×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de maio de 2022

Escola de assentamento na Bahia transforma banana verde em embalagens biodegradáveis

Escola de assentamento na Bahia transforma banana verde em embalagens biodegradáveisFoto: Reprodução

Projeto já recebeu prêmios e está na fase de estudo para comercialização

Joana Côrtes-momento Agroecológico - 14/12/2019 - 21:22:18

Bananas verdes que viram embalagens e canudos biodegradáveis. Parece mágica, mas é trabalho feito com muita dedicação pelos estudantes do Centro de Educação Profissional da Floresta do Cacau e do Chocolate Milton Santos. A escola estadual fica dentro do Assentamento Terra Vista, no município de Arataca, sul da Bahia, a 273 quilômetros da capital Salvador.

Tudo começou em 2018 quando o professor de biologia Robson Almeida propôs o desafio da pesquisa aos jovens na sala de aula do assentamento baiano.

De lá para cá, o estudo pioneiro em produzir películas biodegradáveis a partir da biomassa da fruta já foi reconhecido por dois anos consecutivos pelo Prêmio Respostas para o Amanhã, concedido pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC).

O professor orientador Robson Almeida explica o passo a passo para transformar a banana verde em embalagens agroecológicas.

“Seguimos as seguintes etapas: utiliza-se a banana verde por conta do alto teor de amido. Essa banana é cozida, em seguida triturada, até formar uma biomassa. A biomassa é espalhada numa superfície lisa e plana e posta para desidratar ao sol. Esse processo de desidratação dura aproximadamente quatro horas. Após a película desidratada, remove ela, coloca novamente em um recipiente com água para reidratar.

Após a reidratação a película fica com a característica coreácea e maleável, então escolhe-se um molde com o formato que você deseja ter e coloca essa película em cima do molde e põe para secar novamente. No processo de secagem essa água evapora e se transforma numa película rica e resistente, então é só remover o molde que está pronta a embalagem”.

Depois de prontas, as embalagens feitas a partir da banana verde têm a capacidade de se desintegrar totalmente na natureza em torno de vinte a trinta dias. Além de evitar o desperdício da fruta e servir de adubo orgânico novamente para o solo, as embalagens sustentáveis criadas pelos estudantes são uma alternativa para reduzir o uso e o descarte do plástico convencional. Embalagens plásticas levam, em média, cem anos para se desfazer no meio ambiente.

O estudante Aldeni Santos, de 20 anos, é um dos participantes do projeto desenvolvido no curso de agroindústria da escola. Para ele, experiências científicas como estas despertam na sua turma o interesse em cuidar do meio ambiente e de encontrar na própria terra onde vive uma alternativa viável e mais justa para as próximas gerações.

“Ele além de ser um curso em que ensina a gente a produzir novas coisas, ele ensina ao mesmo tempo a se preocupar com a natureza, o que você vai extrair da natureza, como você vai extrair da melhor forma. Então, quanto mais investimentos nessa área melhor, é muito importante porque essas pessoas elas se preocupam com o mundo, elas não se preocupam só com elas, com a região, com o bairro, com a cidade. É preciso que cada pessoa pense com o mundo e no fim todo mundo acaba ganhando com esses projetos”.

Para quem quer colocar em prática conceitos agroecológicos em projetos de sala de aula, o professor Robson Almeida dá um conselho fundamental: levar em conta a realidade e o ambiente que os alunos vivem faz toda a diferença. “A maioria desses estudantes são filhos de pequeno produtor ou de trabalhador rural. Então fica mais fácil a gente trabalhar com algo que está atrelado com a realidade destes meninos."

Aplicado durante todo o ano letivo, o projeto segue em fase experimental. Nas próximas etapas, estão previstos novos testes para que, em breve, as embalagens sejam comercializadas.

Edição: Camila Salmazio

Comentários para "Escola de assentamento na Bahia transforma banana verde em embalagens biodegradáveis":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
10 artistas que emplacaram apenas uma música de sucesso

10 artistas que emplacaram apenas uma música de sucesso

Ter uma carreira estável na música é bastante difícil, e esses artistas, infelizmente, não conseguiram manter o sucesso com novos trabalhos

Relançamento da coletânea 'Exílios e Poeiras' traz obra menos conhecida de Joyce

Relançamento da coletânea 'Exílios e Poeiras' traz obra menos conhecida de Joyce

Há notas melancólicas também nos 36 poemas que Joyce publicou em seu primeiro livro

Livro reúne 70 obras do pintor José Antonio da Silva

Livro reúne 70 obras do pintor José Antonio da Silva

Trata-se de uma obra fundamental para conhecer aspectos da vida e obra de Silva raramente explorados em outras publicações.

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

No texto, o magistrado do TJDFT trata da abordagem do New Public Service, no âmbito dos estudos ligados à Administração

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Livro recém-lançado pela Editora MOL em parceria com a Tip Top reúne relatos de mulheres sobre os desafios reais que chegam com a vida de mãe, como as mudanças no corpo e os julgamentos externos

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Texto de autoria da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) calcula que medida alcançaria 4.176 municípios brasileiros

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

A última versão digitalizada do filme é de 2002 e tem qualidade inferior à atual

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

“Quando escrevo, é para me lembrar da esperança que eu mesma sei que tenho”, diz Nathália Ferreira

Eu acredito no livro!

Eu acredito no livro!

Numa necessidade rápida, até podemos contar com um trago de águas quase podres, mas para a vida, para beber água viva, o livro é o único lugar onde nos encontraremos com a civilização, com o melhor dela

Ribeirão Preto celebra a literatura nacional com o 'Revolução Poética na Fábrica'

Ribeirão Preto celebra a literatura nacional com o 'Revolução Poética na Fábrica'

Serão cindo dias de programação gratuita, reunindo 14 autores de referência do universo cultural brasileiro

Capas influenciam quase 30% das crianças na escolha do livro

Capas influenciam quase 30% das crianças na escolha do livro

Diante das diversas motivações que podem influenciar na escolha de um livro antes da compra, a capa é uma das mais citadas pelos entrevistados, em especial entre as crianças