×
ContextoExato
Responsive image

GDF volta atrás e decide imprimir e enviar boletos de IPVA para contribuintes

GDF volta atrás e decide imprimir e enviar boletos de IPVA para contribuintesFoto: Renato Araujo/Agência Brasília.

Trânsito no Eixo Monumental, em Brasília, no Distrito Federal

G1 Df - 14/02/2020 - 07:58:19

Governo havia anunciado que, neste ano, tributo só poderia ser acessado pela internet. Material começou a ser enviado na terça (11), pelo BRB.

O Governo do Distrito Federal voltou atrás e decidiu imprimir e enviar os boletos do Imposto sobre Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) para os contribuintes da capital. No mês passado, o Executivo local havia anunciado que, neste ano, o imposto só poderia ser acessado pela internet ( veja mais abaixo ).

A impressão e o envio estão sendo feitos pelo Banco de Brasília (BRB), que desde a última terça-feira (11) manda o boleto para os endereços dos contribuintes. Segundo o GDF, o objetivo do recuo é garantir "conforto" aos moradores da capital, principalmente os que não têm facilidade no acesso à internet.

O pagamento do imposto pode ser feito em até três parcelas, iguais e sucessivas, não podendo cada uma ter valor inferior a R$ 50. Caso o valor do imposto seja inferior a R$ 100, será cobrado em cota única, no mês de fevereiro.

A primeira data de vencimento para veículos com placas de final 1 e 2 é 17 de fevereiro. Confira abaixo o calendário completo:

  • Placas com final 1 e 2: 17/2/2020, 16/3/2020 e 13/4/2020
  • Placas com final 3 e 4: 18/2/2020, 17/3/2020 e 14/4/2020
  • Placas com final 5 e 6: 19/2/2020, 18/3/2020 e 15/4/2020
  • Placas com final 7 e 8: 20/2/2020, 19/3/2020 e 16/4/2020
  • Placas com final 9 e 0: 21/2/2020, 20/3/2020 e 17/4/2020

Ao anunciar que não enviaria mais o boleto do IPVA pelos Correios, o GDF disse que o principal motivo era o programa Nota Legal, que permite o desconto de valores do imposto.

Segundo a pasta, ao indicar os créditos para abatimento, o contribuinte já não poderia usar o carnê que chegava na residência. O prazo para indicação de descontos do Nota Legal acabou em 31 de janeiro e, portanto, todos os valores estão atualizados.

Ainda segundo o GDF, no ano passado, cada envio custou R$ 2 aos cofres públicos. Em 2019, foram enviados 1.558.415 boletos de IPVA. O governo alegou que, caso todos tivessem sido emitidos pela internet, deixaria de gastar R$ 3,1 milhão.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Comentários para "GDF volta atrás e decide imprimir e enviar boletos de IPVA para contribuintes":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório