×
ContextoExato
Responsive image

Fase crítica do coronavírus será nos próximos 30 dias

Fase crítica do coronavírus será nos próximos 30 diasFoto: Pixabay

Balanço do Ministério da Saúde mostra o maior número de casos confirmados e mortes em um dia. Em 24 horas, foram registrados 20 óbitos e 482 casos positivos

Maria Eduarda Cardim - Correioweb - 28/03/2020 - 10:21:33


No dia em que a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil completou um mês, o Ministério da Saúde registrou 77 mortes e 2.915 casos diagnosticados com Covid-19. Os dados apresentados ontem mostram o maior número de casos confirmados e óbitos em um dia. De quarta para quinta, foram registradas 20 mortes e 482 casos positivos. A estimativa é que este crescimento continue no próximo mês. “A previsão é que vamos ter 30 dias muito difíceis. Provavelmente, nós estaremos na frase crítica da pandemia. Não vamos começar a reduzir os casos em 30 dias”, completou Gabbardo.


A pasta informou, no entanto, que o crescimento já era esperado e não o viu como novidade. “Nós vamos ter daqui para frente, quase que diariamente, um número de casos novos superior ao número de casos novos do dia anterior. E, provavelmente, isso vai acontecer também com o número de óbitos”, explicou o secretário-executivo da Saúde, João Gabbardo. O aumento de casos confirmados depende da transmissibilidade da doença e da quantidade de testes aplicados pelo ministério.



Os óbitos estão localizados nos seguintes estados: São Paulo (58), Rio de Janeiro (9), Ceará (3), Pernambuco (3), Amazonas (1), Rio Grande do Sul (1), Santa Catarina (1) e Goiás (1). Todas as vítimas do novo coronavírus no Brasil estão dentro do grupo de risco. A taxa de letalidade do vírus no Brasil também voltou a crescer e chegou a 2,7%.


Os casos confirmados estão concentrados na região Sudeste, onde 1.665 pessoas já foram diagnosticadas com Covid-19. Em seguida está o Nordeste, com 457 casos; Sul, com 392; Centro-Oeste, com 275; e Norte, com 126.



Para explicar o comportamento do vírus dentro do país, o Ministério da Saúde expôs um levantamento dos casos confirmados e óbitos. O estudo levantou, por exemplo, as principais comorbidades das vítimas da Covid-19 no Brasil até o momento. Entre elas estão a cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença renal crônica, imunodepressão, doença hematológica crônica, doença neurológica crônica, asma, obesidade e doença hepática crônica.



O levantamento feito pelo órgão ainda mostrou que 194 pacientes confirmados estão internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e 205 internados em enfermarias. O restante das pessoas diagnosticadas permanece em isolamento domiciliar. A maioria dos casos graves e dos óbitos causados pela Covid-19 notificados no Sivep-Gripe acomete homens. 58% dos pacientes de casos graves são homens e 42%, mulheres. Os homens representam 68% dos óbitos.




O secretário de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, destacou o alto volume de trabalho no primeiro mês de enfrentamento à Covid-19. “Conseguimos detectar o vírus oportunamente. Criamos um sistema de notificação da doença no Brasil porque, no passado, era tudo em planilha. Aprovamos uma lei, decretos e portarias. Ainda temos muita coisa para fazer, mas foi um volume de trabalho muito intenso”, pontuou.




Ministério lança canal exclusivo no WhatsApp
O Ministério da Saúde lançou, ontem, um canal gratuito no Whatsapp para tirar dúvidas da população e profissionais de saúde sobre o novo coronavírus. Um robô de atendimento automático responderá perguntas com orientações sobre a Covid-19. Para utilizar o serviço, basta adicionar o número +55 (61) 9938-0031 à agenda do telefone e iniciar uma conversa com um “Oi”. A iniciativa tem como objetivo compartilhar informações confiáveis e desmitificar boatos sobre o vírus.

Comentários para "Fase crítica do coronavírus será nos próximos 30 dias":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório