×
ContextoExato
Responsive image

Ex-secretário de Educação do DF se filia para criar frente que pode ser liderada por Luciano Huck

Ex-secretário de Educação do DF se filia para criar frente que pode ser liderada por Luciano HuckFoto: Correio Braziliense

Separação com o PT e casamento com o PDT

Ana Maria Campos-eixo Capital - 08/11/2019 - 09:18:47

O ex-secretário de Educação Rafael Parente se filiou ao Cidadania (antigo PPS) com a perspectiva de criar no DF uma nova frente política. Ele deve se candidatar nas próximas eleições a algum cargo público, possivelmente ao Executivo, na onda de um projeto nacional que pode ser encabeçado pelo apresentador Luciano Huck. Os dois se conhecem há tempos pelas ligações de família. Rafael é filho do ex-ministro Pedro Parente, parceiro político do economista Andrea Calabi, padrastro de Huck. O ex-secretário já tem cadeira garantida na executiva nacional do partido, por indicação do movimento Agora. “Queremos construir uma frente com novidades na política, técnicos e pessoas que desejam a renovação”, afirma. “Um caminho alternativo, já que os dois pólos que se enfrentam hoje estão desgastados”, acrescenta, referindo-se aos seguidores de Lula e do presidente Jair Bolsonaro.

Separação com o PT e casamento com o PDT

Depois de mais de 30 anos como militante e importante quadro do PT, o ex-deputado Wasny de Roure se filia na próxima semana ao PDT. O evento vai contar com a presença de pedetistas, como o presidente nacional, Carlos Lupi, o ex-deputado Joe Valle, e o secretário de Juventude do governo Ibaneis Rocha, Léo Bijos. Candidato ao Senado na última eleição, Wasny teve 218.058 votos. Ficou em quarto lugar, com 8,08% dos votos. O então petista deixou a eleição magoado com o partido. “Não havia interesse do PT. Me senti muito desvalorizado”, afirma. Há tempos, Wasny vinha cobrando uma reavaliação interna e reclamava do projeto exclusivo relacionado ao Lula livre. Sai depois de seis mandatos como deputado e oito candidaturas, mas sem brigas. Foi uma separação, ocorrida em abril, sem sequelas. Agora começa uma nova união, com os pedetistas. Wasny deve se candidatar novamente em 2022.

Caio Gomez/CB/D.A Press (Minervino Junior/CB/D.A Press)
Caio Gomez/CB/D.A Press

Na expectativa

Além do PDT, Wasny de Roure recebeu outros convites para filiação. Pelo menos dois outros partidos o convidaram. É o caso do PSol e do PCdoB. Wasny diz que pensou muito. “Se eu tivesse 18 anos, me filiaria ao PSol. Mas escolhi o PDT pela bandeira pela educação”, conta. Wasny revela que votou em Ibaneis Rocha (MDB) no segundo turno das eleições, mas ainda espera as mudanças prometidas.

Comentários para "Ex-secretário de Educação do DF se filia para criar frente que pode ser liderada por Luciano Huck":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório