×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de junho de 2022

Decisão de Marco Aurélio reacende disputa eleitoral e leva manifestantes à Praça dos Três Poderes

Decisão de Marco Aurélio reacende disputa eleitoral e leva manifestantes à Praça dos Três PoderesFoto:

Na avaliação da aposentada Vânia Diniz, o episódio é uma “palhaçada”. “É um desrespeito e um absurdo que isso seja decidido no último dia antes do recesso. É uma vergonha”, criticou.

Estadão Conteúdo/foto: Rafael Moraes Moura/estadão - 20/12/2018 - 06:56:42

Foto: Rafael Moraes Moura/Estadão

A decisão do ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância – e abrir caminho para a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – levou nesta quarta-feira (19) dezenas de manifestantes à Praça dos Três Poderes, em Brasília, reacendendo a disputa política que marcou a última campanha presidencial.

De um lado, simpatizantes do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), vestiram camisas em verde e amarelo, carregaram faixas e cartazes para protestar contra o Supremo Tribunal Federal e pediram o impeachment de Marco Aurélio Mello. “Ô Marco Aurélio, pode esperar, a sua hora vai chegar”, gritaram.

Em menor número, militantes do Partido dos Trabalhadores levaram faixas pedindo a liberdade de Lula, considerado “preso político” pelos simpatizantes do ex-presidente. “Cadê o Queiroz?”, respondiam os petistas às provocações do outro lado, em referência a Fabrício José Carlos de Queiroz, ex-motorista e ex-assessor do deputado estadual Flavio Bolsonaro (PSL). Conforme revelou o Estado, um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou que Queiroz movimentou mais de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária no período de 1 de janeiro de 2016 a 31 de janeiro de 2017.

Por volta das 18h, a Polícia Militar do Distrito Federal estimava um número de 150 manifestantes contrários à decisão de Marco Aurélio e à liberdade do ex-presidente Lula, enquanto outras 40 pessoas pediam a soltura do petista. Uma barreira de policiais dividiu a praça para evitar agressões entre os dois lados.

“DIABO”. A professora Demiane Cruz soube da decisão de Marco Aurélio pelo Twitter e, indignada, decidiu protestar na frente do STF. “Estou indignada, é inacreditável. Não temos paz nem antes do Natal, somos obrigados a ir à rua”, afirmou, carregando uma faixa escrita “O diabo veste toga”.

“Com essa canetada do ministro, os criminosos estão livres, leves e soltos. Defendo a vinda do cabo e do soldado para fecharem o STF”, completou Demiane.

Na avaliação da aposentada Vânia Diniz, o episódio é uma “palhaçada”. “É um desrespeito e um absurdo que isso seja decidido no último dia antes do recesso. É uma vergonha”, criticou.

Do outro lado, a servidora pública Cláudia Lima, elogiou a decisão do ministro Marco Aurélio. “Lula é um sequestrado político”, disse. O bombeiro Pedro Rodrigues concordou. “É uma decisão coerente, equilibrada. Defender o impeachment de ministro do Supremo é uma postura autoritária, fascista”, avaliou.

Comentários para "Decisão de Marco Aurélio reacende disputa eleitoral e leva manifestantes à Praça dos Três Poderes":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dia do Skate é comemorado na capital brasileira

Dia do Skate é comemorado na capital brasileira

Evento acontece neste sábado, 25, às 14 horas, na Praça do Povo, no Setor Comercial Sul, Distrito Federal

Plataforma facilita consulta a informações sobre o meio ambiente

Plataforma facilita consulta a informações sobre o meio ambiente

O Instituto Brasília Ambiental apresenta o Observatório da Natureza e Desempenho Ambiental ao MP do DF

DF tem 110 mil crianças ainda não vacinadas contra a Covid-19

DF tem 110 mil crianças ainda não vacinadas contra a Covid-19

Secretaria de Saúde amplia estratégias para aumentar a cobertura vacinal para todos os públicos

Justiça restaurativa e violência de gênero é tema de último seminário

Justiça restaurativa e violência de gênero é tema de último seminário

Foram realizados quatro encontros em que especialistas brasileiros e australianos discutiram violência doméstica e familiar contra as mulheres

‘Apesar de recém-criada, a UnDF já oferta vagas de educação superior’

‘Apesar de recém-criada, a UnDF já oferta vagas de educação superior’

Em entrevista a reitora pro tempore da UnDF destaca o trabalho que já é feito e os próximos passos na primeira universidade pública distrital

UnB abre 60 vagas para Licenciatura em Educação do Campo

UnB abre 60 vagas para Licenciatura em Educação do Campo

Inscrições serão de 29 de junho a 18 de julho; seleção será via nota do Enem

Contagem regressiva para a 69ª edição dos JUBs

Contagem regressiva para a 69ª edição dos JUBs

A 69ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros será realizada em Brasília, entre os dias 18 e 25 de setembro

DF recebe Circuito Meta do CineSolar, movido a energia solar e sessões gratuitas

DF recebe Circuito Meta do CineSolar, movido a energia solar e sessões gratuitas

Distrito Federal recebe Circuito Meta do CineSolar, cinema movido a energia solar, com três sessões gratuitas

Agências do trabalhador têm vagas com salários de até R$ 3 mil

Agências do trabalhador têm vagas com salários de até R$ 3 mil

Das quase 200 oportunidades disponíveis nesta sexta-feira (24), cinco são para cargos com a remuneração neste valor

Estudo mostra predomínio da violência psicológica em casos da VIJ-DF

Estudo mostra predomínio da violência psicológica em casos da VIJ-DF

Os dados foram coletados pela equipe interdisciplinar da SASR/VIJ e consolidados pelas supervisoras Niva Campos e Letícia Flores.

Feira do Livro homenageia programa de incentivo à leitura no DF

Feira do Livro homenageia programa de incentivo à leitura no DF

O programa Mala do Livro foi homenageado pela 36ª edição da Feira do Livro de Brasília