×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de maio de 2022

Fachin: "Quem trata de eleições são as forças desarmadas"

Fachin: Foto: © Marcelo Camargo/Agência Brasil Política

Declaração do presidente do TSE foi feita em meio a uma nova ofensiva de Jair Bolsonaro e seus aliados contra o sistema eleitoral

Portal Brasil 247 - 12/05/2022 - 16:20:19

Ricardo Brito, Reuters - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luiz Edson Fachin, afirmou nesta quinta-feira que a corte não se dobrará a quem quer que seja e destacou que é a população desarmada quem trata das eleições no país, em fala durante solenidade de acompanhamento de uma das etapas dos testes públicos de segurança das urnas eletrônicas.

"A contribuição que se pode fazer é de acompanhamento do processo eleitoral. Quem trata de eleições são forças desarmadas e, portanto, as eleições dizem respeito à população civil, que de maneira livre e consciente escolhem seus representantes", disse ele, reiterando que o processo eleitoral brasileiro é limpo e seguro.

"Logo, diálogo sim, colaboração sim... mas na Justiça Eleitoral que dá a palavra final é Justiça Eleitoral e assim será durante a minha presidência e estou seguro de que isso também prosseguirá na gestão do ministro Alexandre de Moraes", emendou.

Moraes sucederá Fachin no comando da corte e a presidirá durante as eleições gerais de outubro deste ano.

"A Justiça Eleitoral está aberta a ouvir, mas jamais estará aberta a se dobrar a quem quer que seja tomar as rédeas do processo eleitoral", reforçou.

Os comentários de Fachin ocorrem em meio a novas críticas e ataques feitos pelo presidente Jair Bolsonaro ao sistema de votação eletrônico. Bolsonaro sugeriu que as Forças Armadas façam uma apuração paralela da eleição, iniciativa que não tem qualquer amparo legal.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Comentários para "Fachin: "Quem trata de eleições são as forças desarmadas"":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Comissão da Câmara aprova convite para AGU explicar defesa de Wal do Açaí

Comissão da Câmara aprova convite para AGU explicar defesa de Wal do Açaí

O requerimento foi apresentado pelo deputado Elias Vaz (PSB-GO), para quem há desvio de finalidade no gasto dos recursos públicos

CNJ adere ao Pacto Nacional pela Educação

CNJ adere ao Pacto Nacional pela Educação

Iniciativa reúne organizações da sociedade civil e órgãos públicos

Cúpula do PSDB intensifica pressão sobre Doria e trava definição na 3ª via

Cúpula do PSDB intensifica pressão sobre Doria e trava definição na 3ª via

O ex-governador paulista foi convidado pela direção tucana para uma nova reunião no fim da manhã de hoje

Judiciário não poder ser 'envolvido em desavenças políticas', diz ministro do STM

Judiciário não poder ser 'envolvido em desavenças políticas', diz ministro do STM

Na avaliação do ministro, o Judiciário não deve interferir em políticas públicas “excepcionais” para conter a crise sanitária, exceto em casos de “grave violação” de direitos fundamentais.

TSE e Telegram formalizam acordo para combate às fake news

TSE e Telegram formalizam acordo para combate às fake news

Tribunal disse ser o primeiro órgão eleitoral a assinar com a plataforma um acordo que envolve cooperação e ações concretas.

Moro fala da relação com SP e reclama de ação sobre domicílio eleitoral: 'É sério isso?'

Moro fala da relação com SP e reclama de ação sobre domicílio eleitoral: 'É sério isso?'

O promotor Reynaldo Mapelli Júnior disse que as primeiras explicações enviadas pelo casal

PL tem dificuldade para atender Bolsonaro e contratar auditoria privada nas eleições

PL tem dificuldade para atender Bolsonaro e contratar auditoria privada nas eleições

Bolsonaro defendeu a contratação de auditoria privada ao falar em suas redes sociais há duas semanas

Brasil deve mostrar que rejeita

Brasil deve mostrar que rejeita "aventuras autoritárias", diz ministro

País serve como vitrine para comunidade global, afirma Fachin

STF dá 120 dias para Ministério Público concluir inquérito contra Lindbergh Faria

STF dá 120 dias para Ministério Público concluir inquérito contra Lindbergh Faria

Ex-senador Lindbergh Farias foi acusado de receber vantagens

TSE criará rede com 100 observadores internacionais nas eleições 2022

TSE criará rede com 100 observadores internacionais nas eleições 2022

Brasil não tolera 'aventuras autoritárias'

STF cria ferramenta para classificar processos em diretrizes da ONU

STF cria ferramenta para classificar processos em diretrizes da ONU

Objetivos e metas fazem parte da Agenda 2030 das Nações Unidas