 das 23 jogadoras da Seleção feminina na Copa

Copa da França. Bolsa Atleta financia 17 das 23 jogadoras da Seleção feminina na CopaFoto: Fernando Frazão-Agência Brasil

Programa foi criado em 2005 na gestão de Lula e é considerado o maior patrocinador individual do mundo

Brasil De Fato - São Paulo (sp) - 10/06/2019 - 15:59:41

Criado em 2005, durante a gestão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o Bolsa Atleta é considerado o maior programa de patrocínio individual para atletas do mundo e financia 16 das 23 jogadoras da Seleção brasileira de futebol, que disputa em 2019 a Copa do Mundo feminina.


Segundo dados da Secretaria Especial do Esporte, do Ministério da Cidadania, obtidos pela reportagem do Terra, o programa já distribuiu mais de R$ 1,1 bilhão e tem hoje 6200 beneficiários/as. Recentemente foi ampliado, durante a gestão de Jair Bolsonaro, com mais 3142 favorecidos.

Nos últimos 14 anos, foram 63,3 mil bolsas para mais de 26,5 mil atletas. Nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, 465 dos atletas, 77% do total, recebiam bolsas.

Os recursos são usados pelas atletas para comprar chuteiras, suplementos alimentares e são essenciais para que elas possam se manter no começo das carreiras.

"É um incentivo muito grande. Sabemos que, às vezes, no futebol feminino, você não é tão bem remunerada em alguns clubes. O Bolsa Atleta ajuda a somar os rendimentos com o salário do clube para a gente poder comprar chuteiras e suplemento alimentar", declarou ao Terra a lateral direita Tamires, 31, que atua no Fortuna Hjorring, da Dinamarca.

Jogar no exterior não impede que as atletas recebem o benefício, que premia de R$ 410 a categoria Base até R$ 15 mil na categoria Pódio. Ter bons resultados e se manter treinando são alguns dos requisitos do programa.

"Ajudou porque muitas vezes a gente não recebe salário ou ele é muito pouco. Foi importante em uma época em que os meus pais não podiam me ajudar e foi um auxílio para eu continuar indo aos treinamentos. Agora, o Bolsa Atleta tem me ajudado a auxiliar a minha família também", relata Letícia Santos, lateral que defende o SC Sand da Alemanha.

No país, a grande maioria das atletas do futebol feminino é amadora e não tem contrato no regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), recebendo apenas ajuda de custo por prestação de serviço.

Do atual selecionado, somente Debinha, Daiane, Kathellen, Luana, Ludmilia e Formiga não recebem a bolsa. Destaques individuais como Marta e Cristiane, que marcou três gols na estreia e defende o São Paulo, são algumas das beneficiárias de mais prestígio.

*Com informações do Terra

Edição: Pedro Ribeiro Nogueira

Comentários para "Copa da França. Bolsa Atleta financia 17 das 23 jogadoras da Seleção feminina na Copa":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Brasília, a capital do beach tennis

Brasília, a capital do beach tennis

Clube de Engenharia recebe o ITF Sand Series até domingo (17) com os principais nomes da modalidade

Vôlei: Sul-Americano masculino é cancelado por Covid-19 no Minas Tênis

Vôlei: Sul-Americano masculino é cancelado por Covid-19 no Minas Tênis

Clube sediaria o evento a partir de sábado (16), em Belo Horizonte

Celeiro de atletas, Jogos Universitários Brasileiros começam no DF

Celeiro de atletas, Jogos Universitários Brasileiros começam no DF

Evento deve reunir 4,5 mil participantes de 400 instituições de ensino

Um sonho, grandes vitórias para o Distrito Federal

Um sonho, grandes vitórias para o Distrito Federal

O campeão paralímpico Wendell e seu técnico, Marcus Lima: amizade e confiança no esporte

Por suposta fraude no sistema de saúde, 18 ex-jogadores da NBA são presos nos EUA

Por suposta fraude no sistema de saúde, 18 ex-jogadores da NBA são presos nos EUA

Os 18 jogadores estão entre 19 indivíduos que participaram da operação, que foi realizada entre os anos de 2017 e 2020.

Distrito Federal sedia Jogos Universitários Brasileiros

Distrito Federal sedia Jogos Universitários Brasileiros

Serão 118 atletas locais participando do evento, entre 11 e 18 de outubro, em nove modalidades

Jiu-jítsu brasileiro conquista príncipes dos Emirados Árabes

Jiu-jítsu brasileiro conquista príncipes dos Emirados Árabes

Brasileiros ganham a vida como instrutores desse esporte

Começa, no Parque da Cidade, o Circuito Praia do Cerrado

Começa, no Parque da Cidade, o Circuito Praia do Cerrado

Circuito será dividido em nove categorias

Simone Biles diz que deveria ter desistido de competir antes dos Jogos de Tóquio

Simone Biles diz que deveria ter desistido de competir antes dos Jogos de Tóquio

Em entrevista à revista The Cut, Biles relembra o sofrimento por revelar, em 2018, ter sofrido abusos sexuais de Larry Nassar, médico da seleção norte-americana de ginástica artística.

'Efeito Rebeca' faz Guarulhos ter boom na ginástica artística

'Efeito Rebeca' faz Guarulhos ter boom na ginástica artística

Modalidades como voleibol, basquete, futsal, futebol, ginástica artística, ginástica rítmica, judô, karatê, badminton, atletismo e kickboxing já voltaram às aulas.

Audiência pública na Câmara dos Deputados debate os Jogos Universitários

Audiência pública na Câmara dos Deputados debate os Jogos Universitários

Estudantes se enfrentarão em 26 modalidades – 15 tradicionais, quatro voltadas para o paradesporto e sete franquias de esports (esportes eletrônicos)