×
ContextoExato
Responsive image

CPI contra a Lava Jato está pronta para ser instalada; veja os 176 deputados que apoiaram

CPI contra a Lava Jato está pronta para ser instalada; veja os 176 deputados que apoiaramFoto: O Antagonista

Lava Jato do Rio deflagra nova fase de operação que investiga propina nos transportes

O Antagonista - 30/07/2020 - 12:26:37

Como noticiamos ontem, as declarações de Augusto Aras contra a Lava Jato estimularam o PT e outros atores políticos a ressuscitarem uma CPI na Câmara para atacar a operação e seus integrantes.

O requerimento de criação da comissão já foi lido em plenário, após ter 176 assinaturas validadas — eram necessárias, no mínimo, 171 assinaturas. Agora, cabe a Rodrigo Maia decidir o momento de instalar a CPI, abrindo prazo para os partidos indicarem seus representantes.

A primeira tentativa de instalar uma CPI contra a Lava Jato surgiu em 2018, às vésperas das eleições. A ideia só não vingou porque O Antagonista revelou o plano da turma de usar a comissão como palanque para defender o então presidiário Lula. Diversos parlamentares retiraram o apoio à criação da CPI e Maia se viu obrigado a deixar o assunto morrer.

Leia também:

Vídeo: o Aras é um bom companheiro

Vídeo: Vem Pra Rua pede "Fora, Bolsonaro"

"Aras estava um pouco tenso"

Lava Jato do Rio deflagra nova fase de operação que investiga propina nos transportes

"Bolsonaro sempre pensou isso aí sobre a Lava Jato"

No ano passado, um novo requerimento de criação de CPI nesse sentido começou a circular nos corredores da Câmara. De autoria do deputado André Figueiredo, do PDT do Ceará, o pedido foi baseado nas mensagens de autoridades da Lava Jato roubadas por hackers.

A ementa diz exatamente o seguinte:

“Requer a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito destinada a investigar a violação dos princípios constitucionais e do Estado Democrático de Direito, em razão da suposta articulação entre os Membros da Procuradoria da República no Paraná e o então Juiz Sergio Moro da 13ª Vara Federal de Curitiba, tornada pública pelo site The Intercept no mês de junho do corrente ano.”

O requerimento acabou sendo protocolado em 12 de setembro, com 176 assinaturas confirmadas, após a conferência. Pelo regimento da Câmara, não é possível retirar assinaturas de pedidos de CPI após o requerimento ser protocolado.

Mesmo assim, diante da repercussão na época, 20 deputados pediram para serem retirados da lista, embora fosse tarde demais. Foram eles: Lucas Vergilio (Solidariedade/GO), Alexis Fonteyne (NOVO/SP), Sóstenes Cavalcante (DEM/RJ), Leandre (PV/PR), Eli Borges (Solidariedade-TO), Gonzaga Patriota (PSB-PE), Ronaldo Carletto (PP/BA), Marina Santos (Solidariedade/PI), Celina Leão (PP/DF), Lincoln Portela (PL/MG), Professor Alcides (PP/GO), Bosco Costa (PL/SE), Gelson Azevedo (PL/RJ), Dr. Luiz Antonio Teixeira Jr. (PP/RJ), Fernando Rodolfo (PL-PE), Claudio Cajado (PP-BA), Beto Rosado (PP/RN), Pinheirinho (PP-MG), André Abdon (PP/AP), Schiavinato (PP/PR).

Os idealizadores da CPI não têm dúvidas de que, se as assinaturas fossem colhidas hoje, conseguiriam o apoio de muito mais gente, a começar por bolsonaristas que passaram a tratar Sergio Moro, ex-juiz da Lava Jato, como inimigo.

Abaixo, a lista dos 176 deputados que assinaram o requerimento da CPI no ano passado. A CPI poderá ser instalada a qualquer momento.

Leia mais: O estrago do plano do PGR sobre a Lava Jato

Comentários para "CPI contra a Lava Jato está pronta para ser instalada; veja os 176 deputados que apoiaram":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório