×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 05 de dezembro de 2021

Dança coletiva e Laboratório de Crítica movimentam a semana no CCBB

Dança coletiva e Laboratório de Crítica movimentam a semana no CCBBFoto: Divulgação

Esta edição será uma experiência destinada a pensar as relações da arte com a história e com a memória

Assessoria De Imprensa Ccbb Educativo - 06/11/2019 - 14:47:52

Divino Sobral, artista, crítico de arte e curador independente, ministra Laboratório de Crítica dentro da programação do CCBB Educativo, nesta quinta 07/11. Esta edição será uma experiência destinada a pensar as relações da arte com a história e com a memória. A partir da análise direta de obras dos artistas brasileiros José Rufino, Dalton Paula, Paulo Bruscky e Talles Lopes, o convidado conduzirá uma investigação de diferentes procedimentos formais e nuances poéticas presentes em um ou mais artistas.

Já os pequenos e suas famílias serão convidados a criar, coletivamente, uma obra de arte feita a partir dos passos de dança que a música inspira nas pessoas, compondo uma linda melodia corporal.

O CCBB Educativo investe em ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, artistas, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte e da cultura e interessados.

As atrações dialogam com os arredores do CCBB, como a exposição “VAIVÉM’, em cartaz no CCBB DF até este domingo 10/11 e o Museu do Banco do Brasil. Destina-se a todos os públicos com ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, artistas, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte e da cultura e interessados.

Todas as atividades são gratuitas, mas para participar de algumas delas é necessária uma pré-inscrição.

Confira a programação:

Laboratório de Crítica, com Divino Sobral

07/11- das 17h às 21h

Processo de inscrição por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com

Sinopse desta edição: O laboratório será uma experiência destinada a pensar as relações da arte com a história e com a memória. A partir da análise direta de obras dos artistas brasileiros José Rufino, Dalton Paula, Paulo Bruscky e Talles Lopes, pretende a produção coletiva de textos críticos que investiguem diferentes procedimentos formais e nuances poéticas presentes em um ou mais artistas.

Sobre o convidado: Divino Sobral trabalha como artista, crítico de arte e curador independente. Entre 2011 e 2013 foi diretor do Museu de Arte Contemporânea de Goiás. Atualmente, é membro do Conselho Consultivo da Galeria do Centro Cultural UFG, em Goiânia. Entre seus reconhecimentos, o Prêmio Curadoria 24º Salão Anapolino de Arte (2017); Prêmio Curadoria 5º Prêmio Marcantonio Vilaça CNI SESI SENAI (2015) Prêmio Crítica de Arte Situações Brasília Prêmio de Artes Visuais do DF (2014).

Lugar de criação

09 e 10/11 – Desde Pequeno: Pé de valsa

O CCBB Educativo convida a todos para uma grande dança coletiva. Será que os movimentos são dança? Como se registra um corpo dançante? Quais cores tem a dança interior? A ideia é, coletivamente, criar uma obra de arte feita a partir dos passos de dança que a música inspira nas pessoas, compondo uma linda melodia corporal.

Visitas educativas agendadas

Ter, Qua, Qui, Sex

Duração: 1h30

Ter a sex: 9h30, 10h30, 14h, 14h30 e 15h30

Qua e qui: 9h30, 10h30, 14h, 14h30, 15h30 e 19h

E-mail para agendamento: agendamentodf@ccbbeducativo.com

No momento do agendamento é possível escolher entre opções de visitas com atelier, visita à exposição ou visita patrimonial. Às quintas, às 14h30 há um horário disponível para a visita em Libras, exclusivo para grupos agendados.

Visitas mediadas

Ter, de 12h às 13h | 17h às 18h | 18h às 19h

Qua a sex, de 12h às 13h | 18h às 19h

Sáb, de 12h às 13h | 18h às 19h

Domingos e feriados, de 12h às 13h | 18h às 19h

Até 20 pessoas. Não necessita agendamento.

O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita.

Visitas ao acervo do Museu do Banco do Brasil ou à exposição “VAIVÉM”, em cartaz até 10/11.

Visitas mediadas em libras

Ter, às 18h, sex às 19h e sáb às 17h

Até 20 pessoas. Não necessita agendamento.

O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita.

Visita realizada em Libras com tradução em português ao acervo do Museu do Banco do Brasil ou à exposição “VAIVÉM”, em cartaz até 10/11.

SOBRE AS ATIVIDADES

LUGAR DE CRIAÇÃO

Todos os fins de semana, o educativo desenvolve programações especiais visando a ocupação, a convivência, a criação e o diálogo com a arte, para as crianças e suas famílias. O Lugar de Criação é um projeto dedicado ao público infantil, com interesse na experimentação da arte e das linguagens contemporâneas. Nele, os educadores e, por vezes, artistas convidados, realizam atividades e intervenções que estimulem a socialização, a curiosidade, a descoberta, a reflexão, o fazer coletivo e a cultura do brincar. O Lugar de Criação possui quatro segmentos:

Como nasce uma obra de arte? Dedicado para os intercâmbios entre crianças e artistas, com foco na experimentação das práticas e linguagens artísticas contemporâneas.

Desde pequeno - Dedicado à primeira infância, integração e socialização das crianças e os seus responsáveis, têm como foco os primeiros contatos com as exposições e seus conteúdos.

Trocação de histórias - Dedicado à leitura, música e a narrativa, com foco nas questões ligadas às exposições e ao patrimônio imaterial, imaginários sociais e culturais, a partir da experiência no centro cultural.

Eu faço meu brinquedo - Oficinas que exploram aspectos da cultura maker e da criação, para pensar o brincar e o brinquedo como prática coletiva, com temas como consumo, sustentabilidade e reuso.

MÚLTIPLO ANCESTRAL

Plataforma de trocas entre o público, as mestras e mestres ligados a diferentes saberes e práticas culturais, articulando a memória, o afeto e o patrimônio.

TRANSVERSALIDADES

Curso para professores e educadores, que aborda temas transversais aos campos da educação e da arte, conectando as questões presentes nas exposições, às urgências e reflexões cotidianas. Tem entre seus temas as práticas artísticas e sociais, a memória, a produção de subjetividades, de territórios e de patrimônios. É ministrado por profissionais convidados de áreas diversas.

PROCESSOS COMPARTILHADOS

Curso aborda aspectos da concepção, montagem, expografia e reflete sobre as especificidades de uma exposição. Voltado para formação de artistas, educadores, críticos, curadores e demais profissionais do campo da arte e da produção cultural. Utilizará as montagens das exposições como potente espaço de formação profissional nos quais serão evidenciados questões como: iluminação, sinalização, peças gráficas, concepção e atividades educativas.

LABORATÓRIO DE CRÍTICA

Laboratório de crítica e reflexão sobre arte, incluindo a esfera do jornalismo cultural, memória e patrimônio a partir das exposições. Através desta plataforma, desejamos potencializar as exposições como espaços de formação e pesquisa para estudantes de arte, jornalismo, curadoria e história. É ministrado por profissionais convidados de áreas diversas.

SEMANA DO EDUCADOR

Com o objetivo de receber, logo no início da exposição, os professores, coordenadores pedagógicos e demais integrantes da comunidade escolar, o Programa Educativo realiza a Semana do Educador

COM A PALAVRA...

Visitas para o público espontâneo, realizadas por especialistas ou profissionais referências em temas diversos.

VISITAS EDUCATIVAS AGENDADAS

Os educadores realizam visitas agendadas, inclusivas, com grupos escolares e não escolares, visando criar um espaço de diálogos e trocas de experiências e saberes aliado às práticas artísticas, culturais e sociais, abordadas pelas exposições e demais programações do CCBB. As visitas são oferecidas nas manhãs, tardes e noites, para acolher os estudantes na sua diversidade de realidades e contextos educacionais.

No momento do agendamento é possível escolher entre opções de visitas com atelier, visita à exposição ou visita patrimonial. Às quintas, às 14h30 há um horário disponível para a visita em Libras, exclusivo para grupos agendados.

VISITAS MEDIADAS

Nesta visita os educadores se juntam ao público, para dialogar, compartilhar e trocar olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas, contextos e trajetórias dos artistas que participam do acervo do Museu do Banco do Brasil ou exposições em cartaz.

VISITAS MEDIADAS EM LIBRAS

Seguindo os mesmos princípios da visita mediada, a visita em Libras é realizada em Libras com tradução em português. Ela acolhe pessoas surdas e/ou com deficiência auditiva e ouvintes, numa experiência compartilhada com os educadores das exposições. São realizadas duas vezes por semana, com dias e horários pré-definidos por cada CCBB, sem necessidade de agendamento.

Comentários para "Dança coletiva e Laboratório de Crítica movimentam a semana no CCBB":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Avenida Paulista terá coral e desfile de carros antigos para celebrar 130 anos

Avenida Paulista terá coral e desfile de carros antigos para celebrar 130 anos

A Secretaria Municipal de Cultura também terá uma agenda de festejos.

Movimentos insistem para que o antigo DOI-Codi vire memorial

Movimentos insistem para que o antigo DOI-Codi vire memorial

O centro de tortura da ditadura mais famoso abriga uma delegacia policial

Lei confere a Lagoa Vermelha o título de Capital Nacional do Churrasco

Lei confere a Lagoa Vermelha o título de Capital Nacional do Churrasco

A cidade já era conhecida como a Capital Gaúcha do Churrasco

Museu Judaico de São Paulo abre no domingo, para exibir arte, história e pluralidade

Museu Judaico de São Paulo abre no domingo, para exibir arte, história e pluralidade

O MUJ fica anexo à sinagoga Bet-El, na Rua Avanhandava.

Como uma baiana e um jabuti fizeram história em ocupação de um dos prédios mais icônicos de SP

Como uma baiana e um jabuti fizeram história em ocupação de um dos prédios mais icônicos de SP

Inaugurado como prédio de luxo em 1947, o edifício Rizkallah Jorge foi abandonado na década de 1980 e posteriormente ocupado

Pinacoteca Contemporânea de SP deve ficar pronta em novembro de 2022

Pinacoteca Contemporânea de SP deve ficar pronta em novembro de 2022

Obras tiveram início nesta semana

Bisneta preserva casa centenária de imigrante italiano

Bisneta preserva casa centenária de imigrante italiano

Casa Amarela da Vila Romana.

Depois de um longo período de interrupção, Cinemateca Brasileira retoma as atividades

Depois de um longo período de interrupção, Cinemateca Brasileira retoma as atividades

Cinemateca Brasileira retoma as atividades

Barão de Itararé, o Almirante Negro e a história que se repete

Barão de Itararé, o Almirante Negro e a história que se repete

Barão de Itararé (ao centro) na companhia de Manuel Bandeira em 1966

Capital baiana regulamenta Estatuto da Igualdade Racial

Capital baiana regulamenta Estatuto da Igualdade Racial

Mais de 80% dos baianos se autodeclaram negros

O cinema Estação e o Mico Leão Dourado

O cinema Estação e o Mico Leão Dourado

Roteirista Daniel Fraiha comenta ameaça de despejo a cinema simbólico no Rio de Janeiro