×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 24 de outubro de 2021

Estudantes representam o Brasil em torneio internacional de robótica em Montevidéu

Estudantes representam o Brasil em torneio internacional de robótica em MontevidéuFoto: Agência Brasil

Etapa final da competição é realizada em Montevidéu, no Uruguai

Por Marieta Cazarré - Agência Brasil Montevidéu - 01/06/2019 - 10:51:23

Ao longo do dia de hoje (1º), oito equipes brasileiras participam da etapa final do torneio internacional de robótica First Lego League (FLL), em Montevidéu. Além das últimas rodadas de apresentações, haverá a premiação dos vencedores no fim da tarde.

Os estudantes brasileiros, de Alagoas, São Paulo e do Rio Grande do Sul, têm entre 9 e 16 anos e garantiram vagas para a disputa durante o Festival Sesi de Robótica, em março, no Rio de Janeiro.

“Estamos focados no treinamento até porque o nível aumenta. Nós vamos competir com equipes muito fortes e isso vai ser um desafio para todos nós, algo surpreendente. Agora é controlar a ansiedade e mostrar o lugar do Brasil nos campeonatos de robótica”, disse o estudante José Rubens Henrique Vieira Ferreira, 16 anos, da equipe Robocamb, do Serviço Social da Indústria (Sesi) de Alagoas.

Além da equipe alagoana, participam mais sete times: X-Force (Bauru), Biotech (Barra Bonita) e Big Bang (Birigui), de São Paulo; a Legofield, do Sesi de Brasília; e a Galilegos (Porto Alegre), Tecnoway (Caxias do Sul) e Just4Fun (Novo Hamburgo), do Rio Grande do Sul.

“Bate ansiedade de competir fora do país, representando minha escola. E ainda aprendendo mais, conhecendo pessoas de outros lugares e vendo como eles trabalham com o robô e a pesquisa”, afirmou a estudante Ana Helena Menezes, da Galilegos.

O evento, que começou quinta (30) e termina hoje (1º), recebe 700 estudantes de 66 equipes competidoras. Participarão representantes da Alemanha, Argentina, Austrália, Bolívia, do Brasil, Chile, da Colômbia, Coreia, Costa Rica, Espanha, dos Estados Unidos, da Estônia, França, Grécia, Guatemala, de Honduras, Israel, da Itália, do México, da Nigéria, do Paraguai, Peru, da Romênia, Rússia, África do Sul, Turquia e do Uruguai.

Em órbita

No torneio, os times encaram o desafio Into Orbit (em órbita) e precisam pesquisar sobre como viver e viajar no espaço. Devem ainda identificar dificuldades e propor soluções para um problema físico ou social enfrentado durante as viagens de exploração espacial.

Na arena de competição, os robôs feitos pelos alunos com peças de Lego ainda precisam cumprir missões como se locomover em áreas com crateras, ajudar um astronauta a voltar em segurança para a base espacial e até mover satélites para a órbita.

Cada equipe deve superar 15 desafios, nos quais o desempenho do robô é pontuado. O design do robô, o projeto e os valores dos equipamentos também são avaliados.

O júri do torneio é composto por representantes de seis países, além do Uruguai. Entre os membros está Todd Ensign, diretor de Educação da agência espacial norte-americana, a Nasa (West Virginia).

“Trabalhamos muito para este momento e queremos representar bem o Brasil, junto com as outras equipes. Esperamos trocar experiências com outros times, conhecer novas culturas, fazer novas amizades e colocar em prática tudo aquilo que preparamos durante a temporada”, afirmou a estudante Marina Sversut Bócca, 14 anos, da equipe Big Bang.

O Brasil participou e recebeu reconhecimento no principal campeonato do gênero, realizado entre os dias 17 e 20 de abril em Houston, nos Estados Unidos. No mundial, que reuniu mais de 15 mil estudantes de 74 países, os alunos brasileiros levaram para casa vários prêmios: 1º lugar na categoria Design do Robô, com a equipe Red Rabbit, da escola Sesi de Americana (SP), e Gracious Professionalism (Profissionalismo Gracioso), conquistado pela equipe Techmaker, do Sesi de Blumenau (SC). A Jedi’s, do Sesi de Jundiaí (SP), ficou em 2º lugar na categoria Estratégia e Inovação.

Edição: Graça Adjuto

Comentários para "Estudantes representam o Brasil em torneio internacional de robótica em Montevidéu":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Rússia bate novo recorde de mortes por Covid-19

Rússia bate novo recorde de mortes por Covid-19

A Rússia foi o primeiro país do mundo a autorizar uma vacina contra covid-19 com o lançamento do Sputnik V em agosto de 2020

Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Regras entram em vigor a partir do dia 28

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

Em sua carta, Xi observou que a feira fez contribuições significativas para facilitar o comércio internacional, o intercâmbio externo-interno e o desenvolvimento econômico desde sua criação em 1957

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Congressistas americanos pedem recuo na relação com Brasil

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, proporção de população pobre chinesa passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial

China emite selos comemorativos da COP15

China emite selos comemorativos da COP15

Foto tirada em 11 de outubro de 2021 mostra os detalhes de um selo comemorativo para a 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15) realizada em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

O tribunal não tem obrigação de julgar todos os casos apresentados.

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

As Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais paraísos fiscais do mundo, possuem apenas 152km² e 400 mil empresas registradas, recebendo cerca de US$ 60 bilhões anualmente

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Estão em andamento mais 400 pedidos de vistos

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Cerca de 3.000 pedófilos atuaram na Igreja Católica da França desde 1950, conforme um relatório da Comissão Independente Francesa sobre Abuso Sexual na Igreja.

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Autoridades tributárias de Austrália, México, Espanha e Panamá fizeram comunicados públicos afirmando que estão acompanhando as denúncias reportadas e garantindo que investigarão possíveis crimes e indivíduos mencionados nos Pandora Papers.