×
ContextoExato
Responsive image

Covid-19: Brasil passa de 58 mil mortes, diz consórcio; alta de 727 em 24 h

Covid-19: Brasil passa de 58 mil mortes, diz consórcio; alta de 727 em 24 hFoto: Minervino Júnior/CB/D.A Press

Estados e capitais melhoram em transparência de gastos

Portal Uol - 29/06/2020 - 20:21:30

Com 727 novas mortes em decorrência do coronavírus no Brasil, o total de óbitos por conta da doença chegou a 58.385, diz levantamento do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte. O Ministério da Saúde contabiliza 58.314 — diferença de 71 mortes.

Já os casos, segundo a atualização, teve um acréscimo de 25.235 nas últimas 24 horas. O consórcio aponta que o número total chega a 1.370.488 infectados desde o início da pandemia — quase 3 mil a mais do que os dados do governo federal.

O Ministério da Saúde divulgou hoje, no portal oficial, que o Brasil tem 692 novas mortes contabilizadas por causa da doença, elevando o total para 58.314 óbitos desde o início da pandemia — a letalidade é de 4.3%.

Nas últimas 24 horas, o governo federal também somou 24.052 novos casos da doença. Com os dados atualizados, o total é de 1.368.195 de infectados. O país ainda tem aos menos 757.462 casos recuperados e 552 mil em acompanhamento, segundo dados do Ministério da Saúde.

Pela contagem do governo, o Sudeste segue em primeiro colocado tanto em casos (475.989) quanto em óbitos (26.807), com o Nordeste logo atrás, com 469.602 diagnósticos e 18.923 óbitos.

Na sequência estão a região Norte (257.723 infectados e 9.412 mortes), Centro-Oeste (92.840 casos e 1.653 mortes) e o Sul (72.041 casos e 1.519 mortes).

Estados e capitais melhoram em transparência de gastos

Quinze estados e oito capitais passaram a contar com avaliação "ótimo" no ranking produzido pela ONG (Organização Não Governamental) Transparência Internacional no Brasil, que divulgou hoje a primeira atualização de seu levantamento sobre transparência no combate à covid-19. Na primeira edição da pesquisa, divulgada em 21 de maio, apenas quatro estados e duas capitais estavam nessa condição.

Segundo a ONG, a avaliação inclui os níveis de transparência sobre contratações emergenciais no enfrentamento da pandemia. A escala do ranking vai de zero a 100 pontos, e são avaliados como ótimo aqueles que atingem mais de 80 pontos.

Assim como na primeira edição, lideram o ranking o Espírito Santo, entre os estados, e João Pessoa, entre as capitais. Ambos melhoraram seu desempenho e atingiram a pontuação máxima.

Veículos se unem em prol da informação

Em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro (sem partido) de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19, os veículos de comunicação UOL, O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, O Globo, G1 e Extra formaram um consórcio para trabalhar de forma colaborativa desde a semana passada e assim buscar as informações necessárias diretamente nas secretarias estaduais de Saúde das 27 unidades da Federação.

O governo federal, por meio do Ministério da Saúde, deveria ser a fonte natural desses números, mas atitudes recentes de autoridades e do próprio presidente colocam em dúvida a disponibilidade dos dados e sua precisão.

Comentários para "Covid-19: Brasil passa de 58 mil mortes, diz consórcio; alta de 727 em 24 h":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório