×
ContextoExato
Responsive image

Dez lugares para esquiar no Chile e se divertir

Dez lugares para esquiar no Chile e se divertirFoto: Divulgação

Com a alta da temporada entre julho e agosto, há uma lista de opções de bons locais para esquiar perto de Santiago e também ao sul do país; veja detalhes

Por Ig Turismo - 08/05/2019 - 06:59:27

Valle Nevado é um dos lugares para esquiar no Chile bem próximos à capital Santiago.

O inverno está logo aí e com ele chega a temporada de esqui no Chile. Programar uma viagem para lá é uma boa ideia tanto para quem quer começar a se aventurar na neve quanto para os mais experientes, já que os lugares para esquiar no Chile reúnem pistas para todos os gostos.

Leia também: O que fazer em Santiago em 3 dias? Veja roteiro com as principais atrações

E quando se fala em lugares para esquiar no Chile , um dos pontos mais conhecidos é o Valle Nevado , bem perto da capital Santiago. Mas o país conta com diversas opções mais ao sul, como indica a Sernatur, o Serviço Nacional de Turismo chileno.

Já que a alta temporada para esquiar e curtir a neve no país da América do Sul vai de julho a agosto - e dá para economizar e aproveitar a neve indo um pouco antes ou um pouco depois disso -, ainda dá tempo de programar uma viagem para lá.

Saiba mais sobre os principais centros de esqui do Chile e divirta-se!

1. Valle Nevado

Hotel no Valle NevadoDivulgação

Vista do hotel Tres Puntas, que faz parte do resort do Valle Nevado

Não tem aeroporto em Valle Nevado, que está localizado a 90 minutos do Aeroporto Internacional de Santiago. Por isso, para chegar até lá é preciso comprar uma passagem para a capital do Chile e depois pegar um transfer e encarar as muitas curvas montanha acima. O resort de esqui fica a mais de 3 mil metros de altitude, na Cordilheira dos Andes. Os melhores preços de passagens aéreas podem ser encontrados no site da MaxMilhas.

O Valle Nevado conta com três hotéis, restaurantes, bares, spa e, claro, pistas de esqui. A escola de esqui e snowboard do complexo oferece aulas para os iniciantes - crianças a partir de 4 anos podem participar - e aluguel de equipamentos. Entre as novidades para a temporada estão caminhadas com raquetes de neve e aulas de randonnée, espécie de marcha na neve.

Uma vantagem é que o turista que ficar hospedado em Santiago pode seguir para o Valle Nevado e passar apenas um dia esquiando por lá, já que o local é bem próximo da capital - o que pode tornar a viagem mais econômica do que se hospedar no resort além de ser uma forma de conhecer também a capital do país na mesma viagem.

Informações sobre preços, aluguel de equipamentos e promoções estão no site do local: http://www.vallenevado.com/pt/ . Há uma série de promoções para a pré-temporada, a partir de junho, e para o final da alta da neve, em setembro.

2. Estação de Esqui Portillo

Centro de esqui PortilloDivulgação/Liam Doran

Uma das descidas em Portillo

Ainda próximo de Santiago, outra opção é a estação de Esqui Portillo. Segundo informações do local, ele fica a duas da capital chilena, diante da Laguna del Inca, e também conta com toda a infraestrutura de hospedagem e lazer de um resort.

Falando sobre as atividades na neve, são 35 pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders e 14 meios de elevação.

O resort também é conhecido pela gastronomia, com o chef Rafael Figueroa e seus assistentes, além de uma carta de vinhos chilenos premiados.

O local conta com escola de esqui, aluguel de equipamentos e opções para quem quer passar apenas um dia por lá aproveitando as pistas, sem se hospedar no complexo. Também é possível fechar um pacote no local e incluir uma noite em Santiago.

Assim como acontece no Valle Nevado, há diversas promoções para o começo e o finalzinho da temporada, de 21 de setembro a 5 de outubro.

Leia também: 5 destinos na América do Sul para o turista que quer economizar e fugir do dólar

3. Nevados de Chillán

Hotel em Nevados de ChillánDivulgação

Chillán conta com pistas de esqui e também várias piscinas de águas bem quentinhas no meio da neve

Para quem busca, sim, esquiar, mas quer algo a mais, uma sugestão é encarar uma viagem um pouco mais longa, partir para o Sul do Chile, e conhecer Chillán, próximo ao vulcão que leva o mesmo nome. O local tem pistas de esqui e esportes de neve, mas também outras atrações em meio a natureza.

Para quem quiser dar um tempo na neve, o destaque fica com o porque de águas com piscinas termais vulcânicas. E se a ideia é ficar ainda mais perto da natureza, é possível fazer caminhadas e passeios de bicicleta - no verão, inclusive, as pistas de neve se transformam em um bike parking.

Falando em pistas, o local conta com opções também para todos os níveis, mas com um destaque: é lá que fica pista mais longa da América do Sul, as "Três Marias", com 13 km de extensão. Ela é uma pista considerada intermediária.

São três hotéis no complexo e ainda há escola com aulas de esqui e snowboard e aluguel de equipamentos.

Para chegar até Chillán, você pode pegar um voo até Santiago e, da capital, ir até o centro de esqui de trem - em uma viagem de cerca de 4 horas - ou pegar um outro voo até Concepcion e, de lá, partir de transfer até Chillán.

A temporada em Nevados de Chillán começa em 28 de junho e vai até setembro, dependo da condição da neve. Para os melhores preços, vale tentar viajar para lá no começo ou no final da temporada. Os tempos de alta são julho e agosto, com dias mais frios - 10 graus negativos em um dia que esteja nevando, e pistas perfeitas.

4. Corralco

Centro de esqui Corralco, no ChileDivulgação

Corralco conta com neve de alta qualidade e é procurado por esquiadores mais experientes

O centro de esqui de Corralco fica na Reserva Nacional Malalcahuello e é procurado por esquiadores mais experientes pela qualidade da neve. O local conta com 26 pista e fica a mais de 1.000 metros de altura. Já as famílias com crianças podem aproveitar o jardim de neve, com creche e mini-escola.

Para completar o passeio, Corralco conta com a com uma bela vista do vulcão Lonquimay.

Trata-se de mais um centro de esqui ao Sul do Chile, a 700 km de Santiago. A cidade mais perto de Corralco, segundo informações do site oficial do local, é Temuco, a 120 km. Há, por exemplo, pacotes de quatro (de sábado a quarta-feira) e sete noites (de sábado a sábado) no local.

5. Los Arenales

EsquiShutterstock

Centro Los Arenales é mais um dos lugares para esquiar no Chile

Outro centro de esqui perto do vulcão Lonquimay é Los Arenales. O local, segundo o Serviço Nacional de Turismo do Chile, uma alternativa menos concorrida para a prática de esportes de inverno, além de ser um ótimo lugar para conhecer a cultura mapuche, já que diversas famílias nativas vivem na região.

O centro é um pouco menor que os outros, com 500 hectares esquiáveis ( Corralco conta com 1.000 hectares) e seis faixas divididas por níveis de dificuldade.

Outra atração do local, que está no meio da floresta araucária chilena, é a fauna bem rica. Quem esquiar por lá ainda pode encontrar, no entorno do centro, animais como raposas, coelhos, lebres e condores.

6. Las Araucarias

Centro de esqui no ChileDivulgação

Vista do centro de esqui Las Araucarias

Agora seguimos para o sopé do Vulcão Llaima, a nordeste da cidade de Temuco. Lá está o centro Las Araucarias, localizado no coração do Parque Nacional Conguillío

As antigas araucárias e as lagoas das cordilheiras dão um colorido especial a esse centro de esqui, mais um ao Sul do país.

As atividades por lá incluem esqui e snowboard, além de randonnée, uma espécie de caminhada pela neve com raquetes nos pés.

Assim como os outros lugares para esquiar no Chile, conta com opção completa de hospedagem, com quartos confortáveis, cafeterias e restaurantes.

7. Centro de Esquí Antuco

Centro de esqui AntucoDivulgação

Antuco é um dos lugares para esquiar no Chile indicado para quem está começando ou quer fugir da muvuca

Esse é mais um dos lugares para esquiar no Chile com vistas para vulcões. Antuco fica no Parque Nacional Laguna del Laja, no sopé do vulcão que leva o mesmo nome e a 89 km da Los Angeles chilena.

Também faz parte dos menos agitados da lista, tornado-se assim uma opção para quem quer aprender a esquiar longe da multidão.

De acordo com a Sernatur, o local conta com escola de esqui, três teleféricos, aluguel de equipamentos, cafeteria e a sede do Los Angeles Ski Club, com acomodações e restaurante abertos o ano todo.

8. Antillanca

AntillancaDivulgação

Antillanca conta com pistas abertas na temporada de inverno e atrações também no verão

Quem procura aventura e gosta de adrenalina vai se divertir em Antillanca, um dos mais importantes centros de esqui do sul do Chile, localizado no meio do Parque Nacional Puyehue e nas encostas do vulcão Casablanca.

Por lá é possível praticar os tradicionais esportes de inverno nas pistas de neve e também fazer, por exemplo, descidas extremas na encosta da montanha, em uma área conhecida como uma das mais radicais para praticar snowboard no país.

Outra vantagem é que o local, assim como Nevados de Chillán, conta com programação também nos meses de verão. Por lá há caminhadas, corridas de montanha para adultos e crianças, escaladas e passeios por grutas vulcânicas.

9. Centro de Esquí Pucón

PucónDivulgação

Pucón é conhecido pelas pistas para snowboard

Ainda ao Sul do Chile, esse é o local perfeito para quem quer fazer snowboard graças aos seus "half-pipes" e canyons naturais, além de ser um dos centros de esqui mais modernos da região.

As pistas são de ótima infraestrutura e já foram palcos de competições de esportes de inverno de nível internacional.

Leia também: Conheça Pucón, cidade com cachoeiras, águas termais e vulcões

10. Cerro Mirador

Cerro MiradorDivulgação

Uma das pistas do Cerro Mirador, que fecha a lista de lugares para esquiar no Chile

Se a sua viagem será em família, a dica é conhecer esse centro de esqui na Reserva Nacional Magalhães e com vista para a cidade de Punta Arenas e para o mar. Por lá há trilhas para comtemplar a flora e toda a vegetação da floresta de Magalhães.

Voltando ao tema lugares para esquiar no Chile, saiba que o destino possui 11 pistas com neve de excelente qualidade. O ponto mais alto está a 600 metros de altura, o que torna o centro de esqui um excelente mirante do Estreito de Magalhães e da Terra do Fogo. Para chegar à esse centro há transporte de Punta Arenas.

Se você ficou interessado em viajar para alguns desses destinos, corre no site da MaxMilhas para garantir a passagem aérea pelo melhor preço.

Link deste artigo: https://turismo.ig.com.br/destinos-internacionais/2019-05-06/valle-nevado-e-mais-10-lugares-para-esquiar-no-chile-e-se-divertir.html

Fonte: Turismo - iG @ https://turismo.ig.com.br/destinos-internacionais/2019-05-06/valle-nevado-e-mais-10-lugares-para-esquiar-no-chile-e-se-divertir.html

Comentários para "Dez lugares para esquiar no Chile e se divertir":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
...