×
ContextoExato

Foi demitido? Veja como e onde investir o dinheiro da sua rescisão

Foi demitido? Veja como e onde investir o dinheiro da sua rescisãoFoto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Planejamento financeiro é imprescindível para escolher o melhor investimento.

Isaac De Oliveira - Estadão Conteúdo - 12/06/2020 - 18:29:36

Especialistas lembram alguns cuidados na hora de aplicar o dinheiro.

A notícia de uma demissão em contexto dito “normal”, por si só, gera uma série de questionamentos e expectativas sobre a manutenção da saúde financeira de uma pessoa ou mesmo de um lar. E quem fica desempregado em um período de crise econômica, como a provocada pela pandemia de covid-19, precisa mais do que nunca buscar melhores formas de investir o dinheiro da rescisão para evitar novas surpresas.

Leia também

No primeiro trimestre de 2020, a taxa de desemprego no Brasil foi de 12,2%. Isso significa que 12,9 milhões de pessoas ficaram desocupadas no período, um aumento de 10,5% ( 1,218 milhão de pessoas a mais) em relação ao último trimestre de 2019, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio Contínua (PNAD Contínua), divulgada em abril pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ).

Os índices cresceram em todas as regiões do País e, considerando que apenas parte de março foi impactado pela crise sanitária, as expectativas sobre o segundo trimestre são ainda mais preocupantes.

Ao receber a multa rescisória pelo fim do contrato de emprego, seja qual for o tamanho da quantia, é imprescindível se planejar para encontrar as melhores formas de aplicar o dinheiro, como aconselham especialistas ouvidos pelo E-investidor.

Por onde começar…

“Na hora de pensar o que fazer com o dinheiro da rescisão, precisamos primeiramente levar em conta qual é a realidade de cada pessoa e da família na qual ela está inserida”, explica Luciana Ikedo, assessora de investimentos e especialista em finanças.

Na prática, isso significa, por exemplo, se essa pessoa é a única responsável pelo sustento da família, qual o gasto mensal com todas as despesas. A especialista reforça que o valor da multa precisa considerar o contexto de vida integralmente.

“Se a pessoa recebeu R$ 5 mil e tem um gasto mensal de R$ 2 mil, ela vai ter uma sobra de R$ 3 mil, ao menos no primeiro mês, para pensar no que fazer com esse restante. No entanto, se é uma pessoa que recebeu R$ 20 mil e seu gasto também é de R$ 20 mil ao mês, fica complicado pensar em qualquer coisa que não seja de curto prazo.”

Faça uma reserva de emergência

Um dos impactos de uma demissão é a readaptação do estilo de vida individual ou familiar. O orçamento mensal tem que estar na ponta do lápis para que se estabeleça quanto da rescisão será necessário para fazer sua reserva de emergência . Esse valor manterá as despesas seguras por determinado período de tempo.

“Deve-se analisar o valor de gastos mensais, multiplicados por pelo menos três meses, e aplicá-lo em ativos líquidos, com baixa volatilidade, ou seja, que não tenham variação de preço”, recomenda Ikedo.

Refaça cálculos e repense investimentos

Todo investimento possui um risco inerente. Por isso, é fundamental conhecer o seu perfil de investidor . Mas Andrea Bravo, superintendente comercial da Ágora Investimentos, acrescenta que, no caso de uma demissão, outras variáveis devem ser consideradas para melhor decidir sobre opções e diversificações de investimento.

“Para poder fazer uma composição, o caminho é o planejamento financeiro. Precisa verificar quanto tempo o cliente acha que vai ficar desempregado, se ele tem outra fonte de receita, se ele vai precisar fazer retirada do ensaio, por quanto tempo ele acha que vai deixar esse dinheiro investido”, contextualiza Andrea.

“Às vezes o cliente que acabou de fazer a rescisão do seu contrato tem um perfil super arrojado , mas como está desempregado, precisa de liquidez. Assim, ele vai ter que buscar produtos que não sejam tão rentáveis, mas que tragam a segurança necessária neste momento”, completa a superintendente.

Com quanto e como investir

A dúvida sobre o quanto de dinheiro é necessário para começar a investir é comum. Andrea esclarece que com R$ 1.000 é possível investir em fundos de renda fixa, considerados mais conservadores, ou seja, de menos riscos. Mas com esse valor também se consegue fazer investimentos em fundos multimercados, de risco e prazo médios.

No caso de uma pessoa que recebeu a rescisão e precisa do recurso livre para fazer a reserva de emergência, Andrea destaca que não dá para deixar o dinheiro investido em prazo mais longo ou sem liquidez.

“O cliente teria que ficar com alternativas conservadoras atrelados ao CDI , como CDBs , que aí ele pode começar a investir em títulos por emissão bancária”. Neste caso, apesar de menor risco, a superintendente ressalta que a rentabilidade é menor uma vez que tem sido impactada pelo atual cenário de taxa de juros mais baixa.

Para quem a multa rescisória não constitua sua única fonte de renda, é possível ousar, com consciência, e investir em prazos mais estivados e que os rendimentos sejam superiores aos de opções conservadoras (de menor risco). Nestes caso, a bolsa de valores é uma opção.

Comentários para "Foi demitido? Veja como e onde investir o dinheiro da sua rescisão":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório