×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 24 de janeiro de 2022

Ex-Lava Jato diz que Bolsonaro nunca teve compromisso contra corrupção

Ex-Lava Jato diz que Bolsonaro nunca teve compromisso contra corrupçãoFoto: ASCOM/MPF-PR

Carlos Fernando dos Santos Lima, ex-procurador da Lava Jato

Portal Uol - 25/05/2020 - 22:52:14

O ex-procurador Carlos Fernando dos Santos Lima comentou o rompimento entre Sergio Moro e o governo de Jair Bolsonaro. Em entrevista à CNN Brasil, o ex-integrante da Operação Lava Jato disse que o presidente nunca teve compromisso com combate à corrupção. Lima chegou a afirmar que Bolsonaro "devia estar dormindo no plenário do Congresso" quando as investigações começaram.

"Infelizmente no Brasil nós vivemos um sistema em que você tem, nos dizeres de Leonel Brizola, que escolher entre o demônio e o coisa-ruim no segundo turno. Você tem que escolher e fazer escolhas que nem sempre são as melhores, infelizmente. Mas Jair Bolsonaro nunca apoiou a Lava Jato. Onde estava Jair Bolsonaro quando começou a Operação Lava Jato? Devia estar dormindo no plenário do Congresso. Ou quando nós fizemos a oitiva do ex-presidente Lula, ele não estava em lugar nenhum", disse o ex-procurador, se referindo também às eleições de 2018, quando Bolsonaro venceu o petista Fernando Haddad no segundo turno.

Relacionadas

Zambelli: Moro tinha 'predileção' em investigar o PT e protegia o PSDB

Agenda anticorrupção não teve 'impulso' com Bolsonaro, diz Sergio Moro

Eduardo Bolsonaro ironiza fala de Moro e rebate com 'verdade inconveniente'

"Ele apareceu como um outsider que se aproveitou disso. Lei e ordem é sempre um fator importante em qualquer eleição. Ele foi o surfista que aproveitou essa onda. Mas desde o começo ele nunca demonstrou essa intenção. Mesmo porque logo no começo surgiu o esquema das rachadinhas no Rio de Janeiro. E isso desagregou qualquer interesse dele de ter um Coaf efetivo, transferiu esse Coaf para o Bacen, ele não apoiou as medidas anticorrupção e foi paulatinamente desautorizando o ministro Moro em diversas circunstância", afirmou.

Lima também disse que o então presidente eleito "enganou" Sergio Moro ao convidá-lo para o Ministério da Justiça. "Eu acho sinceramente que Bolsonaro é uma pessoa que nunca teve um compromisso efetivamente com isso, e infelizmente enganou o próprio ministro Moro, que saiu de uma carreira brilhante para o ministério", afirmou.

Sobre o futuro político de Moro após a saída do governo, o ex-procurador disse não considerar o ex-ministro como "o melhor candidato que nós poderíamos ter", mas que o cenário atual da política brasileira comportaria uma tentativa presidencial do ex-juiz da Lava Jato.

"Vivemos um momento em que pessoas que nem poderiam ser cogitadas para a presidência da República chegando ao poder, como Jair Bolsonaro. Então nesse cenário não vejo nenhum problema de o ex-ministro Sergio Moro, que é uma pessoa muito mais qualificada, moralmente muito melhor estabelecido nas questões nacionais, não vejo nenhum problema que ele seja. Mas eu creio, vendo comentários anteriores, que precisamos de um grande candidato de centro que nos afaste dessa polarização tola entre extrema-esquerda, que é o PT, e extrema-direita, que é o bolsonarismo. Se tivermos novamente que enfrentar esse tipo de situação no segundo turno, o Brasil vai perder mais quatro anos, ou pior, vai perder boa parte do futuro próximo. Seja Moro ou outro candidato, o centro, e não o Centrão, tem que produzir um candidato que tenha capacidade intelectual para o cargo", concluiu.

Comentários para "Ex-Lava Jato diz que Bolsonaro nunca teve compromisso contra corrupção":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
2022 será ano determinante para a liberdade

2022 será ano determinante para a liberdade

Students for Liberty Brasil vê 2021 como período em que o liberalismo retrocedeu, apontando grandes desafios para este ano

Garimpo ilegal em alta no PA: Lama escurece águas do

Garimpo ilegal em alta no PA: Lama escurece águas do "Caribe Amazônico" em Alter do Chão

Faixa de areia separa águas barrentas e claras no balneário turístico de Alter do Chão (PA)

Projeto leva atividades esportivas para pessoas com deficiência no DF

Projeto leva atividades esportivas para pessoas com deficiência no DF

Inscrição é gratuita e pode ser feita pela internet

Belém adia volta presencial às aulas na rede pública de ensino

Belém adia volta presencial às aulas na rede pública de ensino

Após contaminação de professores por covid-19, retorno será gradual

Covid-19: Estados começam a enviar informações sobre vacinação ao STF

Covid-19: Estados começam a enviar informações sobre vacinação ao STF

Suprema Corte pediu detalhes sobre vacinação de menores

Mais de 500 coletores de sementes atuam na recuperação da Amazônia e do Cerrado

Mais de 500 coletores de sementes atuam na recuperação da Amazônia e do Cerrado

Rede de Sementes do Xingu já recuperou mais de 6 mil hectares de floresta na bacia do rio Xingu e Araguaia

Desejos de Ano Novo: Fora Bolsonaro, Democracia e Justiça Ambiental para todos

Desejos de Ano Novo: Fora Bolsonaro, Democracia e Justiça Ambiental para todos

Em Minas Gerais, as fortes chuvas elevam o risco do rompimento de barragens com rejeitos da mineração, a exemplo do que aconteceu nas cidades de Mariana, em 2015, e de Brumadinho, em 2019

Primeira vacinada do Brasil deseja um 2022 com 100% vacinados e sem uso de máscara

Primeira vacinada do Brasil deseja um 2022 com 100% vacinados e sem uso de máscara

Mônica Calazans, enfermeira e primeira vacinada no Brasil

Brumadinho: Três anos depois, o que mudou ?

Brumadinho: Três anos depois, o que mudou ?

Fotografia tirada após o rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, que matou 272 pessoas

Servidores federais fazem atos em Brasília por reajuste salarial

Servidores federais fazem atos em Brasília por reajuste salarial

Cerca de 50 categorias pedem reajustes de 20% a 28%

"A luta dos povos indígenas é uma luta válida e importante para todo o povo"

A Festa do Murici e Batiputá acontece entre os dias 12 e 15 de janeiro