×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de outubro de 2021

Enfermeira leva alimentos para criança desnutrida cuja foto chamou atenção para a fome na Venezuela

Enfermeira leva alimentos para criança desnutrida cuja foto chamou atenção para a fome na VenezuelaFoto: Estadão conteúdo

Fabiola Molero rumou para a Ilha de Toas para ajudar Anailin Nava, que tem 2 anos de idade e metade do peso que deveria ter; imagem da menina circulou recentemente pela internet e acendeu um alerta para o colapso econômico no país

Estadão Conteúdo - 21/05/2019 - 16:08:41

Quando a foto de uma menina venezuelana começou a circular na internet na semana passada, a reação foi quase instantânea. Ela tem 2 anos de idade, mas a desnutrição e algumas doenças não tratadas reduziram drasticamente o corpo dela.

Anailin Nava

O caso da severa desnutrição de Anailin é agravado por uma doença neurológica genética, que desencadeia convulsões e problemas musculares e acarreta dificuldades de digestão Foto: Meridith Kohut / The New York Times

Anailin Nava passa os dias deitada na casa dilapidada da família. Quando a foto dela foi visualizada em uma reportagem do New York Times sobre o colapso econômico na Venezuela , muitos leitores tiveram o mesmo impulso: ajudar o país da menina a sair de uma crise humanitária pode ser difícil, mas com certeza há algo que possa ser feito por essa criança.

No domingo, 19, a ajuda começou a chegar. A escassez de gasolina prejudicou grande parte da Venezuela, mas Fabiola Molero, de 43 anos, uma enfermeira que integra a organização Caritas , ligada à Igreja Católica, preparou uma mala com uma balança e suplementos nutricionais para 15 dias, leite e alimentos, e rumou da cidade de Maracaibo para a Ilha de Toas, onde Anailin mora.

Fabiola trabalha há 20 anos como enfermeira em hospitais públicos, mas há três anos ela deixou o emprego e se tornou voluntária no Caritas para tentar ajudar a combater a fome que tem devastado a Venezuela.

“Eu trabalhava em um hospital e saí porque não podia suportar o fato de que as crianças estavam morrendo nos meus braços por falta de comida”, contou ela. Quando Fabiola partiu no domingo, o objetivo dela era ajudar Anailin e avaliar a condição de outras crianças da mesma comunidade.

O Estado de Zulia, do qual Toas faz parte, tem sido particularmente atingido pelo colapso econômico do país. A ilha ficou praticamente isolada do continente depois que os barcos que serviam como transporte público quebraram em razão da falta de peças de reposição.

Sacolas de alimentos subsidiados pelo governo chegam a cada cinco meses, mas são consumidos pelas famílias em menos de uma semana, de acordo com a mãe de Anailin, Maibeli Nava, e os vizinhos.

Fabiola disse que o caso de Anailin é um dos piores que ela já viu. A família normalmente não consegue arcar com mais de uma refeição para ela por dia - algumas vezes a menina conta apenas com arroz e fubá para comer.

O caso da severa desnutrição de Anailin é agravado por uma doença neurológica genética, que desencadeia convulsões e problemas musculares e acarreta dificuldades de digestão, afirmou a enfermeira.

Dificuldades diante da desnutrição

Anailin, que pesa metade do que deveria, está muito fraca para viajar, segundo Fabiola. Mas ela pode receber tratamento em casa até que esteja forte o suficiente para ser levada a um neurologista.

Crise se agrava e crianças morrem de fome na Venezuela

“Minha filha tinha piorado e estava em uma situação muito grave”, disse Maibeli. “Pensei que ela iria morrer. Ela nem sequer me estendia a mão quando eu tentava brincar com ela.” A chegada da enfermeira e dos alimentos teve um efeito imediato. “Agora ela está mais bem disposta”, contou a mãe.

Fabiola contou que sua chegada fez com que os vizinhos, entre eles mães e idosos da região, se aglomerassem em frente à casa de Maibeli, em uma das aldeias de pesca de Toas. “Eles queriam pedir ajuda”, explicou a mãe de Anailin. A crise econômica deixou a ilha sem suprimentos médicos, mesmo contando com dois hospitais e três clínicas públicas de primeiros socorros.

Toas costumava ser um destino turístico, mas a deterioração da economia e da infraestrutura do país o transformou em uma região marcada pelos frequentes e prolongados apagões nos serviços de eletricidade e celular. “Estou preocupada porque há muitas mulheres grávidas e o hospital não está funcionando”, disse Fabiola.

Dentre as 26 crianças avaliadas pela enfermeira, 10 estão desnutridas. Quase todas elas têm bolhas e abscessos na pele causados pela qualidade precária da água. A usina de dessalinização da ilha está fora de operação há anos. “A condição de nossas crianças piora a cada dia”, relatou Fabiola.

Outros voluntários que atuam com ela planejam uma visita médica à ilha para levar suplementos nutricionais e avaliar outras 40 crianças. A enfermeira afirmou que a escassez de produtos diários, os quais costumavam chegar do continente, realmente prejudica os menores. Sem leite, as famílias mais vulneráveis estão recorrendo ao pó de banana para fazer comida para bebês.

A falta de gasolina torna ainda mais difícil a entrega de ajuda. “Estamos trabalhando com a força de nossas unhas aqui porque mal temos recursos”, lamentou a enfermeira. / NYT

Comentários para "Enfermeira leva alimentos para criança desnutrida cuja foto chamou atenção para a fome na Venezuela":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Congressistas americanos pedem recuo na relação com Brasil

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, proporção de população pobre chinesa passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial

China emite selos comemorativos da COP15

China emite selos comemorativos da COP15

Foto tirada em 11 de outubro de 2021 mostra os detalhes de um selo comemorativo para a 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15) realizada em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

O tribunal não tem obrigação de julgar todos os casos apresentados.

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

As Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais paraísos fiscais do mundo, possuem apenas 152km² e 400 mil empresas registradas, recebendo cerca de US$ 60 bilhões anualmente

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Estão em andamento mais 400 pedidos de vistos

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Cerca de 3.000 pedófilos atuaram na Igreja Católica da França desde 1950, conforme um relatório da Comissão Independente Francesa sobre Abuso Sexual na Igreja.

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Autoridades tributárias de Austrália, México, Espanha e Panamá fizeram comunicados públicos afirmando que estão acompanhando as denúncias reportadas e garantindo que investigarão possíveis crimes e indivíduos mencionados nos Pandora Papers.

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

O financiamento do NDB ao BNDES terá prazo total de 11 anos e seis meses. O banco brasileiro poderá usar os recursos para emprestar ao longo de quatro anos.

Projetos arquitetônicos são atração da Expo 2020, em Dubai

Projetos arquitetônicos são atração da Expo 2020, em Dubai

Quem visita faz uma viagem pela arquitetura internacional

Destaques desta sexta-feira pelo mundo, 1º de outubro

Destaques desta sexta-feira pelo mundo, 1º de outubro

Mudança em sistema de Saúde gera variações acentuadas no número de casos de Covid-19