×
ContextoExato

Corrida para vacinar idosos. Meta é atingir 90% do público no Distrito Federal

Filas e aglomerações nos potos de vacinação marcaram o início da campanha em Brasília

Caroline Cintra » Matheus Ferrari-correioweb - 24/03/2020 - 08:32:35

Primeiro dia de vacinação contra a gripe leva milhares de pessoas aos postos: procura foi grande e doses acabaram cedo. Secretaria informou que os estoques serão reabastecidos semanalmente pelo Ministério da Saúde

Milhares de idosos saíram de casa, ontem, no primeiro dia de imunização contra a gripe. O início da 22ª Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza foi marcado pela corrida aos postos de saúde e pela falta de doses para atender a demanda, além da ausência de cuidados preventivos contra o contágio pelo novo coronavírus, causador da Covid-19. Pela manhã, havia filas e congestionamento em unidades no Cruzeiro, na Asa Norte e Asa Sul.

Moradora da Asa Sul, Maria Teresa de Carvalho Magalhães, 69 anos, e o marido, de 73, procuraram a Unidade Básica de Saúde nº 1, na 612 sul, para se vacinar. O casal integra o grupo de risco para o coronavírus. “Viemos de carro e fomos prontamente atendidos porque meu esposo tem problemas de coordenação motora, em função do mal de Parkinson. No entanto, o tempo que levamos para entrar com o carro no posto de saúde foi mais longo do que o atendimento”, disse.

Para quem não tinha a opção da imunização no carro, a espera na fila era de, aproximadamente, 15 minutos. Para evitar aglomerações em lugares fechados, a vacinação foi feita nas áreas externas dos postos. A chuva e o sol não desencorajaram Ademor Queiroz, 62. “Não atrapalha. O benefício é muito maior do que a pouca exposição ao sol”, observou o morador do Cruzeiro.

A Secretaria de Saúde estabeleceu critérios para evitar aglomerações e reduzir os riscos de contágio pelo coronavírus durante as imunizações. A campanha nacional de vacinação foi antecipada em 30 dias, justamente, com o objetivo de proteger a população contra outras doenças virais que possam dificultar o combate à Covid-19. Na primeira etapa, idosos e profissionais de saúde têm atenção especial, por integrarem o grupo de risco para contaminação pelo vírus que colocou o mundo em alerta.

Entretanto, algumas pessoas fora do grupo prioritário do dia compareceram. Profissionais de saúde não vetaram as aplicações nestas pessoas. Durante o período da campanha, as aplicações nos idosos ocorrerão por ordem alfabética, de acordo com primeiro nome do registro civil. No dia de ontem, a prioridade era de pessoas com iniciais de A a E. Hoje, será de F a J. Por volta das 10h, algumas unidades já não tinham mais doses e a orientação dada pelos servidores era para que os pacientes voltassem no período da tarde.

A Secretaria de Saúde informou, em nota, que recebeu do Ministério da Saúde 60,8 mil doses da vacina contra a Influenza no primeiro lote. De acordo com a pasta, devido à alta demanda apresentada ontem, poderiam ocorrer faltas pontuais em alguns locais. Segundo a secretaria, o GDF recebeu ontem um novo lote com 72 mil doses que seriam utilizadas para reabastecer as unidades de saúde a partir das 12h. De acordo com a pasta, a previsão dada pelo Ministério da Saúde é que os lotes sejam encaminhados semanalmente.

Confira o cronograma de vacinação no site www.correiobraziliense.com.br


Meta é atingir 90% do público

» DARCIANE DIOGO

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começou ontem também em todo o país. Segundo o Ministério da Saúde, nesta primeira etapa os públicos prioritários são os idosos e trabalhadores da saúde. A partir de 16 de abril, serão vacinados doentes crônicos, professores da rede pública e privada e profissionais das forças de segurança. A última etapa começará em 9 de maio.

De acordo com o ministério, a campanha pode atingir cerca de 67,6 milhões de pessoas no Brasil. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos até 22 de maio. Para alcançar esse público, foram investidos R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina. Até o momento, a pasta enviou aos estados 15 milhões de doses e mais 4 milhões serão distribuídas até o final de março. A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circ

Comentários para "Corrida para vacinar idosos. Meta é atingir 90% do público no Distrito Federal":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório