×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 23 de outubro de 2018


Girafas herdam padrão de manchas das mães, diz estudo

Girafas herdam padrão de manchas das mães, diz estudo

As girafas recém-nascidas com manchas grandes e irregulares sobrevivem melhor durante os primeiros meses de vida, de acordo com um novo estudo conduzido por pesquisadores da Penn State

Por Ambiente Brasil/ Foto Divulgação - 10/10/2018 - 11:16:44

Algumas características do padrão de manchas de uma girafa são passadas da mãe para o bebê, de acordo com um novo estudo conduzido por pesquisadores da Universidade Penn State. O estudo também revela que a sobrevivência de girafas jovens está relacionada ao padrão das manchas, que pode ajudar a fornecer camuflagem de predadores.

O novo estudo, publicado em 2 de outubro na revista “PeerJ”, confirma uma hipótese de 49 anos sobre a herança de manchas de girafa e destaca um novo conjunto de ferramentas que pode ser usado para estudar as marcas de animais selvagens.

“Os padrões de manchas das girafas são complexos e podem ser bem diferentes entre os indivíduos, mas não sabemos realmente o propósito deles na natureza”, disse Derek E. Lee, professor associado de pesquisa da Penn State e principal autor do artigo.

“Marcações complexas podem ajudar os animais a fugir de predadores, regular sua temperatura ou reconhecer familiares ou indivíduos, os quais podem afetar sua capacidade de sobreviver e se reproduzir. Neste estudo, analisamos registros de sobrevivência e fotos de manchas de girafas Masai e mostramos que padrões pontuais afetam a sobrevivência juvenil e são hereditários – eles são passados ​​da mãe para o bebê “, explicou.

A cor da pele da girafa é cinza escuro uniforme, mas suas manchas são altamente variáveis ​​em cor e forma, variando de quase redondas com bordas muito lisas a elípticas com bordas irregulares ou lobadas. Os padrões pontuais não mudam à medida que o animal envelhece, o que permite aos pesquisadores identificar indivíduos com base em seus padrões únicos.

Este estudo revelou que girafas recém-nascidas com manchas maiores e manchas irregulares tiveram uma sobrevida nos primeiros meses de vida maior que as demais. Esse aumento na sobrevida poderia refletir uma melhor camuflagem dessas jovens girafas, mas também poderia estar relacionado a outros fatores que aumentam a sobrevivência, como a regulação da temperatura ou a comunicação visual.

O estudo também descobriu que dois dos onze traços pontuais medidos, a circularidade – quão próximo o ponto está de um círculo perfeito – e a solidez – quão lisos e completos são os bordos – foram significativamente semelhantes em mães e filhotes. Isso sugere que essas características são herdadas pelo filhote.

“A Dra. Anne Innis Dagg, a primeira pesquisadora de campo de girafas na África, apresentou evidências em 1968 de que a forma, o número, a área e a cor das manchas nos padrões de pelagem da girafa podem ser hereditários, mas sua análise veio de uma pequena população do zoológico”, disse Monica Bond, estudante de pós-graduação em biologia evolutiva e estudos ambientais na Universidade de Zurique e autora do artigo.

“Nós usamos girafas selvagens e modernas técnicas de imagem e análise para confirmar suas conclusões”, disse Bond.

Este estudo também destaca como o softwares de imagem modernos e os métodos estatísticos podem ser usados ​​para analisar de forma confiável padrões complexos de pelagem.

“Minha esperança é que outros cientistas usem as mesmas ferramentas para medir padrões de pelagem de mamíferos para avançar nossa compreensão do que esses padrões significam”, disse Lee.

“A quantificação da hereditariedade e as conseqüências da variação nos padrões de pelagem podem nos ajudar a entender como e por que padrões complexos de pelagem evoluem em animais selvagens”, completou.

Fonte: G1, http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2018/10/04/147177-girafas-herdam-padrao-de-manchas-das-maes-diz-estudo.html

Comentários para "Girafas herdam padrão de manchas das mães, diz estudo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório