×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de janeiro de 2022

Detran-DF aumenta oferta de serviços pela internet e agiliza atendimento

Detran-DF aumenta oferta de serviços pela internet e agiliza atendimentoFoto: AGÊNCIA BRASÍLIA

Os acessos ao site passaram de 4,5 mil para uma média de 49 mil ao mês . Agora são 15 tipos de serviços disponibilizados on-line

Gizella Rodrigues E Lúcio Flávio, Da Agência Brasília - 15/05/2020 - 19:24:45

Os postos de atendimento do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) estão fechados há quase dois meses em razão da pandemia decorrente das infecções pelo novo coronavírus. E os brasilienses, que já trabalham de casa e participam de reuniões com ajuda da internet, fazem compras em sites e matam a saudade da família por chamadas de vídeo, podem contar com a tecnologia também para acessar serviços que antes eram prestados apenas presencialmente pelo órgão.

Atualizar o endereço, pedir uma nova placa para o veículo, imprimir o documento do carro ou solicitar a conversão da placa para o modelo Mercosul podem ser feitos on-line, sem sair de casa. O Portal de Serviços do Detran-DF disponibiliza 15 serviços que podem ser feitos pela internet.

Para navegar pelo site, é preciso que o motorista crie um login, cadastrando CPF e data de nascimento. Alguns serviços, como o cadastro do endereço ou do veículo ou da habilitação, exigem que a biometria do cidadão esteja registrada no órgão, o que é feito junho de 2018 quando o motorista é habilitado pela primeira vez ou quando a carteira é renovada.

Filas enormes
O diretor-geral do Detran, Zélio Maia, conta que quando assumiu o cargo, no começo de março, antes da declaração de pandemia e do isolamento social, se deparou com as filas homéricas nos postos de atendimento e que levavam quatro, cinco horas para o atendimento.

“O cidadão ia até ao Detran para fazer qualquer tipo de requerimento. Percebi que, muitas daquelas solicitações, como a credencial de estacionamento para o idoso, a alteração de endereço ou a consulta de débitos, podiam ser feitas pela internet e até já estavam disponíveis, mas as pessoas não sabiam”, diz.

O atendimento ao público também era prejudicado pelas constantes quedas do sistema de informática. “Na primeira semana conseguimos estabilizá-lo, o que fez com que atendimento caísse de cinco horas para cinquenta minutos de espera, o que ainda não é o ideal, mas já foi uma conquista de imediato”, relata Maia.

Paralelamente, o órgão começou uma campanha para informar a população sobre o que poderia ser feito pelo site. Depois vieram os casos de Covid-19 e as medidas adotadas pelo GDF para conter o avanço do coronavírus. O atendimento ao público foi suspenso no dia 18 de março e os funcionários da área de informática do Detran conseguiram, então, ampliar a quantidade de serviços disponíveis pela internet, que eram apenas sete.”A pandemia nos trouxe a dúvida de como íamos prestar alguns serviços já que o distanciamento social impunha o fim do atendimento presencial”, afirma o diretor-geral.

Mais serviços, mais acessos
Veio, assim, a revolução digital no Detran. Os acessos ao site passaram de 4,5 mil por mês para uma média de 49 mil (dados de abril), 11 vezes mais. Desde primeiro de março até quarta-feira (13), o Portal de Serviços teve 188 mil acessos.

Arte: Édipo Torres/Agência Brasília

“Às vezes o cidadão ia ao Detran, chegava lá faltava uma multa para pagar. Então ele saia da fila, ia resolver o problema da multa, voltava e tinha que pegar uma outra senha. Ou seja, era retrabalho para o servidor e para o usuário. São idas e vindas que impactavam o atendimento”, afirma o diretor.

Agora, o trabalho do Detran é manter o avanço tecnológico conquistado, aumentar os serviços disponíveis pela internet e modernizar toda sua estrutura. Segundo Maia, o órgão tem um projeto de tecnologia dividido em três fases. A primeira delas era aumentar o acesso ao portal. Depois o objetivo era organizar a gestão do sistema de tecnologia, o que também já foi feito.

A próxima fase é fazer toda a renovação do parque tecnológico da entidade.”Estamos investindo pesado na tecnologia. O Detran tem um sistema de 1995. Temos softwares que não eram atualizados há sete anos. Então estamos usando um sistema de tecnologia atrasado e, mesmo um ou outro programa mais recente, de boa qualidade, não está interligado com os demais. Isso impactou num atraso como um todo”, reconhece.

Vistorias
Na última segunda-feira (11), o Detran publicou, no DODF, uma instrução normativa possibilitando a realização de vistorias fora das dependências da autarquia. Assim, o serviço é feito ainda nas concessionárias. É preciso que tenha pelo menos 24 veículos que precisem fazer a vistoria. Um vistoriador então é deslocado para a agência, sem a necessidade de pagamento de qualquer taxa.

“A vistoria em si em si, demora 15, 20 minutos. O que mais impactava negativamente no atendimento era o período pré-atendimento”, explica o diretor-geral do Detran. “Aproveitamos esse período de pandemia e direcionamos esse serviço para fora do Detran. Mas a nossa ideia é de que isso continue a ser feito, mesmo depois de voltarmos às nossas atividades”, conclui.

Comentários para "Detran-DF aumenta oferta de serviços pela internet e agiliza atendimento":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
UBS 1 da Asa Sul abre drive-thru noturno para vacinação de adultos

UBS 1 da Asa Sul abre drive-thru noturno para vacinação de adultos

A Unidade Básica de Saúde 1 da Asa Sul passa a oferecer, a partir desta segunda (24), vacinação para adultos em drive-thru, das 18h às 22h

Campanha de castração de cães e gatos abre 3,2 mil vagas gratuitas no DF

Campanha de castração de cães e gatos abre 3,2 mil vagas gratuitas no DF

DF abre 3,2 mil vagas na primeira etapa da Campanha de Castração de Cães e Gatos

Combate à dengue no DF ganha reforço para regiões onde há mais mosquitos

Combate à dengue no DF ganha reforço para regiões onde há mais mosquitos

Em reunião no Palácio do Buriti, a Subsecretaria de Vigilância em Saúde apresentou as notificações de 800 casos prováveis de dengue na primeira quinzena de janeiro na capital

Taxa de transmissão da Covid-19 alcança a máxima já registrada no Distrito Federal

Taxa de transmissão da Covid-19 alcança a máxima já registrada no Distrito Federal

Taxa de transmissão da covid-19 no DF alcança 2,61 e iguala a máxia já registrada desde o início da pandemia

Reservatórios cheios, mas atenção precisa ser redobrada!

Reservatórios cheios, mas atenção precisa ser redobrada!

Níveis do Descoberto e de Santa Maria são ideais, mas especialistas apelam pelo uso consciente de água, visando o período de estiagem

Roubo de tampas de bocas de lobo causa prejuízo ao DF de quase R$ 400 mil

Roubo de tampas de bocas de lobo causa prejuízo ao DF de quase R$ 400 mil

É preciso denunciar esse tipo de crime e quem vir um bueiro sem tampa deve entrar em contato com a administração de sua RA ou com a Novacap, pelo 162

Sintomas parecidos, doenças diferentes e a busca do diagnóstico

Sintomas parecidos, doenças diferentes e a busca do diagnóstico

Atualmente, a vacina contra a influenza está disponível para grupos prioritários de pessoas com idades acima de 60 anos, privadas de liberdade e imunodepressivos, além de pessoas com comorbidades |

Como precaução, Detran-DF adia passeio ciclístico

Como precaução, Detran-DF adia passeio ciclístico

O evento seria realizado no próximo domingo ( 23), em Samambaia

Biblioteca Pública de Brasília reabre reformada

Biblioteca Pública de Brasília reabre reformada

Localizado nas entrequadras 312/313, o espaço de 313 metros quadrados nasceu da mobilização popular

Distrito Federal começa a vacinar crianças de 6 e 7 anos contra a Covid-19

Distrito Federal começa a vacinar crianças de 6 e 7 anos contra a Covid-19

Público receberá a primeira dose da vacina CoronaVac; vacinação também abrange crianças a partir dos 8 anos, adolescentes e adultos

Eletricitários realizam ato em Brasília contra a privatização da Eletrobras

Eletricitários realizam ato em Brasília contra a privatização da Eletrobras

A empresa, que é responsável por 30% da geração e 50% da transmissão de energia elétrica no país, foi incluída no PND em 2017, ainda no governo de Michel Temer.