×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 04 de dezembro de 2021

Estradas federais têm queda no número de mortes durante o Natal

Estradas federais têm queda no número de mortes durante o NatalFoto: Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – TJDFT

Foram registradas 50 mortes e 962 pessoas ficaram feridas em 759 acidentes desde o final da noite de sexta-feira, 20, até o início da madrugada desta quinta, 26. No ano passado, a operação Natal durou um dia a menos.

Estadão Conteúdo - 27/12/2019 - 08:13:30

O número de mortes em rodovias federais do país teve redução de 28% no Natal deste ano, em comparação com o mesmo período de 2018, segundo balanço parcial da Polícia Rodoviária Federal (PRF) , divulgado nesta quinta-feira, 26. Neste feriado, radares móveis voltaram a ser usados após determinação judicial .

Foram registradas 50 mortes e 962 pessoas ficaram feridas em 759 acidentes desde o final da noite de sexta-feira, 20, até o início da madrugada desta quinta, 26. No ano passado, a operação Natal durou um dia a menos.


A PRF não tinha o número total de multas aplicadas através das imagens captadas pelos radares, mas balanço parcial indica que ao menos 3 mil motoristas foram autuados por excesso de velocidade. Ainda segundo a PRF, apesar da queda no número de mortes, alguns Estados tiveram registros maiores que no ano anterior.

O uso de radares móveis na fiscalização das rodovias federais havia sido suspenso em 15 de agosto por resolução do governo federal. A medida deixou 16 Estados que não têm radares fixos sem nenhuma fiscalização dos limites de velocidade. A volta dos equipamentos, a partir do último dia 23, foi determinada pela Justiça Federal do Distrito Federal. A PRF informou que a fiscalização por radar móvel e portátil foi feita em 500 trechos críticos de 10 km cada nas 27 unidades dafederação.

Conforme dados parciais, a Bahia registrou 6 mortes, número igual ao do ano passado, mas houve queda em acidentes com feridos. Foram flagrados 15 motoristas embriagados ao volante e, desses, seis foram presos. No Distrito Federal, 4 pessoas morreram – 2 a mais que no ano passado - e 37 ficaram feridas em 29 acidentes. Só nas rodovias do entorno de Brasília, foram aplicadas 985 multas e quatro pessoas foram presas por embriaguez.

Em Pernambuco, a PRF registrou 90 acidentes com 76 feridos e 5 mortos. No ano passado, tinham sido 103 acidentes, com 52 feridos e 7 mortes. No Espírito Santo, o número de acidentes aumentou 16% - foram 59 -, enquanto o de feridos permaneceu estável em 84 pessoas, mas o de mortes subiu de 4 para 5. Na Paraíba, não houve mortes nas estradas e o número de feridos caiu 25%. Mesmo assim, a PRF aplicou 1.042 multas por infrações de trânsito.

Comentários para "Estradas federais têm queda no número de mortes durante o Natal":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Estação Plural da Bienal do Livro do Rio destacará vozes LGBTQIAP+

Estação Plural da Bienal do Livro do Rio destacará vozes LGBTQIAP+

Diversidade sexual e identidade de gênero estarão em debate no evento

Campanha sobre HIV/Aids disponibiliza testagem gratuita no DF

Campanha sobre HIV/Aids disponibiliza testagem gratuita no DF

Stand montado na Rodoviária do Plano Piloto tem distribuição gratuita de preservativos e de auto-teste para HIV / Geoavana Albuquerque/Agência Saúde-DF

Idosos reivindicam visibilidade e enfrentamento ao preconceito

Idosos reivindicam visibilidade e enfrentamento ao preconceito

Martins Machado defendeu a conscientização sobre as formas de preconceito e violência contra a pessoa idosa

“UNA-SE pelo Fim da Violência contra as Mulheres até 2030”

“UNA-SE pelo Fim da Violência contra as Mulheres até 2030”

ONU Mulheres aborda o potencial do esporte para o empoderamento de meninas na campanha “UNA-SE pelo Fim da Violência contra as Mulheres até 2030”

Menina tem as tranças cortadas por colega em escola de Santa Catarina

Menina tem as tranças cortadas por colega em escola de Santa Catarina

A polícia encara o caso, denunciado no último dia 16 de novembro, como ato infracional análogo ao crime de injúria racial. O episódio ocorreu no dia 3 de novembro.

O racismo joga em todas posições no futebol

O racismo joga em todas posições no futebol

Na semana passada, Adriana, do time feminino do Corinthians, foi vítima de racismo por uma jogadora do Nacional de Montevidéu e recebeu, ainda em campo, a solidariedade das colegas

Aprenda para nunca mais dizer: 3 frases que parecem ingênuas, mas alimentam o racismo

Aprenda para nunca mais dizer: 3 frases que parecem ingênuas, mas alimentam o racismo

O Dia da Consciência Negra é uma tentativa de, ao menos uma vez no ano, estimular um debate sobre as desigualdades e celebrar a contribuição do povo negro para a cultura, a ciência, a economia e a política do Brasil

Crianças e jovens com TEA lançam vídeo no Cine Brasília

Crianças e jovens com TEA lançam vídeo no Cine Brasília

A música cantada no vídeo, música From now on, fala sobre o desenvolvimento do potencial de pessoas autistas

Juízes fazem caminhada contra o racismo e a desigualdade

Juízes fazem caminhada contra o racismo e a desigualdade

Evento foi organizado pela Associação dos Magistrados Brasileiros

Senado aprova projeto que classifica injúria racial como racismo; texto segue para a Câmara

Senado aprova projeto que classifica injúria racial como racismo; texto segue para a Câmara

O projeto retira a menção à raça e etnia do item específico do Código Penal (art. 140) e insere novo artigo na Lei de Crimes Raciais, definindo pena de multa e prisão de dois a cinco anos

20 de novembro: Negue a brancura da consciência

20 de novembro: Negue a brancura da consciência

Ao internalizar o racismo mutilamos os nossos sonhos, não vivemos em plenitude, submetemo-nos às humilhações dos brancos e reproduzimos o racismo contra outros negros