×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de outubro de 2021

Desperdício. Perda de água potável no Brasil em debate. Inscrição aberta

Desperdício. Perda de água potável no Brasil em debate. Inscrição abertaFoto: Wikipedia

Na comparação com outros países, o Brasil possui índices de desperdício mais elevados do que países menos desenvolvidos, como Bangladesh, Uganda e África do Sul, com perdas de 21,6%, 33,5% e 33,7%, respectivamente.

Por Marina Torres*- Correio Braziliense - 07/06/2019 - 09:22:58

A perda de água potável no país seria suficiente para abastecer 30% da população brasileira em um ano, de acordo com dados da Trata Brasil — organização da sociedade civil de interesse público. A segurança hídrica e o desperdício de água serão discutidos, no próximo dia 13, em um seminário realizado pelo Correio Braziliense.


O estudo da entidade, com dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) 2017, também mostrou que o desperdício na distribuição está em 38,3%, ou seja, mais de 7 mil piscinas olímpicas de água potável perdidas todos os dias e uma perda financeira acima dos R$ 11 bilhões.


Na comparação com outros países, o Brasil possui índices de desperdício mais elevados do que países menos desenvolvidos, como Bangladesh, Uganda e África do Sul, com perdas de 21,6%, 33,5% e 33,7%, respectivamente.


Para o presidente executivo da Trata Brasil, Édison Carlos, o resultado é preocupante. “O aumento das perdas mostra que há um problema de gestão e que os investimentos para a redução não são suficientes. Mais preocupante é pensar que, num momento de crise hídrica, não será suficiente pedir para que a população economize água se as empresas continuarem perdendo bilhões de litros por deficiências diversas.”

As unidades da Federação que lideraram o ranking do desperdício de água são Roraima, com 75%; Amazonas, com 69%; e Amapá, com 66%. O Distrito Federal aparece em 24° lugar, com 34%, abaixo da média nacional. As perdas reais/físicas analisadas pelo estudo incluem vazamento nas tubulações, limpeza, vazamentos estruturais, lavagem de filtros, descargas, vazamentos na rede e em ramais. O estudo também considera as perdas aparentes (tidas como comerciais), que são: ligações clandestinas, ligações sem hidrômetros, hidrômetros parados ou desregulados e ligações inativas reabertas.


Programação

8h — Credenciamento e welcome coffee
8h30 — Abertura com Álvaro Teixeira da Costa, presidente do Correio Braziliense; Paulo Salles, diretor-presidente da Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa); Christianne Dias, diretora-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA); e Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal
9h — Palestra de Abertura com Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto, ministro do Desenvolvimento Regional (MDR) — a confirmar
9h30 — Painel 1 — Crise hídrica: Experiências e legado
Mediador — Dilson Resende de Almeida, secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural do DF (Seagri) — a confirmar
Mesa — Jorge Werneck, diretor da Adasa; Carlos Augusto Lima Bezerra, presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb); Paulo Mossato, diretor de Serviço Metropolitano da Sabesp — a confirmar
10h30 — Debate
11h — Painel 2 — Segurança hídrica: perspectivas
Mediador — José Sarney Filho, secretário estadual de Meio Ambiente do DF
Mesa — Francisco José Coelho Teixeira, secretário de Recursos Hídricos do Ceará; Marília Carvalho de Melo, diretora-geral do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (IGAM/MG); Andréa Vulcanis, secretária do Meio Ambiente de Goiás (SEMAD) — a confirmar; Oscar Cordeiro Netto, diretor da ANA
12h10 — Debate
12h30 — Encerramento com Paulo Salles, diretor-presidente da Adasa

O evento acontecerá no Auditório do Correio Braziliense, em Brasília-DF.
As inscrições podem ser feitas pelo site https://www.correiobraziliense.com.br/segurancahidrica/

Comentários para "Desperdício. Perda de água potável no Brasil em debate. Inscrição aberta":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Desembargadores negam pedido para instalar CPI da Pandemia no DF

Desembargadores negam pedido para instalar CPI da Pandemia no DF

Deputados distritais fazem manifestação pela instalação da CPI da Pandemia no DF

Pesquisa revela que turistas preferem viajar de carro

Pesquisa revela que turistas preferem viajar de carro

Segundo Bruno Mantovani, empresário e dono de uma empresa de turismo receptivo, a preferência pelo interior se dá pelo motivo dos turistas buscarem experiências ligadas ao bem-estar e contato com a natureza.

Movimentos se reúnem em ato para defender permanência do projeto Jovem de Expressão

Movimentos se reúnem em ato para defender permanência do projeto Jovem de Expressão

Em defesa do espaço cultural, foi aprovada uma vigília cultural de 24 horas para a próxima sexta-feira (22)

Oficinas para revisão do PDOT têm participação popular limitada

Oficinas para revisão do PDOT têm participação popular limitada

São Sebastião e Sobradinho debatem neste sábado o Plano de Ordenamento Territorial

Lei que prevê a distribuição de absorventes higiênicos no DF está só no papel

Lei que prevê a distribuição de absorventes higiênicos no DF está só no papel

Dignidade menstrual é permitir que as meninas mais pobres também possam ter o mesmo acesso ao absorvente higiênico que as meninas da classe média e alta

Criança no carro? Cuidado redobrado!

Criança no carro? Cuidado redobrado!

Regras do Código de Trânsito Brasileiro, fiscalização e conscientização derrubam índice de letalidade no transporte de crianças com até 10 anos no DF

Vetada por Bolsonaro, distribuição de absorventes é adotada por 13 estados e DF

Vetada por Bolsonaro, distribuição de absorventes é adotada por 13 estados e DF

Ato simbólico de entrega no Centro Educa Mais Dorilene Silva Castro

Distrito da Fome: Inflação e pobreza ameaçam soberania alimentar de famílias brasilienses

Distrito da Fome: Inflação e pobreza ameaçam soberania alimentar de famílias brasilienses

Já são mais de 116 milhões de pessoas em situação insegurança alimentar.

MST lança loja online de alimentos agroecológicos e orgânicos no DF

MST lança loja online de alimentos agroecológicos e orgânicos no DF

Vendas online serão abertas oficialmente neste sábado, 16

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Documentação Urbanística amplia acesso ao público

Sistema oferece diversas informações aos usuários

GDF ameaça continuidade do projeto “Jovem de Expressão” na Ceilândia

GDF ameaça continuidade do projeto “Jovem de Expressão” na Ceilândia

Local utilizado pelo projeto tem 116 metros e é um antigo posto policial abandonado