×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 04 de dezembro de 2021

Finlândia nomeia a mais jovem primeira-ministra da história do país

Finlândia nomeia a mais jovem primeira-ministra da história do paísFoto: Estadão

Sanna Marin ganhou de 32 votos a 29; ela vai entrar no lugar de Antti Rinne, que renunciou após uma greve postal

Estadão Conteúdo - 09/12/2019 - 09:58:05

Os sociais-democratas da Finlândia escolheram neste domingo, 8, a ministra dos Transportes Sanna Marin, de 34 anos, para se tornar a mais jovem primeira-ministra do país, já na próxima semana. As eleições aconteceram após a renúncia do então premiê Antti Rinne, na última terça-feira, 3.

Rinne renunciou depois que membros do Partido do Centro, que fazia parte da coalizão pró-governo, irem a público declarar que haviam perdido a confiança nele ao lidar com uma greve postal, que rapidamente se espalhou para outras indústrias, como a companhia aérea Finnair.


De acordo com o Helsingin Sanomat, o maior jornal da Finlândia, e o tablóide Ilta-Sanomat, a escolha de Marin como primeira-ministra é um feito inédito no país nórdico de pouco mais de 5,5 milhões de habitantes. Ela ganhou com um total de 32 votos. Seu rival teve 29.

Marin é a atual vice-presidente do Partido Social Democrata e também é parlamentar desde 2015. Ela já atuou como ministra da Comunicação e ocupava até hoje o cargo de ministra dos Transportes. A última etapa agora envolve a aprovação do nome da jovem no Parlamento, o que já é dado como certo pelo partido.

Além de comandar o país, ela também terá grandes desafios pela frente. Como a Finlândia ocupa a presidência rotativa da União Europeia , Marin deve se a apresentar rapidamente ao Conselho Europeu não apenas para presidir as próxima reuniões, como também para defender os interesses de seu país. A próxima reunião da Cúpula de Bruxelas, na Bélgica , já está marcada para ocorrer na próxima semana, entre os dias 12 e 13 de dezembro.

Outro desafio para Marin será conseguir reunir os partidos sócio-democratas da Finlândia. Com a renúncia de Rinne, o Partido do Centro se retirou da coalizão pró-governo que formava com partidos menores, porém estratégicos, como é o caso dos Verdes, da Aliança de Esquerda e do Partido Popular Sueco da Finlândia.

No entanto, tudo indica que o campo será favorável para a jovem. Ainda neste domingo, os sócio-democratas e outros partidos da coalizão disseram que vão continuar comprometidos com o plano de governo, eleito em abril de 2019. E mesmo com as recentes baixas, o governo ainda terá uma maioria confortável de 117 assentos - de um total de 200 -, no Eduskunta, nome dado ao Parlamento finlandês.

Rinne também não sairá totalmente de cena. A ideia é que o ex-premiê continue no governo, agora como vice-presidente do parlamento. Enquanto a informação não se confirma, fontes dentro do Partido Social Democrata já disseram que ele segue como o presidente do partido. / REUTERS e AP

Comentários para "Finlândia nomeia a mais jovem primeira-ministra da história do país":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Papa Francisco alerta para

Papa Francisco alerta para "retrocesso da democracia"

Ele citou a Europa e o resto do mundo

Presidente Jair Bolsonaro recebe convite de Vladimir Putin para visitar a Rússia

Presidente Jair Bolsonaro recebe convite de Vladimir Putin para visitar a Rússia

O presidente russo, Vladimir Putin, fala durante cerimônia para receber as credenciais de embaixadores estrangeiros no Kremlin, em Moscou, Rússia, 1º de dezembro de 2021

Um ano do desaparecimento de Lichita, a criança capturada pelo exército paraguaio

Um ano do desaparecimento de Lichita, a criança capturada pelo exército paraguaio

Mural da campanha "Eran niñas" ("eram crianças") no ato desta terça-feira (30) em Buenos Aires, em frente à Embaixada do Paraguai.

Sistema das Nações Unidas apresenta diversas oportunidades de trabalho

Sistema das Nações Unidas apresenta diversas oportunidades de trabalho

Confira as vagas para postos em países de língua portuguesa

A África não pode ser penalizada por identificar e reportar nova variante, diz Guterres

A África não pode ser penalizada por identificar e reportar nova variante, diz Guterres

Em nota, o secretário-geral, António Guterres, elogiou a comunidade médico-científica da África do Sul por reportar a emergência ao mundo, de forma rápida

França afirma que não será refém da política britânica para imigração

França afirma que não será refém da política britânica para imigração

Ministro francês disse que país deve “limitar atratividade econômica”

Variante Ômicron chega a quatro continentes; Holanda confirma 13 casos

Variante Ômicron chega a quatro continentes; Holanda confirma 13 casos

"Não é improvável que mais casos apareçam na Holanda", disse o ministro da Saúde da Holanda, Hugo de Jonge. "Isso pode ser a ponta do iceberg".

Rússia afirma que se opõe à politização dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing

Rússia afirma que se opõe à politização dos Jogos Olímpicos de Inverno de Beijing

A Rússia se opõe à politização dos próximos Jogos Olímpicos de Inverno em Beijing, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, na quinta-feira.

Nova variante da Covid-19 tem grande número de mutações, afirma OMS

Nova variante da Covid-19 tem grande número de mutações, afirma OMS

Cidadão faz o teste de Covid-19 na África do Sul

Vazyme participa da Medica 2021 na Alemanha para acelerar sua expansão no mercado global

Vazyme participa da Medica 2021 na Alemanha para acelerar sua expansão no mercado global

Como inovadora em tecnologia, a Vazyme vê seu investimento contínuo em P&D de soluções inovadoras como uma prioridade máxima

Governo da China emite plano de cinco anos para proteção e utilização de principais sítios históricos

Governo da China emite plano de cinco anos para proteção e utilização de principais sítios históricos

Foto aérea tirada em 6 de julho de 2021 mostra uma vista ao longo do Grande Canal na cidade de Cangzhou, da Província de Hebei, no norte da China.