×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de janeiro de 2022

Entidades realizam ato contra tentativa de censura em escola do DF

Entidades realizam ato contra tentativa de censura em escola do DFFoto: Sinpro-DF

Em nota, corpo docente diz que repudia “toda e qualquer forma de perseguição, cerceamento e censura ao livre trabalho docente dessa Unidade de Ensino”.

Roberta Quintino - Brasil De Fato | Brasília (df) - 05/12/2021 - 08:55:10

Manifestação aconteceu no CED 01 da Estrutural com apoio de movimentos populares e parlamentares.

Cerca de 400 pessoas estiveram na quinta-feira (2) no Centro Educacional nº 01, da Estrutural, para protestarem contra a tentativa de censura em trabalho escolar que tratava do Dia da Consciência Negra e exibia material que criticava a violência policial direcionada à população negra.

A ação, que contou com a participação de parlamentares, lideranças comunitárias, do movimento negro, da pastoral da criança e do adolescente, além de organizações estudantis e sindicais, também tinha como objetivo apoiar à vice-diretora da escola, Luciana Pain, e a comunidade escolar que teve a unidade invadida no dia 24 de novembro pelo deputado bolsonarista Heitor Freire (PSL-CE) que “proferiu ameaças e falsas acusações” contra a gestora.

Representantes do Sindicato dos Professores do DF (Sinpro-DF) estiveram no ato e, em nota, a instituição frisou que, juntos às demais organizações “repudiou a censura e o racismo, além de questionar a militarização” da escola. O CED 01 da Estrutural é uma das escolas públicas sob intervenção militar na cidade.

O Sinpro-DF informou que solicitou ao Ministério Público Federal (MPF) que averigue “a atitude autoritária e abusiva do deputado Heitor Freire (PSL-CE), da base de apoio de Jair Bolsonaro, contra a vice-diretora”.

Nas redes sociais, o corpo docente do colégio publicou que repudia “toda e qualquer forma de perseguição, cerceamento e censura ao livre trabalho docente dessa Unidade de Ensino”. Mencionou ainda que o deputado do PSL disse “em alto e bom tom, que iria judicializar o acontecido, exigindo a exoneração imediata da vice-diretora”.

Entre o material exibido no mural da escola pelos alunos constava a reprodução de charges e tirinhas que evidenciavam a violação de direitos contra a população negra. Trabalhos do chargista e ativista Carlos Latuff estampavam a coleção de cartazes que registrava ainda a luta contra o racismo e a intolerância.

:: Chargista visita escola militarizada que sofreu censura em mural sobre racismo ::

Em solidariedade à diretora Luciana Pain, professoras e alunas, o chargista visitou a escola no dia 30 passado. Em vídeo, Latuff disse que o país é racista e que o “Estado mata, sim, preto e pobre”. Nesse sentido, disse ser fundamental debater as questões de violência no Brasil e parabenizou a diretora pela coragem de abordar o tema.

Censura constante

Em 2019, o Sinpro-DF denunciou que no início do ano letivo, a primeira atitude da Polícia Militar (PM) no Centro Educacional nº 01, da Estrutural, que já se encontrava sob intervenção militar, foi apagar o grafite de Nelson Mandela e uma frase do ex-presidente da África do Sul, considerado, mundialmente, o ícone da luta em defesa da igualdade e contra o apartheid racial.

Na época, o sindicato emitiu uma nota na qual ressaltava que em um movimento oposto ao de Mandela, o Governo do Distrito Federal (GDF), com a Polícia Militar, “busca a eliminar qualquer lembrança dos métodos democráticos da construção da cidadania nas escolas da periferia de Brasília”.

“É que, para esse projeto excludente dar certo, é preciso transformar os(as) jovens cidadãos(ãs) da classe trabalhadora em indivíduos autômatos, robotizados e alienados de conhecimento filosófico, sociológico, histórico, entre outros. É importante mantê-los adestrados, ignorantes de seus direitos sobre o planeta. Daí a urgência em apagar dos muros da escola os registros da identidade de uma liderança com a qual a juventude carente e excluída se identifica e procura, na escola e no aporte de conhecimento novo, tornar-se cidadã”, destaca a nota da entidade sindical.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Flávia Quirino

Comentários para "Entidades realizam ato contra tentativa de censura em escola do DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Fiocruz investiga hesitação de pais em vacinar crianças contra a Covid-19

Fiocruz investiga hesitação de pais em vacinar crianças contra a Covid-19

Estudo teve participação de 15.297 pais, mães e responsáveis

Farmácias no DF farão teste gratuito de Covid-19

Farmácias no DF farão teste gratuito de Covid-19

Cerca de 800 mil testes gratuitos para a covid-19 serão serão distribuídos para 23 farmácias do DF

Audiência discutirá novas regras para o parcelamento do solo do DF

Audiência discutirá novas regras para o parcelamento do solo do DF

População poderá participar do encontro, a ser realizado em 16 de fevereiro nos formatos presencial e virtual

Procura por vacina infantil contra a Covid-19 no DF é grande no primeiro dia

Procura por vacina infantil contra a Covid-19 no DF é grande no primeiro dia

Imunizante foi disponibilizado em 11 postos de saúde

Domingo de vacinação infantil contra a Covid-19

Domingo de vacinação infantil contra a Covid-19

Paco agradeceu aos profissionais da saúde que, de acordo com ele, estão empenhados, desde o início da pandemia, em atender a população.

Sete dúvidas sobre a vacinação infantil que você precisa tirar agora

Sete dúvidas sobre a vacinação infantil que você precisa tirar agora

Vacina contra covid já começa a ser aplicada em crianças de 5 a 11 anos em diversos estados brasileiros

DF começa hoje vacinação de crianças contra a Covid-19

DF começa hoje vacinação de crianças contra a Covid-19

Ao todo, 11 pontos de imunização funcionam das 8h às 17h

UBSs estão prontas para iniciar a vacinação infantil contra a covid

UBSs estão prontas para iniciar a vacinação infantil contra a covid

Neste domingo (16), serão vacinadas crianças de 5 a 11 anos com comorbidades ou deficiência permanente, e de 11 anos sem comorbidades

Excesso de velocidade lidera ranking das infrações de trânsito no DF

Excesso de velocidade lidera ranking das infrações de trânsito no DF

Como forma de reduzir esses índices, o Detran lança desafio Multa Zero para incentivar o não cometimento de infrações e assim evitar acidentes

Mais de 205 mil pessoas ainda não iniciaram a vacinação contra a Covid-19 no DF

Mais de 205 mil pessoas ainda não iniciaram a vacinação contra a Covid-19 no DF

Índice de imunização completa no DF é de mais de 85% da população com 12 anos ou mais

Confira os detalhes no DF para a vacinação de crianças contra a Covid-19

Confira os detalhes no DF para a vacinação de crianças contra a Covid-19

Imunização começa neste domingo (16) em 11 pontos de vacinação exclusivos para esse público