×
ContextoExato

Em Brasília. Projeto Maria da Penha Vai à Escola inicia atividades a todo vapor

Em Brasília. Projeto Maria da Penha Vai à Escola inicia atividades a todo vaporFoto: Tjdft

O Núcleo Judiciário da Mulher, do TJDFT, acredita que é com educação que mudaremos esse triste quadro de violência doméstica. Por isso, investe na mudança de comportamento, no acolhimento e na disseminação do conhecimento.

Tjdft - 03/03/2019 - 11:29:02

O Núcleo Judiciário da Mulher (NJM) do TJDFT iniciou nesta semana as atividades do Projeto Maria da Penha Vai à Escola - MPVE, relativas ao ano de 2019, com uma série de ações. Entre elas a realização de oficina com orientadores educacionais da Coordenação Regional de Ensino do Gama, sobre prevenção e enfrentamento à violência sexual, e a formação com profissionais da Escola Classe 410 Sul.

O Projeto Maria da Penha Vai à Escola - MPVE é uma ação que integra o eixo comunitário do NJM e tem como objetivo “educar para prevenir e coibir a violência contra a mulher”. Para promover e divulgar a Lei Maria da Penha nas escolas públicas do Distrito Federal, o projeto conta com a parceria do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Secretaria de Educação do DF, Secretaria de Segurança Pública, Secretaria do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude, Polícia Civil do Distrito Federal, Polícia Militar do Distrito Federal, Defensoria Pública do Distrito Federal, OAB/DF, UnB, UniCeub.

As atividades desenvolvidas abrangem desde estudo de casos e apresentação de atores da rede de proteção, até a divulgação da Lei Maria da Penha, formas de encaminhamento das situações identificadas na escola, possibilidades de propostas pedagógicas, entre outras. A intenção é discutir com os profissionais de educação e com a rede aspectos importantes de prevenção, investigação e responsabilização nas situações de violência sexual contra crianças e adolescentes, enfatizando o papel de cada ator e os procedimentos a serem adotados, à luz da Lei 13.431/2018.

O Núcleo Judiciário da Mulher, do TJDFT, acredita que é com educação que mudaremos esse triste quadro de violência doméstica. Por isso, investe na mudança de comportamento, no acolhimento e na disseminação do conhecimento.

O repertório de atividades realizadas pelo NJM e que podem ser demandadas pelas escolas está disponível na página do MPVE, no site do TJDFT. Saiba como solicitar:

1. Encaminhe um e-mail para njm.df@tjdft.jus.br especificando o motivo da demanda, o tema, a atividade de interesse, o público alvo, sugestão de datas e horário (quando o caso) e as informações de contato.

2. A equipe do NJM, junto com os parceiros do projeto, analisará a demanda e as possibilidades de atendimento, fazendo contato com a escola para iniciar o planejamento das atividades. Esse contato poderá ensejar uma reunião para levantar as demandas da escola e a melhor forma de abordá-las, a fim de se alcançar os resultados esperados.

Leia também:

19/02/2019 - Inscrições abertas para mais uma edição do curso “Maria da Penha vai à Escola”

Comentários para "Em Brasília. Projeto Maria da Penha Vai à Escola inicia atividades a todo vapor":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório