×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 12 de agosto de 2022

General Santos Cruz pode provar que falsificaram mensagem sua para forçar a demissão

General Santos Cruz pode provar que falsificaram mensagem sua para forçar a demissão

Foto: Tribuna do Brasil

Na hora da mensagem falsa, Cruz estava a bordo de um avião

Por Tiago Aguiar-tribuna Da Internet - 28/06/2019 - 15:26:15

Duas semanas após ser demitido pelo presidente Jair Bolsonaro do cargo de ministro-chefe da Secretaria de Governo, o general da reserva Carlos Alberto Santos Cruz disse nesta quinta-feira que a divulgação de uma suposta conversa em que critica Bolsonaro foi uma ação “medíocre” e decorrente de um “comportamento de gangue”.

Para o general, que participou do 14º Congresso da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), em São Paulo, o fato foi criado para pressionar o presidente a demiti-lo.

TELA FALSA – “Foi um print de uma tela falsa, como se eu tivesse falado com alguém criticando o presidente, os filhos, como se o (vice-presidente Hamilton) Mourão tivesse que assumir. Isso é crime” — disse Santos Cruz. “É medíocre, um comportamento de gangue. É uma coisa montada, mal feita, para criar um fato para pressionar o presidente a demitir”.

Segundo ele, no momento em que teria ocorrido o suposto diálogo com críticas a Bolsonaro, ele estava em um avião para o Amazonas, sem acesso à internet.

A DEMISSÃO – Santos Cruz concedeu entrevista aberta aos jornalistas Julia Duailibi e Daniel Bramatti no 14º Congresso da Abraji. O general disse que o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, avisou que ele seria demitido por Bolsonaro.

— Eu já sabia, pelo comentário do Heleno. E disse: ‘Vamos facilitar as coisas, vamos encerrar por aqui’ — afirmou o militar, assinalando que não questionou os motivos do presidente para tirá-lo da função e negou diversas vezes haver alguma espécie de conflito entra as alas mais ideológicas e mais alinhadas aos militares do governo.

— Não me foi dito o motivo. Meu caso é mais um, é banal — disse o general, fazendo referência à música “Garçom”, de Reginaldo Rossi.

Santos Cruz foi o o terceiro ministro a cair em seis meses de governo, depois de Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral da Presidência) e Ricardo Vélez Rodríguez (Educação). Ele foi substituído pelo também general Luiz Eduardo Ramos, ex-comandante militar do Sudeste.

###
NOTA DA REDAÇÃO
– Esse caso de Santos Cruz merece ser investigado a fundo. Falsificar um print e atribuir ao militar falsas críticas a Bolsonaro é crime grave que não pode ficar impune. Mas como todos sabem quem é o autor da falsificação, nada será investigado e o país continuará a ser governado pelos filhos de Bolsonaro. (C.N.)

Comentários para "General Santos Cruz pode provar que falsificaram mensagem sua para forçar a demissão":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral

Em Brasília, estudantes vão às ruas em protesto contra o governo Bolsonaro

Em Brasília, estudantes vão às ruas em protesto contra o governo Bolsonaro

Casas sustentáveis: Entenda como esse modelo de residência gera economia

Casas sustentáveis: Entenda como esse modelo de residência gera economia

Trabalho remoto é o futuro na área da tecnologia

Trabalho remoto é o futuro na área da tecnologia

Alexandre diz que atos por democracia reforçam 'orgulho do sistema eleitoral'

Alexandre diz que atos por democracia reforçam 'orgulho do sistema eleitoral'

Celso de Mello: Manifesto representa 'severa advertência ao presidente Bolsonaro'

Celso de Mello: Manifesto representa 'severa advertência ao presidente Bolsonaro'

"Carta bate com o que faço aqui", diz professor que levou documento para Londres

Jovens ainda sofrem com recuperação lenta do mercado de trabalho, diz OIT

Jovens ainda sofrem com recuperação lenta do mercado de trabalho, diz OIT

José Carlos Dias destaca união do capital e trabalho e lê carta da Fiesp

José Carlos Dias destaca união do capital e trabalho e lê carta da Fiesp

Ação contra fraude notifica cinco postos de combustível no DF

Ação contra fraude notifica cinco postos de combustível no DF

Saiba o que são e como preparar as PANCs, plantas alimentícias não convencionais

Saiba o que são e como preparar as PANCs, plantas alimentícias não convencionais

Alvaro Vargas Llosa: 'O idiota latino-americano se reinventou'

Alvaro Vargas Llosa: 'O idiota latino-americano se reinventou'

'Os manifestos geram poder para a resistência', afirma Celso Lafer

'Os manifestos geram poder para a resistência', afirma Celso Lafer

No DF, políticos e militantes de esquerda têm sido vítimas de violência nas ruas

No DF, políticos e militantes de esquerda têm sido vítimas de violência nas ruas

DF é condenado a indenizar aluno que sofreu reação alérgica após ingerir alimento

DF é condenado a indenizar aluno que sofreu reação alérgica após ingerir alimento

MPDFT apoia criação de Frente Nacional de Combate a Cartéis

MPDFT apoia criação de Frente Nacional de Combate a Cartéis

Deputados distritais derrubam veto e demitidos da CEB recuperam emprego

Deputados distritais derrubam veto e demitidos da CEB recuperam emprego