×
ContextoExato
Responsive image

Distritais em Brasília gastam quase R$ 60 mil com verba indenizatória em janeiro

Distritais em Brasília gastam quase R$ 60 mil com verba indenizatória em janeiroFoto: Divulgação

Dos 11 que lançaram mão de verba, o deputado Robério Negreiros (PSD) foi o que mais gastou: R$ 9.422,82. Deste total, a maior parte foi para locações e manutenções de veículos (R$ 4 mil) e de imóvel (R$ 3,4 mil).

Por Lilian Tahan - Metrópoles - 14/03/2019 - 09:35:37

A Câmara Legislativa divulgou o primeiro demonstrativo de gastoscom verba indenizatória deste ano. Dos 24 distritais, 13 não gastaram nenhum centavo em janeiro, quando os parlamentares ainda não têm atividades em plenário. Em contrapartida, os demais usaram cerca de R$ 60 mil.

Dos 11 que lançaram mão de verba, o deputado Robério Negreiros (PSD) foi o que mais gastou: R$ 9.422,82. Deste total, a maior parte foi para locações e manutenções de veículos (R$ 4 mil) e de imóvel (R$ 3,4 mil).

Mais sobre o tema

Em segundo lugar vem Rafael Prudente (MDB), presidente da Casa, que utilizou R$ 6,7 mil. A maior fatia– de R$ 4,8 mil – épara locação e manutenção de veículos, e R$ 1,5 mil foi destinado à divulgação de atividade parlamentar.

Daniel Donizet (PSL) utilizou R$ 6.553,08, dos quais R$ 2.253,08 com combustível. Já Chico Vigilante (PT) fez uso deR$ 5.741,72, sendo R$ 5.396,14 com locação e manutenção de imóvel.

Entre os parlamentares novatos que não gastaram nada estão Julia Lucy (Novo), Fabio Félix (PSol),Eduardo Pedrosa (PTC) e Leandro Grass (Rede). Os dois últimos abriram mão de receber o benefício quando assumiram o mandato, em 1º de janeiro.

Cada distrital tem direito a R$ 15.193,35 por mês para ressarcimento de gastos do gabinete, como locação de imóveis e de veículos, material de expediente, combustível e contratação de consultoria. Até 2018, esse valor ultrapassava os R$ 25 mil, mas a pressão social fez com que os distritais reduzissema verba em 40%.

Recentemente, a Organização Social de Brasília (OSB) colheu 20 mil assinaturas para apresentarum projeto de iniciativa popular que, entre outros pontos, previa a extinção do penduricalho. Contudo, a atual Mesa Diretora da Câmara Legislativa decidiu arquivar a proposta.

A justificativa do presidente Rafael Prudente foi a de que a Casa não reconhece adesões de apoiadores feitas de forma eletrônica, pela internet.

Comentários para "Distritais em Brasília gastam quase R$ 60 mil com verba indenizatória em janeiro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório