×
ContextoExato
Responsive image

Covid-19: Compra de respiradores gera prisões e queda de Secretários da Saúde

Covid-19: Compra de respiradores gera prisões e queda de Secretários da SaúdeFoto: Agência Brasil

Práticas pouco comuns e outros fatores têm entregado irregularidades por trás das compras dos equipamentos

último Segundo - 08/05/2020 - 10:46:09

O avanço da pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2) gerou uma corrida pela importação de respiradores, que são de grande necessidade para o atendimento de pacientes graves contaminados pela Covid-19 . Todavia, essa corrida já provocou a queda de secretários, prisões de servidores públicos e empresários.

Leia também: Covid-19 pode ter contaminado muito mais do que é registrado

Na última quinta-feira (07), por exemplo, no Rio de Janeiro, o antigo número dois da Secretaria de Saúde foi preso preventivamente com mais um servidor e três empresários sob suspeita de crimes na aquisição sem licitação dos equipamentos para o combate à Covid-19 .

Leia também: Cientistas da Itália afirmam ter desenvolvido 1ª vacina contra Covid-19

Segundo a Folha , as secretarias estaduais têm fechado contratos sem licitação com diferentes fornecedores, muitos sem histórico na área e com variações exorbitantes de preços entre estados. O Pará, por exemplo, pagou R$ 120 mil por unidade, enquanto Roraima investiu R$ 216 mil por equipamento.

Além disso, o que tem chamado atenção das autoridades é o pagamento antecipado dos produtos. A prática pouco comum tem sido adotada sob a justificativa de que os chineses exigem o pagamento para garantir um lugar na fila de espera.

No Rio de Janeiro, Gabriell Neves, ex-subsecretário-executivo da Secretaria de Saúde, foi preso. De acordo com o MP-RJ, ele e outros quatro investigados formaram "uma organização criminosa estruturada para obter vantagens em contratos emergenciais" na compra de ventiladores pulmonares.

Segundo documentos, o estado firmou contratos com três empresas para obter, no total, mil unidades. Apenas 52 foram entregues até a última quinta (07).

Em Santa Catarina, Helton Zeferino foi exonerado após o The Intercept Brasil revelar a compra de 200 respiradores por R$ 33 milhões. Os equipamentos ainda não foram entregues, tendo o prazo já expirado.

Em Roraima, o pagamento antecipado de parte de um contrato de R$ 6,5 milhões para a compra de 30 respiradores provocou estranhamento e a queda do ex-secretário Francisco Monteiro. A polícia fez buscas na secretaria para apurar o caso.

Leia também: Atraso na notificação de mortes por Covid-19 causa falsa impressão de queda

No Amazonas, a contratação de uma loja de vinhos para a compra de 28 respiradores para pacientes graves da Covid-19 , revelada pelo Uol , virou alvo de investigação da Procuradoria-Geral da República. O alvo é o governador Wilson Lima (PSC).

Comentários para "Covid-19: Compra de respiradores gera prisões e queda de Secretários da Saúde":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório